[RESENHA] Skyward: Conquiste as estrelas - Brandon Sanderson - Editora Planeta Minotauro

quinta-feira, 11 de abril de 2019

SKYWARD
Conquiste as Estrelas
Autor: Brandon Sanderson
Editora: Planeta Minotauro
I.S.B.N.: 9788542215113
Páginas: 400


O novo épico de um dos maiores autores de ficção especulativa do mundo: Brandon Sanderson, agora na Planeta Minotauro Nesse novo épico do aclamado autor Brandon Sanderson, o futuro da humanidade depende dos sonhos de uma garota Derrotada, devastada e levada quase à extinção, a raça humana se vê presa em um planeta distante, constantemente atacado por misteriosos combatentes alienígenas. Spensa, uma adolescente, anseia por se tornar piloto e se juntar à resistência. Quando descobre os restos de uma velha nave, um modelo que a garota nunca tinha visto na vida, percebe que esse sonho pode enfim se tornar realidade. Para isso, no entanto, a garota precisará consertar a grande nave, aprender a pilotá-la e – talvez o mais difícil – convencer a inteligência artificial que controla os restos da embarcação a ajudá-la: essa incrível nave, de alguma forma, parece ter uma alma própria. “Brandon Sanderson é simplesmente um escritor brilhante. Ponto.” – PATRICK ROTHFUSS, AUTOR DE O NOME DO VENTO

Espaço. Um tema abordado várias vezes, das mais diferentes formas e certamente que continua a render frutos, mesmo depois de tantas incursões diferentes quando se trata de aventuras galácticas. Eis que Brandon Sanderson decide mostrar que pode ser um autor tão prolífico quanto os precursores em seu mais recente título.

Na trama, vê-se que a humanidade finalmente conseguiu ter acesso a exploração espacial, porém isso veio a um custo muito alto. Logo em seguida, nós humanos fomos caçados impetuosamente pela raça de alienígenas conhecidos como Krell. Vemos a jovem Spensa crescendo no planeta, explorando o planeta onde a humanidade agora está localizada chamado Detritus. Um dia, a ordem Krell decide atacar o planeta e seu pai, um dos membros da tropa de defesa acaba fugindo do campo de batalha e morto pelos companheiros.

18 anos se passam e Spensa tem o sonho de ser piloto de caça estelar. Porém, acaba descobrindo restos de uma nave antiga e isso servirá de estopim para viver seu sonho.

O ritmo é similar a saga Star Wars (traduzindo: podem esperar por batalhas galácticas em naves de tirar o fôlego). Tanto que, já nas primeiras páginas, foi possível perceber que Sanderson foi inspirado pela criação de George Lucas, visto que a carga emocional e de tensão inicial teve como referência Rogue One - Uma História Star Wars.

[CINEMA] SUPERAÇÃO: O MILAGRE DA FÉ

quarta-feira, 10 de abril de 2019


Estreia: 11/04/19
Distribuidora: Fox Film
Gênero: Drama | Biografia
Direção: Roxann Dawson
Sinopse: A notável história real de uma família cuja fé não conhece limites. Quando John Smith, de 14 anos, cai em águas geladas e está clinicamente morto há mais de uma hora, são as esperanças e preces de sua mãe Joyce que milagrosamente o trazem de volta à vida.


A crítica de hoje é colaboração da nossa colunista Rafaela Duarte.

Pensem naquele filme que o nome e o cartaz não lhe chama a atenção e mesmo sendo baseado em fatos reais você pensa que não será um bom filme....pois bem, SUPERAÇÃO: O MILAGRE DA FÉ surpreende por ser um filme simples (no sentido de não ter aqueles efeitos especiais que estamos acostumados a ver).

Mas engrandece pela historia de vida de Joyce Smith, uma mãe de família cristã, guerreira, determinada, boa esposa e muito bem interpretada por Chrissy Metz, com seu marido Brian Smith, um marido convencional das famílias norte americanas interpretado por Josh Smith e seu filho John Smith que mostra seu potencial nas cenas de rebeldia, clássico da faixa etária dos 14 anos, interpretado muito bem por Marcel Ruiz. 

O filme mostra as famílias americanas na igreja mas de uma forma agradável, sem impor nada com relação a religião que cada um possui. 

[COVER REVEAL] THE FALLEN: GENESIS - A Deadly Virtues Prequel by Tillie Cole

segunda-feira, 8 de abril de 2019



Synopsis

The Fallen: Genesis is a prequel novella in The Deadly Virtues Series and MUST be read before RAPHAEL (DV: book one).

*****

THE FALLEN: GENESIS
(A Deadly Virtues Prequel)


IN THE BEGINNING...

They told them they were evil.
They told them they were possessed by demons.
They told them that darkness ran in their veins.

Holy Innocents Home for Children is a haven for orphaned boys who have nothing and no one. The priests watch over them, educate them, raise them in the family of the church.

