[CAPA REVELADA] Gentleman Nine - @PenelopeAuthor

quarta-feira, 17 de janeiro de 2018

We are thrilled to bring you the cover from New York Times bestselling author Penelope Ward. Gentleman Nine releases on February 19th!

Lançamento em 19/02/2018

   

[CINEMA] Me Chame pelo Seu Nome

terça-feira, 16 de janeiro de 2018

Data de lançamento: 18 de janeiro de 2018 
SOMENTE NOS CINEMAS

Duração: 2h 11min
Direção: Luca Guadagnino
Elenco: Armie Hammer, Timothée Chalamet, Michael Stuhlbarg

Sinopse: O sensível e único filho da família americana com ascendência italiana e francesa Perlman, Elio (Timothée Chalamet), está enfrentando outro verão preguiçoso na casa de seus pais na bela e lânguida paisagem italiana. Mas tudo muda quando Oliver (Armie Hammer), um acadêmico que veio ajudar a pesquisa de seu pai, chega.



Oi galera!!
Hoje estou aqui para mais uma dica de cinema e tecer a minha humilde opinião sobre um dos filmes que vem sendo o mais novo queridinho dos expectadores e críticos pelo mundo: Me Chame Pelo Seu Nome.

Só tenho a agradecer pelo convite da Espaço/Z para conferirmos mais esta obra antes da estreia.

[RESENHA] Mitologia Nórdica - Neil Gaiman - @intrinseca

segunda-feira, 15 de janeiro de 2018


Resultado de imagem para mitologia nórdica


Uma jornada da origem do universo até o fim do mundo.
Quem, além de Neil Gaiman, poderia se tornar cúmplice dos deuses e usar de sua habilidade com as palavras para recontar as histórias dos mitos nórdicos? Fãs e leitores sabem que a mitologia nórdica sempre teve grande influência na obra do autor. Depois de servirem de inspiração para clássicos como Deuses americanos e Sandman, Gaiman agora investiga o universo dos mitos nórdicos. Em Mitologia nórdica, ele vai até a fonte dos mitos para criar sua própria versão, com o inconfundível estilo sagaz e inteligente que permeia toda a sua obra. Fascinado por essa mitologia desde a infância, o autor compôs uma coletânea de quinze contos que começa com a narração da origem do mundo e mostra a relação conturbada entre deuses, gigantes e anões, indo até o Ragnarök, o assustador cenário do apocalipse que vai levar ao fim no mundo.


Acredito que todo mundo, pelo menos alguma vez, já tenha ouvido falar de Thor e Loki, certo? Muito provavelmente vocês conhecem esses nomes pela Marvel, que lançou os dois deuses de Asgard como irmãos (que na verdade, Loki é irmão do Odin, pai do Thor), sejam pelas histórias em quadrinhos ou por seus filmes. Mas muitos não conhecem muito bem de onde eles vêm e que eles fazem parte da mitologia nórdica. O livro de Gaiman, lançado em capa dura no Brasil pela editora Intrínseca, traz para os leitores as verdadeiras histórias dos nove mundos e dessa mitologia não muito conhecida – mas que deveria ser!

Logo no início do livro, Gaiman faz uma breve introdução contando como conheceu Thor e como surgiu sua paixão pelos nórdicos. Durante alguns anos, ele se dedicou a escrever a obra e compilar, com suas palavras, algumas das histórias mais importantes dos deuses asgardianos, desde os mais conhecidos até os não tanto, indo desde os primórdios da criação dos mundos, até o Ragnarök, o fim dos tempos.


[RESENHA] Anna e o beijo francês - Stephanie Perkins

sábado, 13 de janeiro de 2018


Imagem relacionada
“Isto é tudo o que sei sobre a França: Madeline, Amélie e Moulin Rouge. A Torre Eiffel e o Arco do Triunfo também, embora eu não saiba qual a verdadeira função de nenhum dos dois. Napoleão, Maria Antonieta e vários reis chamados Louis. Também não estou certa do que eles fizeram, mas acho que tem alguma coisa a ver com a Revolução Francesa, que tem algo a ver com o Dia da Bastilha. O museu de arte chama-se Louvre, tem o formato de uma pirâmide, e a Mona Lisa vive lá junto com a estátua da mulher sem braços. E tem cafés e bistrôs — ou qualquer nome que eles dão a estes — em cada esquina... Não é que eu seja ingrata, quero dizer, é Paris. A Cidade Luz! A cidade mais romântica do mundo.”


