Books of Bloodfire - Dark Hunters Review - Night Pleasures

terça-feira, 4 de janeiro de 2011

Galera...como nesta vida reciclar é tudo...hehehehehe....estou aproveitando mais uns resumos que fiz para o QSV a um tempo atrás para compartilhar com vocês minha paixão pelos Lindos e Amados Dark Hunters...realmente uma série tudo de bom e que promete muito...tia Sherrilyn está de Parabéns!!


The Beginning – O Começo
Este livro embora não esteja na listagem do QSV eu acho importante de darem uma olhadinha,  ele é curtinho (apenas 18 páginas), mas fala do trato que o Ash fez com a Artemisa para poder falicitar um pouco a vida dos rescém criados Dark Hunters. Como a Artemisa convenceu à ele  para cuidá-los e ensiná-los. E a curta história do primeiro DH em que Ash tentou ajudar a recuperar a sua alma e que não deu muito certo, mas também temos a primeira aparição da Simi (engraçadíssima como sempre).

DH 3  – Homem Dragão – Dragonswan – (Sebastian e Channon McRae)
A história começa com um encontro entre Sebastian e Channon em uma galeria de arte onde ambos observam uma tapeçaria antiga com uma cena medieval onde um cavaleiro luta contra um dragão. Sebastian nada mais é que um Were-Dragon que está a passeio no mundo atual para tentar roubar a tapeçaria que servirá para pagar o resgate de seu irmão que está no passado preso pelos Katagaria.  Assim, este livro eu achei muito sem sal, embora a atração entre o Sebastian e a Channon tenha sido arrebatadora desde o primeiro contato...não me cativou...a única grande cena de amor que ocorre no livro é só no comecinho e a impressão que dá é que a Sherrilyn estava apenas ensaiando para continuar escrevendo a série. Mesmo assim neste livro podemos ter alguns vislumbres de como funcionam os sentinelas Weres e como eles viajam e vivem a maior parte do tempo no passado (nos encontraremos com o mesmo conceito novamente no livro do Vane). O legal é ver como a autora gosta do seriado da Buffy, visto que ela vez ou outra o cita nos livros da série....imagina só...a Channon e o Sebastian voltando ao presente somente pelas maratonas do seriado...hehehehehe...achei bem legal, sinal que eles tem bom gosto.


 Sinopse: Kyrian de Trácia neste mundo caminha nas sombras da escuridão, na solidão. Que outra escolha ele poderia ter depois de ter vendido a alma por vingança? Kyrian vive sua vida perseguindo quem quer roubar as almas de inocentes; os Daimons. Ele é um Dark Hunter desde a época romana quando era um príncipe, um macedônio e general. Ele está habituado a estar no comando de cada situação, e resolve tudo em batalha. Mas, ele encontra Amanda Devereaux...
Amanda tem uma família "diferente" e por isso despreza tudo o que é sobrenatural. Dona de um intenso poder é alvo do mais terrível Daimon. Quando seu caminho cruza com o Hunter, ela se envolve num mundo estranho, mas ao mesmo tempo é seduzida pela força e pela paixão do esquivo caçador.

