RESENHA A INTUITIVA - HANNAH HOWELL

sábado, 12 de novembro de 2011




Adquira o seu!
Adquira o seu!
Adquira o seu!
Página da autora
Curta a editora no facebook
Siga a editora no twitter
Página da Editora
BookTrailer O Escolhido (inglês)
BookTrailer A Intuitiva (em inglês)
BookTrailer A Vidente
Skoob O Escolhido
Skoob A Intuitiva
Skoob A Sensitiva
Skoob A Vidente
Resenha A Intuitiva
Resenha A Sensitiva
Resenha A Vidente

RESENHA


Alethea ela tem dons especiais, visões do que irá ocorrer, dentre essas visões, tem uma que a perturba desde os 5 anos, a visão de um determinado homem, e mesmo passados 15 anos ela continua o vendo, porém a última visão era da morte desse homem.

























Mesmo não conhecendo pessoalmente ela quer impedir seu assassinato e com ajuda do tio Iago Vaughn, ela é apresentada ao homem de sua visão, Lorde Hartley Greville, porém enfrentará um obstáculo, como ela poderá dizer que previu sua morte, e que mesmo nunca terem se visto, ela o conheça há muito tempo, e convencê-lo a acreditar em suas intuições...




























A trama desse livro é bastante intensa, a autora baseou nas tensões políticas entre Inglaterra e França no século XVIII que disputavam a liderança do continente europeu, nos mostra uma narrativa cheia de espionagens, suspenses, atentados e assassinatos, sendo a vilã da história Claudette, uma francesa, suposta amante de Lorde Greville e suspeita de espionagem para França. Mas nada muito profundo, apenas ela aproveitou alguns fatos e adaptou na história o que deixou bastante interessante.





















Um ponto interessante e a narração do livro que é feita pelos personagens principais Alethea e Hartley, porém algumas de poucas vezes temos diálogos separados de personagens secundários, mas o detalhe está na construção de algumas cenas, ela é apresentada tanto no ponto de vista de Alethea quanto no ponto de vista de Hartley uma mesma cena o que poderia dar certa lentidão na narrativa, mas não aconteceu, a narrativa continuou com um bom ritmo conseguindo passar ao leitor a visão de ambos.


Apesar desse livro não ter um excesso de personagens como tem os anteriores, ou talvez eu tenha me acostumado rsrsrs..., mas realmente em comparação com os outros livros é bem menor... e também aparece vários personagens da família que já apareceram nos outros livros, inclusive Chloe Wherlocke (personagem principal de A Vidente), além de Argus (personagem principal do próximo livro), Olimpia, Modred (um personagem com potencial de ter um livro par ele), Leopold e entre outros. Diferente dos outros livros a família de A Intuitiva é a Vaugh que tem dons especiais também.



























Destaco dois personagens secundários e que deram um pouco de diversão ao livro que são os sobrinhos perdidos de Hartley, Germaine e Bayard. O surgimento deles na narrativa irá dar uma movimentada, principalmente em relação a Claudete. Outra personagem divertidíssima é Kate, e empregada pessoal de Alethea.

As cenas românticas, primeiramente Alethea tem que fazer Hartlety acreditar nos seus dons,  e fortalecer essa ligação um tanto platônica que eles tinham há anos, os diálogos são insinuantes, divertidos, sensuais, e apesar de uma trama forte, tem ótimos momentos de romance do casal.

























Quem sou eu pra criticar uma autora, mas minha impressão é que as vezes a autora deixa cair o padrão da narrativa em certas partes do livro, ou ela acelera, ou ela acumula como por exemplos, excessivas demonstração de dons.


Algo que tenho que destacar no livro é parabenizar a Lua de Papel, é em relação ao designer do livro, além da tradicional fitinha, a escolha das capas são lindas, e me passou despercebido algum erro de digitação ou algo parecido.

