RESENHA NÃO DEIXE O SOL BRILHAR EM MIM - EVANDRO RAIZ RIBEIRO @EditoraDracaena

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012


ISBN: 9788564469341

Nº de páginas: 308
Dimensão: 14x21

SINOPSE:

Uma História de Vampiros diferente. 

Dennis é um garoto que se mudou para a casa do tio após a morte dos pais, e lá chegando é maltratado pela tia. 

Também é perseguido na nova escola por alguns garotos mais velhos. Tudo parecia sem sentido, até que conhece Valquíria, uma estranha e solitária menina da vizinhança. 

Desse encontro nasce uma amizade sincera, em meio aos anseios da adolescência, paixão, amor, em que cada um preenche o vazio existencial do outro. 

Porém, as pessoas que perseguem Dennis, começam a ser atacadas violentamente. Valquíria é na verdade um VAMPIRO que precisa de sangue humano para sobreviver. 

Não Deixe o Sol Brilhar em Mim é uma história de vampiros diferente, em que a fuga da solidão ultrapassa o limite do sobrenatural. 

RESENHA

O livro narra a história do menino Dennis, que perdeu os pais e teve que mudar de cidade e passar a morar com o tio Olavo e sua família, e sua vida sofreu várias alterações, perseguido na escola, ameaçado pela tia e até uma nova amiga diferente.


Um dos primeiro problemas que Dennis enfrenta é a sua Tia Gertrudes, uma mulher desequilibrada e má, no decorrer do livro descobrimos os motivos instabilidade do casal, já que o tio Olavo é uma pessoa ponderada e bondosa enquanto a mulher é totalmente diferente. Não justifica as atitudes dela em relação a Dennis, mas iremos entender melhor a situação.


Além da tia, Dennis sofre que podemos chamar de “bullying” na escola, dois delinquentes Alex e Edu o persegue o tempo todo, no decorrer da narrativa os dois indiretamente serão os pivôs de uma nova virada na vida Dennis.


Mas também nada na vida de Dennis é ruim, ele conhece Valquíria, uma menina com aproximadamente 13 anos, que encanta Dennis, começam a ter um relacionamento inicialmente de amizade.

 "Gertrudes tinha estado ocupada boa parte do dia.
Dias antes, houve um problema de intoxicação num supermercado da região. O caso saiu no noticiário, pois várias pessoas passaram mal e duas crianças morreram. Justamente nesse período, ela havia comprado duas latas do patê no tal mercado.
- Quem sabe esses não estão contaminados também – pensou.
Guardou as latas do patê onde ninguém pudesse ver. Estava preparando uma maionese e iria usar os patês.
- Se tiver sorte, isso vai dar uma boa dor de barriga ou, quem sabem uma diarréia.
Se der azar, talvez, o encosto do sobrinho do marido morresse, mas aí seria uma infelicidade. Ela não seria culpada dele ser guloso. E como ela poderia saber que os ingredientes da maionese estavam estragados? Não, não seria culpa dela. Seria uma fatalidade."
Não somente para Dennis a amizade é importante, Valquíria, que vivia enclausurada em casa, até pela condição dela, já que é uma vampira, e o autor não modificou em nada o que sabemos as características básicas dos vampiros, sangue e sem exposição ao sol, nem bronzeador fator 200 resolveria o problema... rsrsrs... ela vivia reclusa em casa.

E juntos eles irão preencher a solidão de ambos, através de uma amizade cheia de descobertas da vida adolescente, desde um simples batom, já que ela não conhecia absolutamente nada, até o amadurecimento da vida sexual.


Eu não irei resistir em abrir um parêntese, juro que não é puritanismo, nem ficar dando uma de moralista, mas você fica lendo o livro que acredita serem duas crianças, na minha concepção 14 ou 13 anos são crianças, e o autor se refere a eles como crianças, apesar da menina ter aparência de 13 anos, mas cronologicamente poderia ser mais velha que a minha avó, mas não é o caso do livro, ela já é adulta podemos dizer...

 "- Eu não sei o que dizer. Não sei explicar o que sinto. Sei apenas que você mexe comigo; me faz desejar você e querer ser desejado por você. O que mais quero é que a gente se uma e se complete.
Ela encostou seus  lábios no dele, depois o puxou para perto de si. Ele se deixou levar no abraço, sentiu o aconchego do corpo dela junto ao seu."
...Incomodou um pouco, e apesar da cena não ser apelativa nem vulgar, muito pelo contrário, foi sensível e bem escrita pelo autor, e ter tido uma cena somente, no restante da narrativa o autor priorizar a amizade e a cumplicidade do casal.  Não era minha intenção comentar a cena, mas escrevendo a resenha não resistir em expressar...

