RESENHA: A GAROTA QUE PERSEGUIU A LUA - SARAH ADDISON ALLEN

quarta-feira, 25 de julho de 2012

“Às vezes, para se encontrar é preciso perseguir a lua”

"Como você pode achar seu caminho? Seguindo as nuvens ou a lua?"

Título Original: The Girl Who Chased the Moon.
Tradução: Alice Klesck
Editora: Planeta
I.S.B.N.: 9788576657989
Altura: 22,8 cm.
Largura: 15,6 cm.
Profundidade: 1 cm.
Acabamento: Brochura
Edição: 1 / 2012
Idioma: Português
Número de Paginas: 256

SINOPSE: Emily Benedict foi para Mullaby após a morte de sua mãe. Ao chegar à cidade e conhecer seu avô ela percebe que os mistérios do lugar nunca são resolvidos: eles são uma forma de vida.

Existem quartos cujo papel de parede muda de acordo com o seu humor, luzes estranhas aparecem no quintal à noite e Julia Winterson, a vizinha, consegue cozinhar a esperança em forma de bolos. Emily percebe que sua mãe esteve envolvida no maior mistério da cidade, e conta com a ajuda de Julia para desvendá-lo.


RESENHA


Esse é um daqueles livros inicialmente despretensiosos que se tornam no decorrer da leitura um grande livro, com uma história conduzida habilmente pela autora, que mescla realidade com magia.
A história é ambientada numa cidadezinha chamada Mullaby, onde Emily uma jovem em torno dos 17 anos, e órfã de mãe vai para cidade morar com o avô materno, tem a surpresa que seu avô é um verdadeiro gigante, porém de temperamento afável, ao mesmo tempo distante.


No início tudo é complicado para Emily, além do novo ambiente, a complicada convivência com o avô, além de detalhes instigantes, como o quarto que o papel de parede muda de acordo com o humor, além de um mistério que envolve sua mãe.
Emily que conheceu uma mãe envolvida em causas sociais e ambientalistas, em uma vida simples, descobre que a personalidade da mãe que viveu em Mullaby era extremamente o oposto, além de ser desprezada por causa da mãe pela família Coffey, principalmente por Morgan Coffey.


Por ironia do destino, ela acaba conhecendo Win Coffey, filho de Morgan, e acaba originando uma relação de amizade, porém com vários mistérios a serem desvendados envolvendo tanto o segredo que envolve a mãe de Emily com a família Coffey.


Paralelamente a adaptação de Emily a cidade, temos outra personagem central, Julia uma mulher com mais de 30 anos que retorna a cidade para organizar o restaurante do falecido pai, porém a permanência de Julia terá um certo prazo, já que por alguns acontecimentos no passado principalmente relacionado a Swayer, um homem bastante atraente, que deixa Julia um tanto insegura em permanecer na cidade.


Julia foi uma adolescente rebelde e cheia de problemas, porém se tornou uma mulher desconfiada e ao mesmo tempo afável, principalmente com Emily, a única ligação das duas mulheres deve a amizade construída entre as duas, que apesar das diferenças de idades, ambas necessitam da compreensão, cumplicidade e afeição que ambas sem perceber doam uma a outra.

A relação de Swayer e Julia, e toda a amargura de Julia por ele, em compensação a decepção de Swayer por ele mesmo pelo que fez com Julia no passado, torna-se a ligação dessa relação, todos os traumas e decepções envolvendo os dois irão se resolvendo aos poucos, temos diálogos divertidos, situações sensuais e uma cumplicidade e respeito que irá acontecendo entre os dois.


A magia fica em torno de uma misteriosa luz brilhosa que Emily encherga através da janela do seu quarto, e ao mesmo tempo misterioso e magico está o motivo no qual Julia faz seus bolos para atrair alguém do seu passado.
É tão fácil e tão difícil ao mesmo tempo, expressar os sentimentos que tanto a história quanto os personagens passam durante a leitura, se leram o que está escrito acima, irão imaginar uma história simples encontrada em diversos livros, mas a autora Sarah Addison Allen, transforma a história em algo encantador, cativante e fascinante.


