RESENHA O BAILE DOS DEUSES - NORA ROBERTS (2º LIVRO DA TRILOGIA DO CÍRCULO)

sábado, 1 de outubro de 2011




siga a editora no twitter
confira outros títulos da editora
confira o site da autora
adquira já!
adquira já!
adquira já!
adicione o livro no skoob
adicione o livro no skoob
adicione o livro no skoob
leia a resenha
leia a resenha
RESENHA



No livro anterior A Cruz de Morrigan (confira resenha clicando o link acima) conhecemos Hoyt Mac Cionaoith, um bruxo sobre o comando da deusa Morrigan, terá que reunir um círculo de seis  (uma erudita (Moira);  um vampiro (Cian, irmão de Hoyt); aquele de múltiplas formas (Larkin, primo de Moira), uma guerreira (Blair, caçadora de vampiros); uma bruxa (Glenna) e o próprio Hoyt) para combater uma vampira demoníaca, Lilith, a fim de salvar o mundo contra a destruição. Quem ainda não leu o primeiro livro, é melhor começar logo, realmente é excelente o universo criado por Nora Roberts.



Os livros foram divididos por casais, o primeiro A Cruz de Morrigan focou o casal Hoyt e Glenna, e o livro da resenha de hoje, O Baile dos Deuses (2º livro da trilogia) o casal em destaque é Blair e Larkin, porém paralelamente o romance acontece desenrolar da preparação da batalha final que irá acontecer no terceiro livro o Vale do Silêncio (já lançado pela Bertrand e em breve resenha).


Todos os livros iniciam com um velho contando a crianças sobre a história do círculo dos seis, apesar de no decorrer do livro não acontece nenhuma narração desse velho, e também só o conhecemos como velho, já que a identidade dela nós é revelada somente no terceiro livro, mas desconfio que ele seja um dos seis do círculo.



Em Baile dos Deuses, a história começa num dia após a batalha entre eles e vampiros que acontece no final do primeiro livro, e já nos é apresentando o casal desse livro, Blair uma caçadora de vampiro (quem assistiu o seriado Buffy lembra realmente muito a personagem), e como foi nos mostrado no primeiro livro, ela tem um vinculo familiar com um dos personagens do círculo (leiam o primeiro livro para descobrir...), ela não se tornou uma caçadora por que quis, ela nasceu com o estigma de ser uma caçadora de vampiros, passou a maior parte da vida dela lutando sozinha, mas agora ela integra esse grupo, e terá que aprender a ter confiança nas pessoas para lutar, não que a relação seja turbulenta, apenas é que Blair por ter tido várias decepções, primeiro com o pai, depois com suas relações pessoais que não deram certo devido sua “profissão” ela se tornou fria e reservada, porém ...

"- Não há necessidade de ter pressa. Podemos nos divertir um pouco enquanto estamos aqui. Pelo que percebi, não te divertes muito.
- Se ainda estivermos vivos em novembro, darei piruetas na rua. Darei piruetas sem roupa.
Ele lhe lançou um rápido sorriso.
- Esta é uma razão nova e importante pela qual irei lutar. Não pensei  nas piruetas, mas já pensei uma ou duas veze sem ti, nua. Nossa! Veja aquilo! Bolos!"



...Aquele de múltiplas formas, Larkin, um personagem que veio através do tempo da antiga Gaell juntamente com Moira, irá começar a penetrar nessa camada fria de Blair, ele é um personagem interessante já que pode mudar de forma, pode ser falcão, um cavalo alado, e dragão, no que ele imaginar... ele é honesto, sincero, tem uma certa pureza de caráter, além de ser divertido e sensual, os diálogos dele com a Blair são ótimos, vão da diversão a sensualidade. Outra particularidade adora comer, mas não gosta de cozinhar... então quando alguém vai para cozinha ele segue para ver se consegue alguma coisa, e ele sempre consegue, como descrito no livro é impossível não gostar de Larkin, ou seja, somente ele poderá ou não conquistar a guerreira Blair.

"- Só não faça nada de tolo. – Cedendo à necessidade, à preocupação, ela segurou os cabelos dele com as duas mãos, e puxou o rosto dele para o seu.
Manteve o medo fora do beijo. Não era medo o que queria mandar junto com Larkin. Em vez disso, transmitiu-lhe esperança e calor, e ficou abraçada com ele enquanto a energia do beijo vibrava até os dedos dos pés.
- Não tão rápido – disse ele quando ela começou a se afastar. E virou-a de forma que ela ficou com as costas na parede da torre. – Nem todos nós acabamos."






Como dito no inicio, mesmo sendo baseado em um casal, o livro não fica somente no romance, temos também as estratégias de batalha feita por ambos os lados, gostei muito da parte de ação desse livro, a parte maligna, faz você ao mesmo tempo se divertir e odiar, Lilith e Lola (vampira francesa) estão contando com alguma ajuda (para saberem somente lendo o livro) e preparam bastante surpresas e armadilhas para o círculo do seis, tanto Blair como Larkin serão bastante sacrificados nesse livro, já que ambos se tornam os principais alvos das vampiras, além do filho da Lilith (o pequeno Chuck kkkk), o Davey, as cenas descritas dentro da caverna são bem horripilantes (crianças demoníacas na minha opinião dão mais medo que muito demônio por ai).



