Na Minha Caixa de Correio #55

domingo, 2 de setembro de 2012


A Tia Palmeirão voltou!!!!! Também tem o último livro da série Os Irmãos Buckhorn, além de um clássico e claro meus preferidos romances históricos.



Drácula de Bram Stoker (Edição Especial de Luxo Bilíngue Português/ Inglês) - Bram Stoker


Comentário: Esse livro é clássico, eu há muito tempo atrás já tinha lido, porém emprestei e nunca mais me devolveram o exemplar, sempre ficava de comprar e acabava não comprando, até porque o meu livro era de capa dura, e todas as edições atuais de Drácula não sentia vontade de comprar, até que a Editora Landmark lançou esse edição de luxo de Drácula, e sendo dessa editora eu compro de olhos fechados, pois todos seus livros publicados são de grande qualidade.  


Atrás do livro veio um envelope e dentro dele um artigo de jornal, onde saiu o anúncio do lançamento do livro na época, eu não sei se é cópia de algum original, ou eles criaram algum para ficar mais interessante, mas independente achei interessante a ideia.

Sinopse: A EDITORA LANDMARK TRAZ AGORA A MAIOR OBRA DE TERROR DA LITERATURA EM EXCLUSIVA EDIÇÃO DE LUXO EM CAPA DURA BILÍNGUE, APRESENTANDO O PRIMEIRO CAPÍTULO INÉDITO DA OBRA-PRIMA DE BRAM STOKER NO ANO EM QUE SE CELEBRA O CENTENÁRIO DE SEU FALECIMENTO. A Editora Landmark inclui ainda nesta edição bilíngue de luxo em capa dura do romance “Drácula”, um primeiro capítulo excluído por Stoker quando da publicação em 1897. Mais tarde este capítulo, rebatizado como o conto “O Convidado de Drácula - Dracula’s Guest” seria publicado em 1914 pela viúva de Stoker e, desde então, a crítica literária vem discutindo a importância deste conto como um capítulo introdutório de “Drácula”. A história gira em torno de um viajante inglês não identificado, associado a Jonathan Harker, nos momentos anteriores à sua partida para a Transilvânia, onde o mesmo se depara com acontecimentos sobrenaturais, forças desconhecidas e criaturas fantásticas. Bram Stoker publicou seu romance “Drácula” em maio de 1897, estruturando-o como um romance epistolar, escrito a partir de uma série de cartas, relatos, diários pessoais, reportagens de jornais, registros de bordo, etc. A solução narrativa do autor foi brilhante: narrar a história a partir dos diários e memorandos de seus protagonistas, com isso as confissões e desesperos dos envolvidos na trama vão dando forma ao perigo, que só muito depois se torna completamente evidente. Ele nos apresenta também os costumes, tradições e a cultura da Inglaterra vitoriana e o a reação dos britânicos com relação ao que vem do estrangeiro, personificado através do medo arquetipiano da figura do vampiro. Nesse sentido, a realidade do racionalismo britânico entra em choque com o sobrenatural, explicitado através das figuras opostas de Drácula e de Van Helsing, ambos estrangeiros e pertencentes a sociedades estranhas aos costumes britânicos. A atmosfera gótica é o pilar do romance: a maior parte da história se passa na Inglaterra, berço da civilização industrial e para onde o Conde se dirige com o intuito secreto de conquistar o mundo, o que é apenas sublimado ao longo da narrativa. Quando o conhecimento científico encontra seu limite para lidar com os fatos, resta o conhecimento popular. É desse conhecimento que Van Helsing tira os procedimentos necessários para acabar com o vampiro. As dicotomias entre as figuras do bem e do mal são figuradas nos personagens humanos e nos vampiros. O único contato entre os universos é a sensualidade e o erotismo. O medo de vampiros é anterior à publicação da obra de Stoker, tendo já aparecido em 1819, na obra “O Vampiro”, de autoria de John Polidori (1795-1821), contemporâneo de Mary Shelley e de Lorde Byron, entretanto, a propagação do mito e do medo e a inspiração para milhares de outras fabulações sobre vampirismo, devem-se, e muito, ao romance “Drácula”. O personagem principal, que é apresentado indiretamente através das narrativas dos demais personagens, pode ter sido inspirado na vida do príncipe Vlad Tepes, cuja crueldade e prazer em ver a agonia de suas vítimas contribuíram para que Bram Stoker criasse um ser tão perverso. Quando foi publicado em 1897, “Drácula” não foi um best-seller imediato, embora as críticas fossem extremamente favoráveis, classificando classificou Bram Stoker como sendo superior a Mary Shelley e Edgar Allan Poe. O romance tornou-se mais significativo para os leitores modernos do que foi para os leitores contemporâneos do autor, atingindo seu grande status lendário clássico ao longo do século 20, quando as versões cinematográficas apareceram. No entanto, alguns fãs da época vitoriana o descreveram como “a sensação da temporada” e “o romance de gelar o sangue do século”. Sir Arthur Conan Doyle, criador de Sherlock Holmes, escreveu a Stoker, afirmando, “Escrevo-lhe para dizer o quanto eu gostei de ler 'Drácula'”. A história de “Drácula” tem sido a base de incontáveis filmes e peças, ópera, balé, graphic novels e inúmeras outras mídias, sendo que o número de filmes que incluem referências a Drácula direta ou indiretamente chega a mais de 649 adaptações. A primeira adaptação para os palcos, encenada em 18 de maio de 1897, foi escrita e dirigida pelo próprio Bram Stoker e encenada uma única vez em Londres. A primeira adaptação para o cinema ocorreu em 1922 e envolveu uma questão judicial entre o diretor do filme e o espólio de Bram Stoker. F. W. Murnau, o diretor do filme, lançou a história com o título “Nosferatu: Uma sinfonia de horror”, apenas alterando o nome do protagonista (de Drácula para Orlok) e transferindo o local da trama da Inglaterra para a Alemanha. O espólio de Stoker venceu a batalha judicial, sendo que todas as cópias existentes de “Nosferatu” deveriam ter sido destruídas, entretanto um pequeno número de cópias sobreviveu até os dias de hoje, sendo considerado um clássico do cinema de terror. Contudo, a versão mais conhecida e famosa da história de Drácula foi realizada pela Universal em 1931, estrelada por Bela Lugosi e dirigida por Tod Browning.