Ela consegue incluir magia sem fugir da realidade, personagens reais, que estão envolto a uma atmosfera de mistério, e um sutil suspense que te prendem na leitura do início ao fim.
O momento que li esse livro, foi naquela fase que temos como leitoras e resenhistas, pois muitas vezes temos que ter algumas leituras obrigatórias devido as parcerias, obrigatória no sentindo de quem lê sabe que muitas vezes os livros tem seu momento a ser lido, e com esse volume de livros, perdemos algumas vezes o prazer da leitura, já aconteceu comigo, e no momento que li A Garota que Perseguiu a Lua está passando por uma dessas fases, mas depois de terminar de ler o livro reencontrei o prazer, e descobri porque é tão bom ler, mergulhar nas histórias, a autora Sarah Addison consegue levar o leitor ao mesmo tempo um misto de realidade e magia, que contagia e me fez ficar mais leve e redescobrir o prazer de ler.

Conclusão: Leiam, divirtam-se e apaixonem-se com o mundo encantado de Sarah Addison Allen, e pelo final desse livro, teremos uma continuação, e realmente estou com saudades dos personagens e de seus mistérios.
A autora tem outro livro lançado no Brasil através da editora Rocco, intitulado Encantos do Jardim, através de uma resenha maravilhosa no blog Romances in Pink (clique aqui) que descobri a autora, e para nosso prazer a editora Planeta lançou A Garota que Perseguiu a Lua, espero publiquem os outros dois livros da autora e quem sabe esse futura continuação da série.
A autora consegue equilibrar uma história adulta em torna dos personagens Swayer e Julia e ao mesmo tempo um romance juvenil entre Win e Emily, mantendo um nível maduro para ambos.
Resumindo, corram para adquirir, ler e se encantar com A Garota que Perseguiu a Lua.

“Em Mullaby nada é o que parece."

Assista o booktrailer!!! Siga a autora! Curta o facebook! Confira o site da editora! Confira o site da autora! Siga a editora Adquira o seu!!! Curta a autora no face! Adicione na sua estante Confira os downloads no site da autora


10 comentários

  1. Ótima resenha Pati! Já estava de olho nesse livro e depois do seu post fiquei ainda mais ansiosa para lê-lo! Parece ser lindo! Beijos!

    ResponderExcluir
  2. OI Bá!

    Eu fiquei com vontade de ler esse livro desde que li a resenha da Tonks kkkk

    Deve ser uma gracinha!

    Bjs!

    ResponderExcluir
  3. Fiquei encantada com a resenha, não imaginava ser esse o mote do livro. O contexto a´presentado (e as imagens!) deixaram gostinho de quero mais... já está na lista de desejos!
    Bjkas,

    Monique Martins
    @moniquemar

    ResponderExcluir
  4. Terceira resenha MARA que leio desse livro... E eu já estava de olho desde que vc apareceu com ele Patthy, porque de vc só saem indicações nota 10!! Entrou pra lista! Mesmo tendo carinha livro adolescente, eu gostei muito!

    ResponderExcluir
  5. Mas não é adolescente não, tem de tudo um pouco

    ResponderExcluir
  6. A capa desse livro é linda! Não sinto tanta vontade de ler assim ... se ganhar eu leio rs !!!

    ResponderExcluir
  7. Eu não conhecia a autora. Quer dizer, nunca tinha lido nada dela, mas agora fiquei curiosa. Acho que vou curtir...

    ResponderExcluir
  8. amoraaa vc sabe se lançou a continuação?? to surtando c esse final todo aberto -.-'

    ResponderExcluir
  9. Alguém me diz se à uma continuação pfvr

    ResponderExcluir

Deixe seu Comentário!