Except for some.

Seven of the orphans are no ordinary boys. They attract the attention of the priests for their acts of violence, of bloodlust. The priests realize these boys are drawn to the darkness.

And the priests are no ordinary priests. They are the Brethren, a secret sect who believe themselves on a divine mission to seek out evil in the boys in their care. Seek it out, and then drive it out.

The seven have fallen from God’s grace. And the Brethren will cleanse their blackened souls…

Dark Contemporary Romance novella. Contains sexual situations, violence, sensitive and taboo subjects, offensive language and topics some may find triggering. Recommended for age 18 years and up.




[RESENHA] Sem Você Não É Verão - Jenny Han - Editora Intrínseca

domingo, 7 de abril de 2019

Sem Você Não É Verão
Trilogia Verão - Volume 2
Autora: Jenny Han
Editora: Intrínseca
I.S.B.N.: 8551004468
Páginas: 240



Sinopse: Da mesma autora da série Para todos os garotos que já amei A vida de Isabel Conklin é marcada pelas férias de verão. As outras estações do ano são como um intervalo, dias que passam lentamente enquanto ela espera que o sol lhe traga de volta o que mais ama: o mar, descanso, diversão e, principalmente, Conrad e Jeremiah Fisher. Os garotos da família Fisher sempre estiveram ao lado de Belly em suas aventuras. Conrad é ousado, sombrio, inteligente. Já Jeremiah, é confiável, engraçado, espontâneo. Mesmo sendo tão diferentes, os três constroem uma amizade que parece inabalável. Apenas parece. Tudo muda quando, em uma dessas férias, Conrad demonstra sentir algo por ela. O problema é que Jeremiah faz o mesmo. À medida que os anos passam, Belly sabe que precisará escolher entre os dois e encarar o inevitável: ela vai partir o coração de um deles. Na trilogia Verão, acompanhamos Belly dos 15 aos 24 anos. Em meio a descobertas e mudanças, ela se apaixona, se envolve em um triângulo amoroso, entra na universidade e descobre que amadurecer também significa tomar decisões difíceis. Primeiros romances jovens de Jenny Han, os três livros são agora relançados pela Intrínseca, com novas capas e traduções inéditas.


A Resenha de hoje e contribuição do nosso colaborador Marcelo Rodrigues.

Como eu tinha dito no final da primeira crítica, aqui estamos nós outra vez para continuar falando sobre essa série maravilhosa criada pela autora Jenny Han. 

No primeiro livro conhecemos a vida Belly, a jovem que tem os dois melhores amigos que a vida poderia fornecer e acaba loucamente apaixonada por um, Conrad, enquanto Jeremiah segue apaixonado por ela. Acontece que os dois irmãos estão caidinhos pela protagonista, mas os olhos dela estão focados no mais velho.
Nesse meio tempo temos a história de Suzannah, mãe dos meninos Fisher e melhor amiga da mãe de Belly, Laurel. 

Sinceramente, quando li pela primeira vez o titulo do livro, acreditei que continuaríamos acompanhando toda essa história de amor adolescente. MAS SÓ QUE NÃO!!!! A história dessa sequência é muito mais arrebatadora e certamente, fará os mais sensíveis irem as lágrimas em diversos momentos.

[CINEMA] SHAZAM

quinta-feira, 4 de abril de 2019


Data de lançamento: 4 de abril de 2019 (2h 12min)
Direção: David F. Sandberg
Elenco: Zachary Levi, Asher Angel, Mark Strong
Gêneros: Ação, Fantasia

Sinopse: Todos temos um super-herói dentro de nós; só é preciso um pouco de magia para que ele ganhe vida. No caso de Billy Batson (Angel), basta gritar uma palavra – SHAZAM! – para que o jovem malandro de 14 anos se transforme no super-herói adulto Shazam (Levi), cortesia de um antigo mago. Um menino em sua essência – dentro de um corpo sarado, como o de um deus – Shazam se esbalda nesta versão adulta dele mesmo fazendo aquilo que qualquer adolescente faria com superpoderes: divertir-se com eles! Ele é capaz de voar? Tem visão de raio-X? Consegue soltar raios pelas mãos? Pode perder a prova de estudos sociais? Shazam começa a testar os limites de suas habilidades com a despreocupação típica de uma criança. Contudo, ele precisará dominar estes poderes rapidamente para lutar contra as forças do mal controladas pelo Dr. Thaddeus Sivana (Strong).



Oi galera!!!
Hoje chega aos cinemas de todo o Brasil um dos filmes mais esperados do ano!

Shazam realmente me conquistou e assim como os nossos filmes favoritos da Marvel, trás uma leveza que estava faltando aos filmes da DC.

A Warner foi muito feliz aliando a inocência das crianças quanto ao que se imagina de um super herói,  rendendo assim muitas trapalhadas entre Billy o menino que recebeu este super poder sem ter sido preparado e seus amigos. Mas também os dramas pessoais do menino que ensina lições valiosas sobre família e amigos acabam encantando as platéias de todas as idades.