"- Essa brincadeira é meio perigo mano – Alex diz.
- É não sei não... – Edu completou por sua vez.
Galeguinho pegou a “guimba” e antes de fumar falou:
- Pô meu... Vocês vão dar pra trás? O sujeito quase lhe matou, Edu; se a gente der um fim nesse desgraçado não vai pegar nada para gente não.
- Não sei não – Alex disse confuso. – Quem fez aquilo com Alemão e o Beiçola é um sujeito perigoso demais.
- É – pode ser – Galeguinho disse. – Mas nós vamos estar preparados, esperando, não vai ser de surpresa como foi com os dois; além do mais vamos pegar o tal Dennis como refém."
Focando novamente na história do livro, eles acabam no meio de uma confusão de mortes, por vários motivos, desde a perseguição a Dennis por Edu e Alex, o envenenamento de Dennis pela tia, a Valquíria para  se defender e a Dennis colabora para aumentar a série de assassinatos acontece na trama. 



Conclusão do livro, é mais uma excelente obra nacional, o autor Evandro Raiz Ribeiro, fez um livro envolvente, que desde o primeiro capítulo você não consegue parar de ler, e conseguiu um tema que de longe   seja original, o transformá-lo em original, apesar de ser um livro para adolescentes, porém ele tem uma escrita madura e adulta, que pode até incomodar algumas coisas como aconteceu comigo, mas não sendo um ponto negativo pelo contrário, ele transformou algo que poderia chocar, em sensibilidade cativando o leitor. Adorei o final do livro, a resolução em relação a tia, a nova vida do tio, e até do próprio casal, foi surpreendente.

13 comentários

  1. Parabéns pela resenha Patrícia! Estou ansiosa para ler Não Deixe o Sol Brilhar em Mim! Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Que menina linda aquela da primeira imagem! Sou doida declarada por suas montagens. Os trechos do livro me pareceram muito interessantes. Não sou fã de histórias de vampiro, mas sou fã de histórias bem contadas, seja sobre o que for. Essa é uma delas. Parabéns ao autor que driblou as tendências e apostou na originalidade.
    Parabéns a Pati que, mais uma vez, arrasou na resenha! =D

    Beijão!

    ResponderExcluir
  3. é Impressão Minha,ou tem u que de Let me In ai?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só te digo uma coisa CALA BOCA ED kkkkkkkkkkkkkk

      Excluir
    2. PARECE ORAS!!!! Menino excluido,sofre Bullyng,seguido de garota desconhecida,amizade,e uma sérieinexplicavel de mortes! LET ME IN!

      Excluir
    3. Não é impressão," Let the right one in" foi a inspiração para escrever meu livro, como está escrito nas primeiras páginas de "Não Deixe o Sol Brilhar em Mim". Entretanto, se engana quem pensa que a sinopse parecida signifique que a história é a mesma. Foi para sanar essa dúvida que estou lançando uma promoção no meu blog:
      http://evaneoslivros.blogspot.com/2012/02/super-promocao-3x1.html.

      Excluir
    4. Só eu acho que merece uma continuação

      Excluir
  4. A minha vontade de ler Não deixe o sol brilhar em mim tem aumentado, tenho ficado bem curiosa a respeito da história.

    ResponderExcluir
  5. Ganhei o livro e estou super empolgada para ler!!
    Parabéns amiga a resenha está show!!!

    beijos,saudades

    http://kastmaker.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Gostei da resenha! Realmente achei diferente... A menina é uma vampira... E uma vampira adolescente! Diferente... Vai pra minha listinha por ser um livro sobre vampiros. Vamos ver o que eu acho... Parabéns Patthy, como sempre me deixando mais pobre! hehehehe

    ResponderExcluir
  7. Poxa, amei a resenha. Diferente, com esses trechos em imagens... Parabéns. Olha, eu li o livro do Evandro, um bom amigo por sinal, e sou suspeita para falar, pois adoro o tema e achei que a história ficou na medida. Eu recomendo.
    Beijos e sucesso.
    lilo
    Redenção, já em pré-venda

    ResponderExcluir
  8. por mais que o livro se pareça um pouco com Let Me In eu estou louca pra ler este livro não importando se parece com o filme ou não! e eu amo suas resenhas Patrícia! :)!

    ResponderExcluir

Deixe seu Comentário!