RESENHA: SEDUÇÃO AO AMANHECER (OS HATHAWAYS #2) - LISA KLEYPAS

segunda-feira, 9 de dezembro de 2013


Título Original: Seduce me at Sunrise
Tradução: Débora Isidoro
Páginas: 256
Formato: 16 x 23 cm
Peso: 300 g
Acabamento:  brochura
Lançamento:  01/07/2013
ISBN:  9788580411652
Preço:  R$ 29,90
Leia um trecho: clique aqui  

Sinopse: O cigano Kev Merripen é apaixonado pela bela e bem-educada Win Hathaway desde que a família dela o salvou da morte e o acolheu, quando era apenas um menino. Com o tempo, Kev se tornou um homem forte e atraente, mas ainda se recusa a assumir seus sentimentos por medo de que sua origem obscura e seus instintos selvagens prejudiquem a delicada Win.
Ela tem a saúde fragilizada desde que contraiu escarlatina, num surto que varreu a cidade. Sua única chance de recuperação é ir à França, para um tratamento com o famoso e bem-sucedido Dr. Harrow.
Enquanto Win está fora, Kev se dedica a coordenar os trabalhos de reconstrução da propriedade da família, em Hampshire, transformando-se num respeitável administrador, mas também num homem ainda mais contido e severo.
Anos depois, Win retorna, restabelecida, mais bonita do que nunca...e acompanhada por seu médico, um cavalheiro sedutor que demonstra um óbvio interesse por ela e desperta o ciúme arrebatado de Kev.
Será que Win conseguirá enxergar por baixo da couraça de Kev o homem que um dia conheceu e tanto admirou? E será que o teimoso cigano terá coragem de confrontar um perigoso segredo do passado para não perder a mulher da sua vida?


“Vai deixar o leitor sem fôlego.” – Romantic Times



Após a leitura do primeiro livro da série Hathaways, Desejo à Meia-Noite da autora Lisa Kleypas, com uma narrativa sedutora e envolvente, realmente me apaixonei pelos personagens Cam Rohan e Amelia Hathaway. Porém em Sedução ao Amanhecer, o segundo livro da série e da resenha de hoje, a autora me arrebatou e entrou na lista das minhas autoras favoritas.

Apesar de não ser tão especialista em Lisa Kleypas, até porque apenas li dois livros da autora até o momento, nota que ela tem uma particularidade, a interligação dos personagens, a autora dá espaço aos personagens tanto do livro anterior, quanto dos próximos livros e também trazer de outra série, no caso de muitas autoras levam a perder o foco da narrativa principal, mas Lisa consegue equilibrar, e a presença dos secundários destacar ainda mais os personagens principais, e criando uma expectativa para os próximos livros.


E talvez seja por isso que o livro do casal Merripen e Winnifred foi aguardado com certa ansiedade, principalmente porque Merripen tem uma personalidade taciturna, e com Win ele consegue demonstrar uma suavidade, enquanto Win aparenta ser frágil, mas apenas no que se refere a sua saúde, pois tem uma força em suas atitudes.


Winnifred Hathaway é a terceira irmã, sempre foi a irmã mais delicada e de saúde frágil, algum tempo atrás devido uma doença que a debilitou, então sempre foi tratada com todo cuidado pela família, especialmente por Merripen...


Merripen é um cigano que foi encontrado pela família Hathaways ainda adolescente brutalmente ferido e deixado para trás pela sua tribo cigana, sem passado, já que o próprio nunca comentou sobre ele com ninguém, e nem os motivos do estado em que se encontrava, porém desde que viu Winnifred pela primeira vez, a postura e as atitudes dele em relação a ela eram diferente, Merripen, ou melhor, Kev, esse primeiro nome ninguém nunca soube, somente para Win confessou depois de muita insistência.


Kev e seu passado misterioso, porém desde o primeiro momento se apaixonou por Win, e os sentimentos de Win por ele também se tornaram recíprocos, mas a fragilidade  da saúde de Win, era o motivo dele se manter afastado dela romanticamente com medo de prejudica-la.


E para um dia conseguir ficar com Kev,  ela decide ir fazer um tratamento para melhorar sua saúde, porém terá que ficar longe de Kev por algum tempo.  Em sua volta agora curada e pronta totalmente para ficar com Kev, porém não era somente a sua debilidade que afastava Merripen dela, existia na verdade muito mais complicações, principalmente por parte de Kev.



Finalmente descobrimos o sofrimento do passado de Kev e tudo que ele passou na sua tribo, e apesar de amar profundamente Win, ele tem medo da violência do passado prejudique Win, mesmo ele tentando afastar de Win, ele não consegue, e principalmente depois que a vê com seu médico que veio junto com ela, e talvez essa relação não se limite apenas paciente e médico, e isso deixa Kev mais selvagem e incontrolável.


Tem uma cena que demonstra bem essa dualidade de sentimentos, no dia anterior ele tinha rejeitado Win, porém quando a viu com o médico durante uns exercícios do tratamento deixou Kev um tanto... aborrecido...