[CINEMA] DUAS RAINHAS

quarta-feira, 3 de abril de 2019


Data de lançamento: 4 de abril de 2019 (2h 04min)
Direção: Josie Rourke
Elenco: Saoirse Ronan, Margot Robbie, Jack Lowden
Gêneros: Histórico, Drama

Sinopse: O filme explora a vida turbulenta da carismática Mary Stuart (Ronan). Rainha da França aos 16 anos e viúva aos 18 anos, Mary desafia a pressão para se casar novamente. Em vez disso, ela retorna para a Escócia, sua terra natal, para recuperar seu trono legítimo. Mas a Escócia e a Inglaterra estão sob o domínio da poderosa Elizabeth I (Robbie). Cada jovem rainha enxerga sua “irmã” com medo e fascinação. Rivais no poder e no amor, e mulheres importantes em um mundo masculino, as duas devem decidir como jogar o jogo do casamento contra a independência. Determinada a governar muito mais do que ser uma figurante, Mary afirma sua reivindicação ao trono inglês, ameaçando a soberania de Elizabeth. Traição, rebelião e conspirações dentro de cada reinado colocam em perigo os dois tronos - e mudam o curso da história.


A crítica de hoje é colaboração da nossa colunista Rafaela Duarte.

O filme Duas Rainhas não foge dos filmes clássicos de época com tramas, traições, romance, porém com belos figurinos e uma ótima qualidade audiovisual para os dias de hoje. Nessa trama traz a Rainha da França e viúva Mary interpretada muito bem por Saiorse Ronan, que após o falecimento do marido retorna para a sua terra natal Escócia, onde faz com que sua "irmã" Rainha Elizabeth I interpretada por Margot Robbie, sinta-se com o trono ameaçado.

Mary se hospeda na casa do meio irmão Conde de Moray juntamente com sua comitiva e seu fiel segurança Bothwell, sem desconfiar das tramas do próprio irmão com a rainha da Inglaterra (Elizabeth I) e de seus conselheiros. 

Mary não é bem vista pelos ingleses por ser católica, mulher e ser uma grande concorrente ao trono da Inglaterra. Elizabeth propõe para a mesma que se case com um inglês para que possam fazer um acordo, porem nem tudo que almejava seria de fato algo bom e com isso começa a disputa e guerra pelo poder. 

Filme retrata bem a sociedade machista, a forte influencia da religião praticada naquela época, homossexualismo e questões politicas que sempre pesaram e muito, principalmente em meados de 1561. 

Trama tenta ser dramática e prender o público na cadeira mas se torna um filme sem uma boa historia explorada, deixando um pouco a desejar.
Porém, se você curte história e tem curiosidade sobre este período da monarquia Inglesa, Duas Rainhas é uma ótima pedida.





[RESENHA] Sexo Sem Amor? - Vi Keeland - Universo dos Livros

domingo, 31 de março de 2019

SEXO
sem
Amor?
Autora: Vi Keeland
Editora: Universo dos Livros
I.S.B.N.: 9788550303987
Páginas: 416


Sinopse: De Vi Keeland, autora best-seller do The New York Times, mais uma história irreverente, sexy e emocionante que vai aquecer ainda mais os seus desejos… Hunter e Nat se conheceram em uma festa de casamento – ele entre os convidados do noivo, e ela, da noiva. A atração era intensa e mútua, mas Nat, depois de seu último e desastroso relacionamento, havia prometido não mais se interessar por homens charmosos, convencidos e lindos de morrer. Até que, certa noite, Hunter aparece na casa da mãe dela durante uma reunião familiar. Ele iria trabalhar durante oito semanas na cidade em que Natalia morava e, então, propôs que passassem esse período transando até não poder mais. Oito semanas de sexo maravilhoso sem compromisso? O que ela teria a perder? “Nada”, pensou. “É só sexo, não amor.” Mas será que isso vai dar certo?

Amor à segunda vista!! hehehe


Oi gente,
Não é segredo o quanto sou mega fã de tudo o que a fabulosa Vi Keeland escreve né? Mas com Sex, Not Love acabou sendo um pouquinho diferente.
Quando li pela primeira vez em inglês, não sei por que, acabei não me apaixonando por ele, infelizmente naquela ocasião, fiquei com a impressão de já ter lido tudo isso em algum outro livro dela, entendem?

Mas como o tempo realmente é mais sábio do que nós, então, simplesmente estou completa e irrevogavelmente apaixonada por este livro!

Conhecemos Natalia e Hunter na festa de aniversário de seus melhores amigos Anna e Derek. Ela madrinha da noiva e ele o padrinho do noivo.
Hunter completamente confiante, desbocado e irritantemente sensual, fica deslumbrado com a confiante e inacessível Natalia Rossi.