Review da Guardiã: DH 4  – Prazeres Noturnos  – Night Pleasures – (Kyrian e Amanda)
Este livro é o que eu realmente considero como o inicio da saga dos Dark Hunters, pois é onde realmente começamos a entender a dimensão de seu trabalho, suas fraquezas, hierarquia e qualidades (ô...muitas qualidades...hehehehe).
Kyrian  da Trácia era um príncipe da Macedônia e companheiro de batalha do Julian, os dois sempre foram super-amigos e quando o Julian foi amaldiçoado e preso no livro foi Kyrian quem continuo no comando de seu exército contra Roma (mais específicamente contra o General Valerius) sem nem desconfiar o que houve com seu amigo. Kyrian sempre foi honesto e leal e foi traído pelo amor de sua vida, sua esposa Theone (uma vaca, mocréia, vagaba...que ódio dela!!!). Ela o entregou de bandeja para Valérius em troca de segurança financeira.  Gente...meu coração ficou tão apertado quando eu soube da dimensão da traição dela para com ele, se eu pudesse literalmente tinha entrado livro a dentro e esbofeteado aquela ordinária.  Kyrian foi torturado durante muitos dias por seu inimigo e ainda por cima teve que assistir enquanto sua esposa se entrega à ele em sua frente. Kyrian morreu crucificado como um ladrão e assim sua alma gritou perante a tamanha injustiça e Artemisa  lhe concedeu um único ato de vingança e tomou sua alma lhe convertendo em Dark Hunter. Mas nosso herói não consegue nem se quer cumprir sua vingança contra aquela vaca traidora da Theone (de tão bonzinho e maravilhoso que ele é), a única coisa que me consola é que ela teve o que mereceu, visto que o Valerius apenas a usou e jogou fora como o bom lixo que ela era.
Bom, falemos de Amanda. Amanda Devereaux uma contadora com muito em comum com a Grace diga-se de passagem (realmente não conseguia acreditar como poderiam duas pessoas serem tão engessadas quanto elas...mas me acreditem...na própria serie vamos nos deparar com outro assim mais adiante), que acaba de sair de um relacionamento tão insípido quanto sua vida. Amanda é uma das 8 irmãs Devereaux (todas elas com algum poder voltado ao oculto e sobrenatural), já conhecemos a primeira no livro do Julian (madame Selena) e é irmã gêmea de Tabitha (esta acha que é a Buffy...mas neste livro ela aparece somente fodona e resmungona não fui muito com a cara dela inicialmente). A confusão toda começa quando um Daimon fodão a confunde com sua irmã caça vampiros e ela acorda algemada ao Kyrian num depósito...até ela se apavora quanto a beleza do moço (ahhh seu tivesse no lugar dela...pronto falei!!!). Amanda é uma bruxa enrrustida que passou sua vida até agora tentando negar a sua própria natureza e tentando ter uma vida chata e normal mesmo com uma família muito louca como a dela.
O livro todo é muito legal e as tórridas cenas de amor entre eles valem a pena. Amanda teve que vencer a  si mesma e a seus falsos pudores para poder ajudar a libertar seu amado, tanto psicologicamente (ajundando-o a vencer seus traumas), quanto fisicamente (quando o mesmo havia sido capturado pelo Daimon). Achei genial a inteligência dela e a força que ela foi adquirindo após cada capítulo, fechando com chave de ouro com a engambelada que ela conseguiu dar no Daimon para mesmo que indiretamente ajudá-la a liberar a alma de Kyrian.

Mais um Livro de Ferver o Sangue!!

Ultimas considerações: O Talon aparece muito rápidamente (não dava nada por ele neste livro...mas depois “OMG!!”), assim como Ash e o Nick atua com maestria dando uma batida muito humorística (He’s my Guy!!). Kyrian e Julian se reencontram (moment of friendship...ohhh so cute!!!).
Bom era isso…espero que tenham gostado.


Carpe Noctem!!

6 comentários

  1. Dessa série, infelizmente, só li o 1° e outro que não lembro o nome, então essas resenhas me deixam super curiosa para ler, mas o que eu quero mesmo é ler o livro do Dark Hunters que mais sofre, de acordo com alguns, mais que o Zsadisth.

    ResponderExcluir
  2. ahhhhh o livro semelhante ao do Zadist em DH é o do Zarek (Dance with the Devil) ele tb era escravo..e akele desgraçado sofreu pra caramba...mas mesmo assim ainda prefiro o Zarek do q o Zadist...mas ainda tem o Ash que é o líder fodástico dos DHs quando se fala em sofrenildo....ele ganha de qualquer um!!!

    ResponderExcluir
  3. coloca hot nisso! DH é tudo e mais um pouco! Eu também prefiro o MEU Zarek! Nem vem heim Scheila, nem vem...

    ResponderExcluir
  4. Desculpe a minha santa ignorância mas vc tem esse livro em português? Pois eu amo os "sofrenildos"...rs...e amei o Amante Desperto...amo o Zsadist! Please diga que tem!!!!

    ResponderExcluir
  5. Eu ja li todos os que saíram... IAN e Dark Hunters... Zsadist sempre vai ser meu number 01, Zarek e o Ash, TDB.. o Vishous tb, e sem falar nos guerreiros da Lara.. O Hunter é tudo e o Tegan... queria todos..

    ResponderExcluir
  6. aí, eu quero ler!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir

Deixe seu Comentário!