MAGIA ROUBADA (Série Guardians #2) – MARY JO PUTNEY & AGORA E SEMPRE (Série Sequels #1) – JUDITH MCNAUGHT


MAGIA ROUBADA (Série Guardians #2) – MARY JO PUTNEY

Comentários: Esse livro é a sequencia da trilogia Os Gardians, em 2009 lançaram o primeiro Um Beijo do Destino (clique aqui para conferir a resenha) e depois de muito tempo lançaram o segundo, espero que o terceiro não demore tanto. A capa é linda, ainda não li, mas começo amanhã.

Sinopse: Um romance de fantasia, mas também repleto de detalhes históricos sobre o período Iluminista Presença constante nas listas de mais vendidos do New York Times, Wall Street Journal e Publishers Weekly, e vencedora de prêmios literários importantes, Mary Jo Putney apresenta seu segundo livro no Brasil: Magia Roubada. Uma trama em que a magia e a ciência se encontram e onde o amor e as obrigações se enfrentam. O universo mágico está de volta com todo o romance e a aventura que encantaram os leitores em Um Beijo do Destino. O universo mágico, situado na exuberante paisagem londrina do século XVIII, agora é retomado pela incrível história de Simon Malmain, o duque de Falconer. Magia Roubada possui personagens bem-desenvolvidos e uma trama que deixa o leitor a todo momento tenso com uma possível reviravolta. Putney alia amor, erotismo e ficção científica na medida certa, criando um livro que agradará tanto os fãs românticos quanto os fanáticos por fantasia. Quando lançado em 2005, o livro foi considerado um dos dez melhores romances do ano pela Booklist, além de concorrer ao Romantic Times Award. 



AGORA E SEMPRE (Série Sequels #1) – JUDITH MCNAUGHT

Comentários: Eu amo os livros da Judith McNaught de preferência os históricos, e esse é uma reedição em versão de bolso do primeiro livro da trilogia Sequels, mas como toda editora brasileira, eles pularam o segundo livro, ou seja, só temos lançados o primeiro, e o terceiro que é Alguém para Amar (MARAVILHOSO!!!!). Mas esse ainda não li, em breve tenho que fazer uma resenha de um dos livros da Judith, já que agora completei minhas duas séries históricas da autora que foram lançadas no Brasil.

Sinopse: Após perder os pais, Victoria tem que viajar dos EUA para a Inglaterra, encarando um mundo novo envolvendo bailes, óperas e um misterioso primo, Lord Jason, que possui uma alma atormentada pelo passado. 