"- Você poderia levar esta aqui para biblioteca? A Moira está lá.
- Ela certamente vai achar que está envenenado se for eu a levar.
- Ah, pare com isso...
- Está bem, está bem. Mas não me culpe se ela entornar o chá no ralo. – Ele levantou a bandeja e saiu resmungando da cozinha. – Sou um vampiro, pelo amor de Deus! Criatura da noite, bebedor de sangue. E aqui estou eu bancando o criado de uma rainhazinha gelliana do passado. Isso é mortificante, isso é o que é."
Apesar de não ser o foco do livro, o vampiro Cian, terá alguns problemas, o círculo dos seis terão que ir para Gaell, pois é lá que fica o Vale do Silêncio o lugar da batalha final, porém para voltar, eles terão dois problemas em relação a Cian, essa passagem não permite demônios e além de não saberem também se irá ser dia ou noite quando chegarem em Gaell, o personagem Cian me conquistou desde o primeiro livro, ele tem aquele humor sarcástico, e nesse livro apesar de não aparecer pouco, mas quando aparece é sempre num deleite em ser lido, além de nos mostrar um pouco do seu lado humano, uma lado que me chamou atenção foi um diálogo dele com Blair, que ela afirmou que todos os vampiros transformados tem como primeiras vítimas a própria família, no caso de Cian, ele nunca teve coragem de prejudicá-los e desconfio que isso não foi revelado sem motivo.


"Riddock analisou Cian, do outro lado da mesa.
- Estás me dizendo que devemos confiar neste aqui, embora seja um deles. Um demônio dentro de um homem.
- Confiar é uma palavra muito abrangente. – Distraído, Cian descascava uma maça. – Tolerar talvez seja de menor abrangência e possa ser engolida com mais facilidade."

Nesse livro aparecem outros personagens, já que eles irão para Gaell, o tio de Moira e pai de Larkin, Riddock, o rei temporário, já que Moira terá que retirar a espada da pedra para se tornar a rainha de Gaell, e a relação a Moira e Cian, personagens do próximo livro, tem diálogos interessantes nesse livro, que mostra toda a confusão sentimental que eles tem em relação um ao outro.



A descrição de Gaell, a autora consegui u descrever de uma maneira que nos vez imaginar com a nossa própria visão, ela não precisou ser minuciosa na descrição,  e também não fez tudo na mesma narrativa, a cidade e também os costumes foram mostrados aos poucos no decorrer da leitura, sem deixá-la entediante.






Foi complicada a resenha desse livro, pois ele é o intermediário, e já que não gosto de spoilers em resenha, foi difícil contornar isso, e por outro lado a leitura foi um grata surpresa, porque achava que ele iria ser desinteressante, principalmente o casal, diferente dos outros, principalmente a Blair só foi apresentada praticamente no final do primeiro livro, então não tinha grandes expectativas, porém estou lendo um livro de Nora Roberts e com certeza ela iria dar um jeito de conquistar o leitor e fazer de um livro que podia ser monótono um livro divertido, com muita ação e um toque de sensualidade.

"(...) – Encontrei Moira discutindo com Cian no pátio.
- Nenhuma grande surpresa.
- Até que ele deu fim à discussão com os lábios.
- Como?
- Ele a beijou. Com força, sensualidade, paixão.
- Caramba!
- Ela ficou superabalada. – Glenna olhou por cima do ombro. – E, na minha opinião, não foi por causa dos insultos e da raiva.
- Eu repito: caramba!
- Estou te contando porque não quero me preocupar sozinha.
- Obrigada por dividir."




MARCADOR DE LIVRO

8 comentários

  1. Parabéns pela resenha Patrícia! Estou ansiosa para ler A Cruz de Morrigan e O Baile dos Deuses. Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Uau!!! Paty...sabe que estou aqui com o meu A Cruz de Morrigan fechadinho ainda né?? Mas esta resenha matadoura me encheu de voltade de começar a ler a sério tipo....AGORA!!! Mas sabe como está o tempo né? acho que vou esperar comprar o 2 e o 3...ai leio tudo num talagaço só! hehehehe

    Parabéns pela resenha e pelas montagens! Tudo ficou MARA!!

    ResponderExcluir
  3. Nora Roberts a diva dos romances... Patthy a diva das resenhas! Comprei os 3 já e ainda não li nenhum. Mega ansiosa para começar... Mas minha pilha tem coisas na frente! Mas esse universo que Nora criou é perfeito! Ela sabe como ninguém entreter a gente!!

    ResponderExcluir
  4. Conseguiu dizer muito sem revelar nada comprometedor, como sempre. Ficou perfeita a resenha. Gostei do livro e o melhor foi ter emendado a leitura dele e do O Vale do Silêncio.
    Quanto ao 'velho' acredito que vai ser uma grata surpresa...
    Bjkas,

    Monique Martins
    MoniqueMar
    moniquemar

    ResponderExcluir
  5. Oi Amiga!
    Amei a resenha, estou com mta vontade de ler os livros da Nora Roberts, depois da sua indicação sobre IAN, confio cegamente no que vc me sugere!!!

    Beijos

    http://kastmaker.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Ai amigaaaaaaaaa
    Você arrasa nas resenhas, hein???
    Sempre que eu leio fico morrendo de vontade de ter os livros para ontem e começar a ler... Meu bolso que não gosta muito disso... hehehehehe

    Eu ainda estava com uma certa dúvida se leria esses livros... (Tá, eu sei que é um absurdo nunca ter lido nada da Nora, mas logo eu mudo isso). Depois do que li, só posso dizer que estou arrependida de não ter comprado o primeiro quando o Sub fez promoção...

    Copiando as palavras da Gabi "Paty a diva das resenhas"! =D

    Beijos
    Lica

    ResponderExcluir
  7. eu achava que essa série ia ser ruim mais caramba agora eu tô louca pra ter

    ResponderExcluir

Deixe seu Comentário!