Anna Oliphant está em Paris. Mas não porque quer, e sim por obrigação. Seu pai, famoso escritor americano (a lá Nicholas Sparks <3), decide matricular Anna na escola Americana de Paris, em seu último ano de colégio. Assim, Anna precisa deixar na América sua família, sua melhor amiga e seu paquera. Contra sua vontade e sem falar um oui em francês, ela se encontra perdida num país novo e cheio de desafios.

Felizmente, Anna logo faz amizade com um grupo de amigos já formados: Meredith (do dormitório ao lado), Josh e Rashimi (namorados) e Éttiene St. Clair. Por mais que ela não queira, ao poucos vai se aproximando e gostando cada vez mais de St. Clair – o garoto lindo que arranca suspiros de todas com seu charme meio americano, meio parisiense e meio londrino.  Só tem um problema. Éttiene namora Ellie – ex-melhor amiga de Rashimi e que está na faculdade. Para fugir dos sentimentos por St. Clair, e às vezes da solidão, Anna se refugia quase que diariamente nas salas de cinemas parisienses, onde elabora suas críticas cinematográficas.

Um ano de mudanças, novas paixões e novas amizades, na cidade mais romântica do mundo.

[LANÇAMENTOS] Confira as novidades de Janeiro da @FaroEditorial

sexta-feira, 12 de janeiro de 2018

Oi Genteeeeee!!!Janeiro mal começou e as novidades da Faro Editorial já estão bombando!! Adorei os novos livros e já estou super curiosa para conhecer estas histórias incríveis!!

“Contra todas as possibilidades do amor” de Rebekah Crane chega ao Brasil em janeiro

Lançamento da Faro Editorial, a obra narra uma das fases mais atribuladas da nossa vida: a adolescência, e todas as complicações que ela pode trazer.

“Nós rezamos a Santo Antônio de Pádua para pedir três coisas. Que o que foi perdido seja encontrado. Que a alma seja livre. E que a vida seja duradoura”–Lema do Acampamento Pádua

Zander estava odiando a ideia de ir para esse acampamento do outro lado do país. Era a primeira vez que ela saía do Oregon, da sua casa, para ir justamente para esse lugar estranho, com pessoas esquisitas. Ela definitivamente não precisava estar ali, no Acampamento Pádua, o acampamento para jovens desajustados e problemáticos. Ela não era uma “deles”.
A Faro Editorial lança em janeiro “Contra todas as possibilidades do amor”, de Rebekah Crane. A autora apresenta neste livro os dramas de alguns adolescentes que vão muito além de não querer estudar, de responder aos pais, colar nas provas e namorar ou não. A adolescência é uma fase difícil, e ainda mais quando você tem problemas que não pode controlar ou que não sabe como.E o Acampamento Pádua é o lugar para jovens que estão nessa situação.

Garotos e garotas depressivos, com distúrbios alimentares, doenças degenerativas, depressão, compulsões e os que estão ne negação são o público alvo desse acampamento. Um lugar para valorizar a vida e ajudar jovens em situações emocionais complicadas. Ou seja, ninguém ali é muito “normal”, e Zander sabe que ela não pertence a esse lugar.
Ela foi mandada pelos pais para esse acampamento de verão, mas não faz ideia do motivo. Zander não se sente perdida, ela sabe muito bem onde está. E quando se depara com os demais jovens do retiro, ela tem ainda mais certeza disso. Zander não é como Cassie, que toma remédios para emagrecer e não come nada o dia todo. Ou como Hannah que se corta e por isso só usa blusas de mangas longas. Ou como Alex, que é um mentiroso compulsivo. Ou como Katie, que é bulimica. Ou ainda, como o chato do Groover... e, para relaxar nesse hospício, ela fica treinando conjugações de verbos em francês.

Mas Zander estava errada, e o que ela acabou encontrando ali foram grandes amigos e pessoas comuns, apesar de seus traumas e limitações. Adolescentes que queriam se divertir e fazer amizade como qualquer outro jovem. Que queriam burlar regras e testar limites, e que queriam ser aceitos como são. E ela iria descobrir que o amor pode ser encontrado onde menos se espera.

Rebekah Crane consegue de uma forma leve e divertida abordar temas tão profundos e difíceis como bulimia, anorexia, esquizofrenia, compulsões, apatia, suicídio, violência doméstica, abandono, luto, e claro, o primeiro amor. Você pode pensar que se trata de uma história triste. E há partes duras sim, mas, Rebekah consegue mostrar como, na dificuldade, podemos encontrar uma saída. E isso é uma das coisas que faz este livro completamente encantador, divertido e doce, capaz de deixarem você um grande sorriso no rosto.

