Quick Bite: A Última Carta de Amor - Jojo Moyes - @intrinseca

sexta-feira, 20 de abril de 2012


“Uma história primorosa sobre amores perdidos, amores encontrados e o poder da palavra escrita.” 
 Sunday Express

A ÚLTIMA CARTA DE AMOR
Jojo Moyes

Londres, 1960. Ao acordar em um hospital após um acidente de carro, Jennifer Stirling não consegue se lembrar de nada. Novamente em casa, com o marido, ela tenta sem sucesso recuperar a memória de sua antiga vida. Por mais que todos à sua volta pareçam atenciosos e amáveis, Jennifer sente que alguma coisa está faltando. É então que ela descobre uma série de cartas de amor escondidas, endereçadas a ela e assinadas apenas por “B”, e percebe que não só estava vivendo um romance fora do casamento como também parecia disposta a arriscar tudo para ficar com seu amante.

Quatro décadas depois, a jornalista Ellie Haworth encontra uma dessas cartas endereçadas a Jennifer durante uma pesquisa nos arquivos do jornal em que trabalha. Obcecada pela ideia de reunir os protagonistas desse amor proibido — em parte por estar ela mesma envolvida com um homem casado —, Ellie começa a procurar por “B”, e nem desconfia que, ao fazer isso, talvez encontre uma solução para os problemas de seu próprio relacionamento.

Com personagens realísticos complexos e uma trama bem-elaborada, A última carta de amor entrelaça as histórias de paixão, adultério e perda de Ellie e Jennifer. Um livro comovente e irremediavelmente romântico.

O livro recebeu o prêmio Romantic Novel of the Year de 2011.
Cada capítulo é iniciado por uma “última carta” real, tanto de autores anônimos quanto célebres, como Zelda e Scott Fitzgerald e Hemingway, e em diferentes formatos: e-mails, mensagens de texto, correio tradicional etc.
 
“Um livro romântico e de leitura compulsiva, que nos faz ignorar quem esteja por perto. Com um ritmo perfeito, genuinamente emocionante e recheado de detalhes de época, ao estilo Mad Men.”
Independent on Sunday

“Um livro fantástico e sensível.”
Sophie Kinsella

“Impossível de largar. Devia vir com uma advertência: vai fazer você chorar.”
Stylist
Ficha Técnica:
Gênero: Ficção
EAN: 9788580571738
ISBN: 978-85-8057-173-8
Formato: 16 x 23cm
Páginas: 384
Categoria: Literatura estrangeira
Subcategoria: Romance

7 comentários

  1. GANHE UM URSO DE PELÚCIA + UM EXEMPLAR DE PRESENTES DA VIDA!!!

    Inscreva-se
    Acesse: www.Imaginayre.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi Pati!

    Adorei a novidade da intriseca.

    Beijos
    Amanda
    leiturahot.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Amandita...eu também AMEI este livro...mesmo não sendo muito a minha praia eu acho que gostaria muito desta leitura, embora eu esteja em um momento da minha vida onde acho que um livro destes iria me fazer chorar cachoeiras...hehehehe

      P.S. Este Quick Bite foi a Scheila (Euzinha) quem postou e não a @Paros28 (bateu ciúme agora...hehehe).

      Excluir
  3. Olá minha cara como esta ?
    GOmenasai ( fazendo reverencia ) pelo sumiço e abandono de visitas , mais não foi por querer ( na verdade até meu blog ta largado as traças rsrs) ta uma correria horrenda, faculdade trabalho mal to conseguindo dormir, mais o que ia dizer é que voltei e pretendo não mais negligenciar meus parceiros^^ seu blog esta lindo como sempre .
    Bem te desejo um Otimo FDS
    Cordialmente Velcan Pendragon

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sei bem como é...eu tb andei mto sumida e agora ainda estou tentando me organizar..entre uma fralda e outra eu posto, leio, ajeito a casa, lavo roupas e etc...serão 4 meses de mta correria com a Lauren a gora pequeninha...mas aos poucos vamos nos organizando.

      Muito obrigada pelo comentário e vê se não some mais ok?]
      Bites!

      Excluir
  4. Tenho um livro da autora mas ainda não consegui ler. Gostei da sinopse desse e vou ficar de olho nas resenhas.
    Bjkas,
    Monique Martins
    MoniqueMar
    @moniquemar

    ResponderExcluir
  5. O livro parece bem legal. Me lembra um pouco o filme Cartas para Julieta. Mas é melhor eu não ler ele agora, pois estou numa fase em que, assim como vc disse, eu choraria cachoeiras... Bjos

    ResponderExcluir

Deixe seu Comentário!