Mas apesar de todos os dramas entre o casal, a autora nos presenteou com momentos divertidos, e um personagem em especial se destacou, muitas leitoras odiaram o comportamento de Leo, o irmão mais velho dos Hathaways no primeiro livro da série, mas em Sedução ao Amanhecer ele está... parafraseando um título de um livro... um verdadeiro “cretino irresistível”.


Além de nos divertir, Leo teve um papel importante nas decisões de Merripen em relação a Win, com todo o seu jeito debochado e sarcástico ele consegue provocar Merripen a tomar algumas atitudes. Além de dar uma de “cupido”, também nesse livro conhecemos seu par romântico, a governanta, Srta. Marks, e pela prévia que tivemos nesse livro, teremos cenas muito interessantes no livro do Leo, mas a participação de Leo em Sedução,  realmente nos deixou querendo mais Leo... mas o livro dele vem depois do livro da Poppy, então teremos que esperar mais um pouco...


Depois de tanta confusão, até um noivado de Win com o Dr. Harrow,  Kev toma uma atitude de finalmente reivindicar Win para si, do estilo cigano de ser... leiam o livro para saber...  Kev mostra realmente um homem completamente apaixonado e ao mesmo tempo relaxado deixando de lado todo aquele resignação que beirava ao mau humor enquanto está com Win.


Temos realmente momentos delicados, sensuais e românticos entre o casal, não só nesses momentos, mas no decorrer de todo o livro, vimos um Kev sensível, e completamente entregue a relação, enquanto Win realmente consegue estar com Kev como sempre desejou... um verdadeiro idílio amoroso, porém...


Sempre tem algo para atrapalhar... e esse algo tem nome Dr. Harow, apesar de inicialmente o médico nos parecer inofensivo ele mostra outras facetas, o interesse do médico talvez não seja tão sentimental em relação a Win, e com isso ele utiliza todo seu poder de persuasão para afastar o casal.




Como citei no inicio da resenha, além da relação do casal, o livro é bem focado no passado de Kev, e realmente a revelação de alguns fatos no passado que mesmo Kev não sabia, poderá mudar a relação dele com principalmente com Cam e os Hathaways.


Conclusão:
Diferentemente do primeiro livro, a narrativa é bastante tensa, com várias revelações e desdobramentos que tiram o fôlego do leitor.


Talvez pela fragilidade dos personagens, sim Merripen, mesmo demonstrando aquela força toda, ele é sensível e todo o sofrimento do passado o atrapalha no seu relacionamento com Win, o livro mesmo com toda a tensão ele é mais delicado e romântico, talvez essa citação demonstre um pouco toda delicadeza do casal.


E devido a amizade construída anteriormente até virar amor, o casal é forte e sensual, tem aquela cumplicidade que talvez foi essencial para a relação.

O final do livro carrega todas as características da narrativa, romântico, delicado, sensível, com um toque de humor, realmente Lisa Kleypas consegue conduzir um narrativa deliciosa do inicio ao fim.

Obs.: Citação acima não é o final do livro


1. Pharal: irmão

2. Pooka: um corcel que habitava os pesadelos na Irlanda, um cavalo que alternava bondade e maldade, falava com voz humana, voava à noite com suas asas muito abertas (...). De acordo com a lenda, o pooka chegava à porta da casa de um humano à meia-noite e o levava para uma cavalgada que o mudaria para sempre.

3. Poshram: mestiço de mãe cigana e pai irlandês gadjo (não pertence ao povo cigano)

4. Asharibe: são meninos mais fortes escolhidos por algumas tribos ciganas para serem transformados em lutadores de mãos nuas, colocando-os para enfrentar uns ao outros em feira, bares e reuniões para espectadores fazerem suas apostas. Alguns garotos ficavam desfigurados ou eram mortos. E os que sobreviviam eram lutadores endurecidos, implacáveis e escolhidos como guerreiros da tribo.

5. Rom baro: o grande homem da tribo, o líder, quaisquer que fossem as vontades, crenças e inclinações do líder, a tribo as seguia.

6. Vardo: carroças ciganas.

7. Vitsa: equivale a clã

8. Drabengro: homem de venenos da tribo.

9. Biti Foki: povo encantado.

10. Chavi: carinho tratamento cigano para menina.

11. Ka xlia ma pe tute = Vou cagar em você.
Te malavel les i menkiva = Que você morra de uma doença maligna.

12. kekkeno mushes puv = terra de ninguém, era uma planície devastada na margem sul do rio Tâmisa. O território aberto e lamacento era ocupado por tendas ciganas, alguns vardos dilapidados, cães ferozes e rons quase igualmente ferozes, onde também se encontrava os chorodies.

chorodies = grupo não cigano, descendentes de patifes e proscritos, de origem principalmente saxônica. Os chorodies eram maus, sujos e ferozes, sem costumes ou maneiras.

