[RESENHA] Rock Star - S.C. Stephens - @EdValentina

quarta-feira, 22 de março de 2017

Rock Star
Autora: S.C. Stephens
Editora: Valentina
I.S.B.N.:9788558890212
Páginas: 512
Compre: AQUI!!
Sinopse: Ele é intenso, complicado e perigoso. Ele é demais! O único lugar onde Kellan Kyle sempre se sentiu em casa foi no centro de um palco. Tocando guitarra num bar escuro, ele consegue esquecer o passado doloroso. Nos últimos tempos a sua vida se resume em três coisas: música, seus companheiros de banda e intensos encontros sexuais. Até que uma mulher muda tudo... Kiera é o tipo de garota que Kellan jamais deveria desejar -- ela é inteligente, doce, e também a namorada do seu melhor amigo. Convencido de que nunca conseguirá merecer o amor dela, ele esconde a sua crescente atração... até que o coração atormentado de Kiera oferece a Kellan algumas pistas de que os sentimentos dele podem ser correspondidos. Agora, não importam as consequências, Kellan tem uma certeza: não vai deixar Kiera escapar sem lutar por ela. Em Intenso Demais, Kiera contou sua história. Agora é a sua vez ouvir a versão pela boca do “rock star” sexy que cativou fãs do mundo inteiro.
AMO! Brigo Muito com os personagens! Adoro a Leitura!
Sabe quando a gente ama tanto um personagem que o coração se desfaz em cada página lida? Não é de hoje que todo mundo sabe que tenho uma relação intensa de amor e ódio por esta série por causa da Kiera, sim, eu ainda odeio ela, mesmo que agora mais apaziguada eu entenda o que se passou com ela, mas ainda não consigo perdoar o que ela fez o pobre Kellan passar.

Kellan é aquele tipo de personagem que vai além do sexy bad boy. Ele é fofo e vulnerável de uma maneira tão crua que não existe outra alternativa senão amá-lo incondicionalmente.


Ler a versão dele da história fez crescer novamente toda a revolta que eu nutria em relação à Kiera, mas também me fez querer adotar este menino (e gente, aqui não estou falando nada em sentido sexual aqui), pois Kellan é um pobre garoto grande que ainda não conseguiu superar os traumas da vida.

[CINEMA] Cinco Motivos para Assistir A Bela e A Fera

terça-feira, 21 de março de 2017

Moradora de uma pequena aldeia francesa, Bela tem o pai capturado pela Fera e decide entregar sua vida ao estranho ser em troca da liberdade do progenitor. No castelo ela conhece objetos mágicos e descobre que a Fera é na verdade um príncipe que precisa de amor para voltar à forma humana.

Data de lançamento: 16 de março de 2017 (Brasil)
Direção: Bill Condon
Música composta por: Alan Menken
Figurino: Jacqueline Durran
Canção original: Beauty and the Beast









Sabe quando deixamos a sala de cinema com um sorriso de orelha à orelha por ter assistido a um filme incrível? Pois então, A Bela e A Fera transcende o estado da graça para todos nós que somos apaixonados pelos clássicos Disney e simplesmente amamos uma belíssimo musical.

AMEI a experiência!! Mas não vou fazer resenha, dar spoilers ou recontar a trama que todos nós já conhecemos de cabo a rabo desde crianças. 

Vou deixar listados aqui, cinco motivos irrefutáveis para você não ter desculpas e correr ao cinema!!


Motivo 5: Tudo o que tem na animação, tem no filme!! Os roteiristas foram muito fiéis ao clássico e mesmo que nem tudo esteja idêntico ou na mesma ordem, a essência de tudo está 100% presente do início ao fim da versão live action. 