Inglaterra, século XIX. 
Em 1815, órfã e sozinha, a jovem americana Victoria Seaton atravessou o vasto oceano com destino à Inglaterra. Determinada a assumir a herança perdida havia tanto tempo, surpreendeu-se diante da suntuosa propriedade de seu primo distante, o mal-afamado lorde Jason Fielding. 
Disputado pelas mais belas mulheres da alta sociedade, solteiras ou casadas, Jason era um mistério para Victoria. Confusa por sua postura arrogante e, ainda assim, atraída por seu arrasador poder de sedução, ela vislumbrou dolorosas lembranças nos profundos olhos verdes de Jason. 
Quando ele, incapaz de resistir ao charme e ousadia de Victoria, tomou-a nos braços e a beijou com paixão, ela foi envolvida em um redemoinho de sensações desconhecidas e profundamente perturbadoras...




UMA NOITE MÁGICA & BEIJE-ME AGORA! - DIANA PALMER, MAUREEN CHILDFEBRE DE PAIXÃO – DIANA PALMER


UMA NOITE MÁGICA & BEIJE-ME AGORA! - DIANA PALMER, MAUREEN CHILD

Comentários: Nem preciso falar né??? Preciso???? É a Tia Palmeirão!!!!! ELA VOLTOU!!!!! E essa edição ainda temos Maureen Child apesar de preferir a Palmeirão, a Child faz uns livros de cowboys também bons.

Sinopse: Uma Noite Mágica – Diana Palmer - Jacob Cade tinha opiniões firmes sobre as mulheres que interessavam a ele e aquelas que deveria ignorar. Kate Walker pertencia à segunda categoria, já que uma vez ele tivera de expulsá-la de sua fazenda por mau comportamento. Mas Jacob continuou a desejá-la, e agora ela estava de volta em sua vida. Jacob não sabia que Kate era apaixonada por ele desde a infância. Embora a julgasse de modo diferente, ela não era do tipo que se envolvia rapidamente com um homem. Kate tinha certeza que estava colocando seu coração em risco só por estar próxima dele. Porém, acreditava que valia a pena arriscar... 
Beije-me agora! - Maureen Child - Perdendo a virgindade... Ou o coração?
Nora quer deixar de ser virgem! E resolve pôr em prática um plano para passar uma noite de paixão com Bill Hammond, o conquistador oficial da cidade.
Mike Fallon não acredita no que vê: a recatada Nora Bailey está de porre na festa de casamento de sua amigam e ainda mais inacreditável: se atirando nos braços do playboy inveterado Bill Hammond.
Mike acha um desperdício aquela bela mulher gastar seu tempo e sua reputação com um homem sem escrúpulos.
Nora acha que já é hora de ir para a cama com alguém.
Quem vai se candidatar?


FEBRE DE PAIXÃO – DIANA PALMER

Comentários: Esse livro foi de sebo, fui dar uma pesquisada e acabei encontrando esse livro da Titia Palmeiras, mas ainda não li, faltam tantos livros da titia pra ler. Tenho que arrumar tempo.

Sinopse: Apesar de ter somente 24 anos, a vida de Rebecca estava longe de ser um conto de fadas. Mesmo trabalhando o dia inteiro, ela precisava criar dois irmãos mais novos, sustentar o avô aposentado e administrar a fazenda da família. E, para piorar a situação, Clay, seu irmão mais novo, havia sido preso sob a acusação de envolvimento com drogas.

Rourke Kilpatrick era bastante conhecido por sua luta implacável contra os traficantes. Nada o impedia de processá-los. Mas o irmão de Rebecca era inocente. E ela começava a derreter o coração desse promotor durão. Era cada vez mais inegável a intensidade da atração entre eles...

Embora se sentisse como uma verdadeira Cinderela quando estava perto de Rourke, Rebecca guardava uma imensa dúvida: a paixão de Rourke seria por ela... Ou apenas pela lei?

CASEY (Os Irmãos de Buckhorn #5) – LORI FOSTER


Comentários: Chegou ao fim da série de 5 livro da série Os Irmãos de Buckhorn, Casey é filho do protagonista do primeiro livro Swayer, e adoro esses irmãos, são machos alfa, bons de cama e muito sensuais. Abaixo está uma montagem com os links para resenhas, apesar de não ter feito nenhuma delas para o blog da Guardiã, mas fiz para outro blog que resenha Fotos e Livros, então clique na capa dos livros e acessem as respectivas resenhas.

Eu particularmente prefiro a capa americana, mostrou melhor o "contexto", a capa brasileira escondeu o "contexto" do livro. Rsrsrsrsrs.