É uma leitura agradável, sem grandes pretensões e puro divertimento, no final de cada livro tem o primeiro capítulo do próximo, o nome já foi definido é "O Escolhido" como personagem principal Argus Wherlocke, sem previsão de lançamento, porém alcançamos os lançamentos lá fora,  já que o livro de Argus foi o último a ter sido lançado e até agora não tem nenhuma pista qual será o personagem do próximo livro ou se haverá um próximo livro.


Marcador 
de
Livro


9 comentários

  1. Li os dois primeiros e gostei... Ok.Ok, sou fã confessa da HH :D

    Linda resenha.
    Beijo,
    Lariane - www.leiturasedevaneios.com.br

    ResponderExcluir
  2. Me abana Paty....nossa esta resenha é para matar qualquer pessoa de ansiedade para ler o Livro.

    Eu simplesmente AMO esta série...mas por falta de tempo tive que dar uma parada...mas não adianta, vou aproveitar o feriadão e devorar o meu livro! hehehehehe

    ResponderExcluir
  3. Li todos os volumes publicados dessa série até agora e, para mim, foi uma grande decepção. Sou fã da autora e já li quase todos os seus livros, e não consigo reconhecê-la aqui. Texto arrastado e repetitivo.

    Espero que ela volte ao normal em breve, pois adoro os seus textos, principalmente os livros da saga Highland. Recomendo a leitura de "A Noiva das Terras Altas" para quem quer ser apresentado ao estilo narrativo de Hannah Howell.

    Em relação a capa e o detalhe da fitinha, gostei muito da Lua de Papel trazer essa característica das publicações da editora Leya de Portugal.

    Acredito que eles poderiam trazer também o catálogo da Quinta Essência (editora portuguesa vinculada ao grupo Leya), lançando os trabalhos da Sherry Thomas e Eloisa James, assim como os romances eróticos que tem um setor só seu.

    bjokas

    ResponderExcluir
  4. Você sabe como "vender" um livro, hein?! rsrs Olha só, para eu ler um romance histórico tem que ser hot, very hot (se é que me entende...rs). Com exceção, claro, para o Perdida, que me parece ter uma sedução mais sutil,e eu ainda o lerei.

    Montagens fantásticas, Paty!

    ResponderExcluir
  5. Ai amigaa! Como vc consegue??
    Cada vez q leio uma resenha sua fico nas nuvens querendo ler o livro no ato!!
    Amei essa resenha, amei as montagens q vc faz tão bem e sinto q vou amar o livro!!

    Beijos!!!

    http://kastmaker.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Ainnn, eu não acredito que ainda não comecei a ler essa série. Amei demais a resenha (o trecho escolhido "estou prestes a lhe mostrar o motivo pelo qual não pode partir...") me ganhou na hora! =D

    Lindas montagens, Paty!! Arrasou, garota!

    Beijoooos

    ResponderExcluir
  7. Já cansei de falar que resenha da Paty é difícil de resistir...aiai... Mais um para minha lista, alias está na lista há séculos mas fico enrolando, agora não tem mais jeito..hehehehe
    Adorei amiga!
    Bjos!!!
    Andréia
    Sentimento nos Livros

    ResponderExcluir
  8. Sou suspeita para falar... Amo as resenhas da Patthy e a doro de paixão essa série! Estou atualmente lendo o segundo volume, mas já comprei A Intuitiva... Gosto por demais das histórias e os detalhes gráficos me apetecem e muito. Parabéns Pattjy por mais essa linda resenha, com linda montagens de uma saga que adoro! E que conheci através de vc. Vc foi a culpada por eu querer ler A Vidente na época!

    ResponderExcluir
  9. Já li o livro e é gostosinho. No entanto achei 'superficial' demais. Nessa série sempre fico esperando algo a mais, talvez mais no estilo dos romances das Terras Altas da autora e acabo me decepcionando.
    Adorei o início do próximo livro, gosto muito do Argus e continuo aguardando que me surpreenda.
    Bjkas,


    Monique Martins
    MoniqueMar
    @moniquemar
    http://mimosliterarios.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Deixe seu Comentário!