[RESENHA] O Jogo - @ElleKennedy - @EditoraParalela

segunda-feira, 20 de março de 2017

O Jogo
Elle Kennedy
Editora: Paralela
I.S.B.N.: 9788584390571
Páginas: 344

Compre AQUI!!
Sinopse: Talentoso, inteligente e festeiro, Dean Di Laurentis sempre consegue o que quer. Sexo, notas altas, sexo, reconhecimento, sexo… É sem dúvida um galanteador de primeira, e ainda está para encontrar uma mulher imune ao seu charme descontraído e seu jeito alegre de encarar a vida. Isto é, até ele se envolver com Allie Hayes. Em uma única noite, essa jovem atriz cheia de personalidade virou o mundo de Dean de cabeça para baixo. E agora ela quer que eles sejam apenas amigos? Dean adora um desafio, e não vai medir esforços para convencer essa mulher tão linda quanto teimosa de que uma vez não é suficiente. Mas o que começa como um simples jogo de sedução logo se torna a experiência mais incrível e surpreendente de sua vida. Afinal, quem disse que sexo, amizade e amor não podem andar de mãos dadas?
Desde o início da série Off Campus, Dean foi o meu personagem favorito. Cabeça fresca, irreverente e completamente galinha, esse boymagya do Hoquei com certeza tinha  mais a oferecer do que apenas o seu visual maravilindo e suas palhaçadas com a galera.

RESENHA] Um gato de rua chamado Bob - James Bowen - @Novo_Conceito

sexta-feira, 17 de março de 2017



Há algum tempo eu tenho o Bob parado na minha estante. Livros de animais sempre cativaram e me chamavam atenção para lê-lo, ainda mais se forem histórias reais. Mas, por algum motivo, eu demorei a ler essa história. Foi então que a editora Novo Conceito relançou, no ano passado, o livro com uma capa nova – lindíssima por sinal – e me despertou novamente o desejo de ler essa obra. Assim, não me contive e o coloquei na meta de leitura desse ano.

Depois que concluir a leitura eu me perguntei: porque demorei tanto para ler essa história tão fofa? Sério gente! Não só os amantes de gatos, mas de animais, precisam conhecer a história do Bob, o gato amarelo.

A história é narrada por James Bowen, um viciado em drogas em recuperação, que encontra em um gato laranjinha de rua, abandonado e machucado, um novo motivo para seguir em frente e se reerguer. Juntos, os novos e inseparáveis melhores amigos, vão em busca de uma vida melhor na grande cidade de Londres.

Enquanto tentava se manter longe do vício da drogas, James tocava guitarra e cantava nas ruas movimentadas de Londres para conseguir dinheiro, afinal, ele não conseguia um emprego formal. Era um dinheiro escasso, que basicamente pagava suas contas. Com a chegada de Bob, James precisou pensar em manter os dois. Bob era como se fosse um filho para James, e ele tinha a obrigação de mantê-lo bem – ele escolhera essa vida quando o encontrou no seu prédio. Após um tempo, Bob vai junto com James aos espetáculos de rua, e imediatamente o gatinho amarelo começa a chamar atenção da população. Não demorou muito para que muitos se apegassem, e ajudassem James e Bob a sobreviverem. Entre altos e baixos, sustos e alegrias, os dois aprenderam a viver na cidade e a confiar um no outro.
 


[NOTÍCIA] Novidade pela @FaroEditorial: O escravo de capela

terça-feira, 14 de março de 2017

Imagine um romance de época, pode ser A Moreninha,  Inocência ou Senhora, do romantismo da literatura brasileira já abrindo portas para o Realismo. O cenário é o Brasil do século XVIII, numa fazenda de cana-de-açucar onde todos os trabalhadores são escravos. Após um evento cruel acontece um tipo de rebelião, o que gera um caos incontrolável. 
Acrescente nesse cenário de casarões, canaviais, matas fechadas, neblina, sangue, matança, violência de um filme de Tarantino. E, mesmo com fortes cenas, suspense  e arrepios, você torce para que continue. Tem mais... um romance lindo, "puro", desses de nos fazem torcer pelos personagens. Eis O escravo de capela.