Sinopse: Dessa vez, Casey Hudson, filho de Sawyer e tão bonito e envolvente quanto o pai, está em um romance de tirar o fôlego. Quando jovem apaixonou-se por Emma Clark, uma adolescente problemática e com má reputação na cidade. Ela, no entanto, não foi capaz de corresponder aos sentimentos dele e preferiu mudar-se de Buckhorn. Oito anos depois, com o retorno dela à cidade Casey decide que deve lutar por seus sentimentos e conquistar Emma para sempre.

Clique aqui e confira a resenha! Clique aqui e confira a resenha! Clique aqui e confira a resenha! Clique aqui e confira a resenha!


JANE EYRE (2011)


Comentários: Essa é a versão mais atual de Jane Eyre, com Mia Wasikowska (Jane Eyre)e o Michael Fassbender (Rochester), a atriz fez Alice do País das Maravilhas, na versão do Tim Burton, enquanto Fassbender conhecido por X-Men – Primeira Classe e também por Shame (esse mais pelo tamanho do “Jr” que é enorme, eu vi kkkkk), o filme é bem sexual.

Mas eu prefiro a versão da minissérie da BBC de 2006 com Tara Fitzgerald (Sra. Reed) e Toby Stephens (Edward Fairfax Rochester).

E a versão atual é um filme e não uma série.

Sinopse: Depois de morar na casa da tia, órfã é enviada para estudar em um internato. Quando se torna adulta, ela começa a trabalhar como governanta na casa de um homem misterioso e acaba se apaixonando por ele.

Direção: Cary Fukunaga.

Roteiro: Charlotte Brontë, Moira Buffini.

Elenco: Amelia Clarkson (Young Jane), Angela Curran (Undercook); Craig Roberts (John Reed); Edwina Elek (Miss Temple); Emily Haigh (Georgiana Reed); Ewart James Walters (John); Freya Parks (Helen Burns); Freya Wilson (Eliza Reed); Harry Lloyd (Richard Mason); Holliday Grainger (Diana Rivers); Imogen Poots (Blanche Ingram); Jamie Bell (St John Rivers); Jayne Wisener (Bessie); Joe Van Moyland (Lord Ingram); Judi Dench (Mrs. Fairfax); Laura Phillips (Mrs. Dent); Lizzie Hopley (Miss Abbot); Mia Wasikowska (Jane Eyre); Michael Fassbender (Rochester); Rosie Cavaliero (Grace Poole); Sally Hawkins (Mrs. Reed); Sally Reeve (Martha); Sandy McDade (Miss Scatcherd); Simon McBurney (Mr. Brocklehurst); Sophie Ward (Lady Ingram); Su Elliot (Hannah); Tamzin Merchant (Mary Rivers).




9 comentários

  1. Como sempre, amei sua caixinha Pati! Já li Drácula e curti bastante. É um clássico indispensável e essa edição da Landmark é lindona mesmo! Já assisti Jane Eyre e amei! Preciso agora ler o livro urgentemente! Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Amiga!!!
    Quando será que eu irei chegar na caixinha de correios 55? Caramba fico babando aqui, quantos livros maravilhosos você compra! Pena que eu não tenho grana suficiente e agora que sou estagiária fica mais difícil..rsrs
    Faz um tempinho que tenho vontade de conhecer a série dos irmãos Buckhorn de Lori Foster, e o livro Drácula eu não conhecia...ainda não li nada de Mary jo putney e JUDITH MCNAUGHT mas com certeza quero ler!

    Beijos
    Amanda
    leiturahot.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Oi Pá!

    Esse livro da Judith está na minha lista de aquisições \o/

    Nunca li nenhum livro dela, mas falam tão bem das histórias que vou comprar \o/

    Bjs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não irá se arrepender, no gênero romance histórico ela é ótima, e o terceiro livro da série Alguém para Amar é maravilhoso!!!!

      Excluir
  4. Sempre fico babando quando você exibe seus DVDs na Cx de correio...e a tia Palmeirão tá sempre presente em sua vida né?? Já é quase da família...kkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gostaria que ela fosse minha madrinha e me desse de presente de aniver um dos homens dos livros dela kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      Excluir
  5. Mais livros lindos. Mas se quer saber babei mesmo foi no rapaz do banner "livros de banca". Me abanem!!!!!!!!!
    Bjkas!
    Monique Martins
    @moniquemar

    ResponderExcluir
  6. Fiquei curiosa pra ler o livro Drácula de Bram Stoker, o livro me parece ser otimo adoro esses livro que adordam o Dracula como personagem. E realmente adoro as capas de Os Irmãos de Buckhorn, preciso comprar esses livros o quanto antes!

    ResponderExcluir

Deixe seu Comentário!