“Nós só conseguiremos nos encontrar quando admitirmos que estamos perdidos” – Acampamento Pádua

Ficha técnica
Título: Contra todas as possibilidades do amor
Nº de pags: 240
Preço: 34,90
Compre AQUI!!







Sobre a autora:

REBEKAH CRANE é autora de três romances. Ela descobriu sua paixão pela literatura enquanto estudava educação secundária na Universidade de Ohio. Depois de ter dois filhos e ensinar em seis cidades diferentes, ela finalmente se instalou no sopé das Montanhas Rochosas paras e dedicar a escrever romances e roteiros.



Faro editorial lança “O homem de lata”, de Sarah Winman

Livro da ganhadora do New Writer of the Year no GalaxyNational Book Awards chega ao Brasil em janeiro

“E você, meu amigo galvanizado, quer um coração. Você não sabe o quão sortudo é por não ter um. Corações nunca serão práticos enquanto não forem feitos para não se partirem...” O Mágico de Oz

Uma amizade que nasceu na inocência de uma infância marcada pelo abandono, o silêncio, a mágoa. Um carinho que cresceu na cumplicidade, nas descobertas. Um amor que estava acima de qualquer classificação social necessária. Michael e Ellis eram mais do que isso um para o outro. E essa é quase uma história de amor, mas seria muito simples defini-la assim.

A Faro Editorial lança em janeiro o primeiro livro da aclamada autora inglesa Sarah Winman no Brasil. Mais do que apenas um romance, “O homem de lata” é um manifesto de ternura, sensibilidade, dor e aceitação que tem arrebatado os leitores pelo mundo.

Michael e Ellis se conheceram aos 12 anos. Michael fora abandonado pela mãe e pelo pai e agora vive com sua avó. Ellis era um menino solitário, que sofria com um pai rude. Logo eles se tornaram o refúgio um do outro. Durante muitos anos foram apenas dois, descobrindo o mundo, se descobrindo. E mais do que amigos, o sentimento que existia entre eles nunca precisou de outro nome.

Até que tudo muda quando Ellis conhece Annie. E aquela dupla passa a ser um trio. E aquela proximidade passa a ser uma grande distância. E aquela distância se torna uma ausência. Ellis sente falta de Michael. Michael sente falta de Ellis, mas as vezes, isso não é suficiente.

“O homem de lata” é mais do que apenas um romance sobre três jovens vivendo algo muito diferente em suas épocas. Este é um livro sobre amizade, ternura, sofrimento, perda, aceitação, medo. Uma obra sobre as consequências de uma vida que não foi vivida como deveria ter sido. E o poderia ter sido é a parte mais tocante de tudo...
“Uma história sobre um tipo de ternura tão rara que chega a doer.” - Rachel Roice — BBC

“O Homem de Lata é uma história sobre vidas alternativas que poderiam ter sido vividas se as circunstâncias fossem diferentes. Um delicado conto de amor extremamente bem elaborado.” - THE GUARDIAN

Ficha técnica
Título: O home de Lata (Tin Man)
Nº de páginas: 160
Preço: 29,90
Compra AQUI!!






Sobre a autora:
SARAH WINMAN nasceu em 1964 na Inglaterra e é uma atriz e escritora. Em 2011, seu romance de estreia tornou-se um bestseller internacional e ganhou vários prêmios, incluindo New Writer of the Year no GalaxyNational Book Awards. O Homem de Lata também está concorrendo a diversos prêmios, e segue como finalista do Costa Novel of the Year do ano de 2017.

[CINEMA] O Touro Ferdinando

quinta-feira, 11 de janeiro de 2018

11 de Janeiro
Somente nos Cinemas

Distribuidora: Fox Film
Gênero: Família
Direção: Carlos Saldanha
Elenco: John Cena, Kate McKinnon, Bobby Cannavale

Sinopse: "O Touro Ferdinando" conta a história de um touro gigante com um grande coração. Depois de ser confundido com um animal perigoso, ele é capturado e arrancado de sua casa. Determinado a voltar para sua família, ele se une a uma equipe desajustada na aventura final. Situado na Espanha, Ferdinando prova que você não pode julgar ninguém pela sua aparência.
De Blue Sky Studios e Carlos Saldanha, o diretor de "Rio", e inspirado pelo amado livro "A História de Ferdinando", de Munro Leaf e Robert Lawson, "O Touro Ferdinando" é uma emocionante aventura de comédia animada com um elenco internacional de estrelas que inclui John Cena, Kate McKinnon, Gina Rodriguez, Anthony Anderson e muito mais.