QUANDO A MORTE É APENAS O COMEÇO PARA ALGO ASSUSTADOR
Durante a cruel época escravocrata do Brasil-Colônia, histórias aterrorizantes baseadas em crenças africanas e portuguesas deram origem a algumas das lendas mais populares de nosso folclore.

Com o passar dos séculos, o horror de mitos assustadores foi sendo substituído por versões mais brandas. Em O Escravo de Capela, uma de nossas fábulas foi recriada desde a origem. Partindo de registros históricos para reconstruir sua mitologia de forma adulta, o autor criou uma narrativa tenebrosa de vingança com elementos mais reais e perversos.
Aqui, o capuz avermelhado, sua marca mais conhecida, é deixado de lado para que o rosto de um escravo-cadáver seja encoberto pelo sudário ensanguentado de sua morte.


Uma obra para reencontrar o medo perdido da lenda original e ver ressurgir um mito nacional de forma mais  assustadora, em uma trama mórbida repleta de surpresas e reviravoltas.

Cada página é como um golpe cruel de chicote. E sai muito sangue!”RAPHAEL MONTES — Autor de Dias Perfeitos e Jantar Secreto

 Confira o teaser de arrepiar!!

O lançamento pela Faro Editorial está previsto para junho de 2017 e já estamos aqui ansiosos para ler!!

Cineasta premiado, MARCOS DEBRITO vem sendo considerado a grande renovação na produção de filmes de suspense terror no Brasil. Começou a escrever histórias que lhe vinham à cabeça apenas para lidar com seus próprios medos, na esperança de esconjurar seus demônios e calar as vozes que não o deixavam em paz.O destaque de sua produção está na crueza como retrata as diferentes faces do mal, surpresas que desafiam o público a desvendar a mente dos personagens. Diretor, roteirista e escritor, O Escravo de Capela é seu terceiro livro publicado. Condado Macabro, seu primeiro longa-metragem, foi lançado nas salas comerciais em 2015 e vem mostrando a força de sua narrativa em festivais por todo o país e no exterior.

[RESENHA] Diário de uma Princesa Improvável - Meg Cabot - Galera Record

domingo, 12 de março de 2017


Diário de uma Princesa Improvável é o mais novo livro da querida diva master autora Meg Cabot. Para a alegria dos fãs, ela traz uma nova história, dessa vez um spin-off da série O diário da Princesa. A protagonista da vez é Olivia Grace Clarisse Mignonette Harrison, uma garotinha negra de 12 anos que vivia uma vida normal até que um dia, na escola, é ameaçada de levar uma surra da menina mais popular do colégio, Annabelle Jenkin.

Sem entender as ameaças, Olivia passa o dia todo preocupada com a surra que está por levar de Annabelle. Além disso, ela está a ponto de ganhar uma anotação do diretor e perder um ponto importante na sua nota!

Só que então o pior dia da vida de Olivia no fim se transforma no melhor dia (ou pelo menos ele está nos tops melhores dias!). Ela, que a vida toda morou com os tios e os primos, perdeu a mãe na infância e nunca conheceu seu pai pessoalmente, descobre que... Bem, é simplesmente a irmã da Princesa Mia de Genovia! O pacote “irmã da princesa” inclui ainda um pai carinhoso e uma avó rainha meio doida, e claro, a chance de mudar de vida e ter tudo o que ela mais quis:  uma família que a ama.



Semana da Mulher @intrinseca: Reflexões sobre maternidade, humor, carreira

quarta-feira, 8 de março de 2017


Uma das principais fronteiras na vida de uma mulher com certeza é a maternidade. 
Nem todas as mulheres sonham em ter filhos, algumas mesmo sem sonhar acabam tendo e aí o jeito é se virar e fazer o seu melhor e outras simplesmente nasceram para isso e tem a maternidade como seu sonho e missão de vida.