Resenha Especial: Vivendo em Voz Alta - Miguel Falabella - @luadepapel_BRA

segunda-feira, 29 de agosto de 2011


VIVENDO
EM VOZ ALTA
,
Miguel Falabella

ISBN: 9788563066503
Páginas: 158
Ano: 2011
Autor: Miguel Falabella

Memórias nos ajudam a viver com sabedoria. E se elas vierem acompanhadas de muita emoção, ajudam a tornar a vida mais pulsante. Em Vivendo em voz alta, Miguel Falabella escreve na velocidade de suas emoções, como quem traz cada cena viva no coração. E se abre em livro para cada um de nós. Um cachorro branco, frutas da infância, pensamentos na coxia, lembranças de um
tempo distante. Miguel é tão intenso que faz das pequenas coisas da vida um espetáculo sensível que ele divide aqui, generosamente com seus leitores. Ao cultivar as memórias como quem coleciona objetos raros, Miguel nos oferece, em cada trecho, pequenos espelhos de nós mesmos. E mostra que é muito mais que um talentoso ator, diretor, produtor, dramaturgo e autor de novelas: é autor de si mesmo. E este é o seu melhor papel.

Resenha da Guardiã: Sempre achei Miguel um dos homens mais inteligentes e talentosos da cena artística brasileira, admirava muito o seu trabalho como autor de peças/filmes e ator, mas no meu íntimo eu sempre o achei antipático. Aparentemente associei Miguel ao estereótipo de seu personagem Caco Antibes e por assim tomei o como a personalidade dele também.
E eu nunca estive tão redondamente enganada na minha vida.
Vivendo em Voz Alta é nada mais do que o reflexo da transparência de Miguel Falabella. Um ser humano que desnudou em palavras suas mais ricas memórias, para que nas páginas deste livro singelo e muito bem escritos brindasse aos leitores com crônicas inteligentes e sensíveis.

De Casa, Do Palco, Do Amor, Do Mundo e Da Vida formam a divisão destas preciosas memórias reveladas para o público por Miguel através de Vivendo em Voz Alta. Em cada um destes capítulos encontramos pequenos tesouros de arte imitando a vida e da vida encenando a arte, a genialidade das crônicas está nos pequenos detalhes do cotidiano, contados sob a ótica peculiar de um poeta sensível como ele.

De Casa: Os legados deixados por aqueles que com uma saudade agridoce são lembrados por tudo aquilo que representaram na trajetória de Miguel como pessoa e como profissional.

Do Palco: Histórias de alegria e reconhecimento de sua trajetória, lembranças da juventude que o enriqueceram com a fibra necessária para se tornar um vencedor. Emocionei-me particularmente com Um dia de Gente, esta crônica simplesmente foi perfeita e permite ao leitor vivenciar o melhor espetáculo que Miguel poderia nos proporcionar que é trazer alegria a quem precisa e merece alegrias.

Do Amor: um vislumbre de janelas no coração de Miguel e de pessoas que lhe marcaram.

Do Mundo: Miguel compartilha com seus leitores fagulhas de sua alma itinerante.

Da Vida: realmente consegui tirar muitos ensinamentos das crônicas compartilhadas conosco a través de Vivendo em Voz Alta.

Com uma diagramação perfeita, capa e contra-capa de extremo bom gosto, Vivendo em Voz Alta é um livro para se ter na cabeceira para sempre.
Um interlúdio em nosso cotidiano por meio de memórias de um artista tão impressionante como Miguel que nos permite a reflexão sobre os fragmentos da felicidade e das emoções que aprisionamos por razões que nem nós mesmos entendemos, mas que nos são importantes e caras para o nosso desenvolvimento.

Para terminar deixo algumas citações memoráveis de Vivendo em Voz Alta.

Acho que no final das contas, eu escrevo para isso. Para reabastecer o espírito com aquela velha bondade dos estranhos e a que se referia Miss Blanche Dubois. Além do mais, posteridade não é coisa que se almeje.
Vivendo em Voz Alta - página 19

Os sonhos que não podem ser é que complicam e se arrastam no casulo até transformarem-se em pesadelos.

Vivendo em Voz Alta - página 29


Não há espaços abertos quando o coração anda trancado.
Vivendo em Voz Alta - página 125

É preciso aprender a morrer, senão a vida acaba antes de começar.
Vivendo em Voz Alta - página 135


6 comentários

  1. Eu tbm acho o Miguel um dos homens mais inteligentes e talentosos do meio artístico brasileiro. Sou apaixonada por Sai de baixo e Toma lá dá cá! Confesso que até agora não tinha lido nenhuma resenha sobre esse livro, por isso não estava muito inclinada a compra-lo, mas sua resenha fez com que ele entrasse na lista!! Quero muuito conhecer o verdadeiro Miguel, suas memórias.
    Um beijinho :*

    ResponderExcluir
  2. Ótima resenha, já o adicionei na minha lista..rs. Já gostava de Miguel, e com o que foi descrito nesta resenha acho que irei admirá-lo ainda mais.
    Att.,
    Luks

    ResponderExcluir
  3. Eu tbm acho-o inteligente e talentoso. Adoro!!!
    Já era interessada no livro. Sua resenha me deixou ainda mais curiosa.
    ótima resenha.
    Bjos!!!
    Andréia
    Sentimento nos Livros

    ResponderExcluir
  4. Eu gosto de livros assim...
    Em que se tem uma historia real para se basear ...
    E esse paree ser um otimo livro
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Não gosto de biografias e memórias, mas eu adoro o Falabela.
    Esse livro eu leria!
    Bja

    ResponderExcluir
  6. So Miguel A Importancia Da Minha Vida...

    ResponderExcluir

Deixe seu Comentário!