Pensem numa comédia animada completamente encantadora e deliciosa! O Touro Ferdinando vai arrebatar os expectadores de todas as idades!!

Mais uma vez, só tenho à agradecer ao pessoal da Espaço/Z pelo convite para conferir mais um filme fabuloso antes da estréia oficial!

SEX, NOT LOVE by @Vi_Keeland - Sneak Peek

quarta-feira, 10 de janeiro de 2018

SEX, NOT LOVE
(A standalone novel)
Release date 1/15/2018
Lançamento: 15/01/2018
 A Contemporary Romance Novel

 #1 New York Times Bestselling Author
Vi Keeland 

Model:  Fabian Castro
Photographer:  Rafael Catala
Cover designer:  Sommer Stein, Perfect Pear Creative
  
Pre-order links:
iBooks    http://smarturl.it/vlfabb
Barnes & Noble  
 http://smarturl.it/hivkor
Kobo  
 http://smarturl.it/9bxfwx
Google Play  
 http://smarturl.it/19muiq
Amazon Print  
  http://smarturl.it/3u10n0
Sign up to receive notification when Sex, Not Love goes live on Amazon   
Add to Goodreads   http://smarturl.it/2jvvjf
(Amazon eBook will be a live release, no pre-order)


EXCERPT

“You’re not going anywhere before you do two things.”
“Two things?”
“Leave your number and kiss me goodbye.”
“I…I…you haven’t brushed your teeth.”
Hunter chuckled. It felt like he could see through all of my bullshit. Reaching over to the nightstand, he grabbed his phone and held it out to me before getting up. “Toothpaste in the bathroom still?”
“The little one the hotel sets out.”
“I’ll brush. You type.”
While he was in the bathroom, I mulled over not typing anything into his phone. There was no way I was keeping in touch with a man living three-thousand miles away. A guy like him was the last thing I needed. But then I thought better of just telling him I’d put my number in. He seemed to have figured me out pretty quick. So instead, I typed my name and number, only I changed the last two digits.
And it was a good thing I did, because when Hunter returned from his bathroom trip, the first thing he did was check that I’d entered something. Luckily, he didn’t attempt to call me. Satisfied, he tossed his phone on the bed and nodded.
“Thank you. Now kiss me.”
I could see he wasn’t going to let me leave without this. So, sacrificing to make my plane, I pushed up on my toes and delivered a quick peck to his lips.
Mmm.... Nice and soft.
(And minty fresh.)
“Well…it was nice to meet you.” I turned to dart out the door, but Hunter grabbed my wrist yet again.
“I said kiss me.”
“I did!”
“Kiss me the way you kissed me last night.”
Before I could even attempt to let that sink in, Hunter yanked me against him. One of his large hands cupped the back of my neck, and he squeezed firmly to direct my head where he wanted it. Then, his lips crashed down on mine.
The shock of feeling his mouth against mine quickly dissipated as he licked my lips, encouraging me to open for him. His tongue dipped inside, and he groaned as he tilted my head and deepened the kiss. The vibration of the sound traveled between us and sent a hum through my body. Soft and gentle went out the window after that. He grabbed a fistful of my ass, and I lifted my body up onto his, wrapping my legs around his waist. As he backed us to the wall, a sense of familiarity overcame me. I couldn’t remember the specifics of our previous kiss, but I now knew deep inside what it had felt like.
My cell dropped from my hand so my fingers could tangle in his hair. Yanking on the soft strands, I couldn’t get enough. A moan from deep inside my chest moved through our connected mouths. Hunter pushed harder, his thick erection pressing into the center of my open legs. He rocked as he kissed me, causing a friction through two layers of clothing that was leading me to a place I didn’t think it was possible to go fully dressed.
It felt like he wanted to swallow me whole, and in that moment, I would have let him. My breasts were crushed to his chest, and a heartbeat raged out of control—only I wasn’t sure if it was my own or his. Jesus, where does a man learn to kiss like this?
I was breathless and stunned when our kiss broke. Hunter sucked on my bottom lip, tugging it before releasing my mouth.
His voice was strained. “Change your flight. We’re not done here.”
I swallowed, trying to gain some composure. “I can’t.” My voice was barely a whisper. It was all I could muster.
“Can’t or don’t want to?”



"Você não vai a lugar nenhum antes de fazer duas coisas".

"Duas coisas?"

"Deixar seu número e me dar um beijo de adeus".