13. Tinker patois = gíria usada por ciganos urbanos.

14. Cumprimento = Droboy tume Romale.

15. Kako = termo respeitoso de dirigir-se a um homem muito mais velho.

16. Kumpania = palavra usada para descrever um clã, um grupo unido por laços que não eram necessariamente de família.

17. Wafodu luvvu = dinheiro falso.

18. Devlesa avilan = foi Deus quem os uniu.

19. Kushti bok = retribuição dos votos de sorte e saúde.

20. Annabelle Peyton & Simon Hunt que aparecem nesse livro é o casal principal do livro "Secrets of a Summer Night", primeiro livro da série Wallflowers, uma série que é uma espécie de antecessora dos Hathaways, por exemplo, o personagem de Cam Rohan surgiu nessa série.

21. O pássaro que Win via pela janela quando estava se recuperando da doença era o pisco-de-peito-ruivo.

22. kori = espinho ou órgão genital masculino.

23. Ov yilo isi = é uma frase em romani que significava "está tudo bem?", mas era traduzida literalmente como "tem coração aqui?".

24. mahrime = coisa impuras

25. Os ciganos consideravam o parto e todos os assuntos a ele relacionados eram considerados  coisas impuras.

26. toad-in-the-hole = prato tipicamente inglês de linguiças cobertas com massa e assadas como uma torta, pratos de ovos e bacon, filés de linguado, pão torrado e uma vasilha com feijões.

27. phuro = homem de idade avançada e muita sabedoria.

28. Moshto = divindade cigana, o deus de todas as coisas boas.

29. Me voliv tu = quando um cigano diz isso a uma mulher, "eu amo você", o significado nunca é casto. Expressa desejo. Luxúria.

30. pliashka = ou cerimônia de noivado, tradicionalmente se prolongava por vários dias.

31. Jàdo = aquele que vive distante dos ciganos.



Curta a página!!!! Participe do Grupo!!!! Curta o Facebook da Editora Siga a editora! Confira o site da editora Confira os vídeos Curta o Facebook da Autora Siga a editora! Confira o site da autora! Adicione na sua estante Adicione na sua estante Adicione na sua estante Adicione na sua estante Adicione na sua estante Sem resenha! Sem resenha! Sem resenha! Clique aqui e confira a resenha! Clique aqui e confira a resenha!


PRÓXIMO LANÇAMENTO: JANEIRO 2014


Sinopse: Poppy Hathaway ama incondicionalmente a sua família, apesar disso, ela deseja normalidade. O destino a leva a encontrar Harry Rutledge, um enigmático dono de hotel, e inventor de uma arma de fogo, poderosa e letal.
Quando o flerte dos dois ameaça a sua reputação, Poppy choca a todos ao aceitar a proposta de casamento dele, somente para encontrar um marido que oferece a sua paixão, mas não a sua confiança.
Harry estava disposto a fazer qualquer coisa para ganhar Poppy – exceto abrir o seu coração. Durante toda a sua vida, ele segurou o mundo a uma distância segura… mas Poppy quer ser a sua mulher de todas as formas. Assim, a medida que o desejo aumenta entre os dois, um inimigo fica nas sombras. Agora se Harry quer que Poppy fique do seu lado, ele precisa aceitar uma união de corpo e alma, de uma vez por todas. 


6 comentários

  1. Oi Paty, faz um bom tempo que não passava por aqui. Vida corrida a nossa...
    Sua resenha está impecável como sempre. Adoro os trechos, os quotes e as citações que você coloca. Eu gostei muito deste livro. Só achei que Win e Merripen poderiam sofrer menos... E claro que estou mega ansiosa pelos próximos.
    Bjus
    Lia Christo
    www.docesletras.com.br

    ResponderExcluir
  2. Faz tempinho que li o livro Paty, mas não me encantou tanto quanto eu esperava. Ainda prefiro o primeiro, apaixonei-me pelo Rohan a primeira linha... rsrs. Achei a história de Win e Merripen meio enrolada...
    Estou bem curiosa pelo livro da Poppy, acho que esse jeitinho espevitado dela vai dar um toque especial na história.
    Bjkas!
    Monique Martins

    ResponderExcluir
  3. Oi Paty,
    Eu amei esse livro, também só li esses dois lançados pala Arqueiro, mas posso dizer que a Lisa é uma das minha favoritas.
    Adoro o Kev, na minha opinião ele tem um jeito de ogro só que ele ama muito Win e teve algumas partes que até fiquei com pena do coitado...kkkkkkkkkkkkkk
    Concordo quando tu fala que o Leo é um "crétino irresistível", quando terminei o primeiro livro senti um ódio profundo dele, mas nesse até que estou começando a gostar e talvez com os próximos só melhore.
    Adorei tua resenha e as imagens.
    Beijos.
    Katielle

    ResponderExcluir
  4. Parabéns pela resenha Pati! Estou ansiosa para ler Desejo à Meia-Noite e Sedução ao Amanhecer! Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  5. Que resenha Patty!!!

    perfeita,sério,fico babando nas suas resenhas,banners.... Você consegue capturar o que há de melhor nos livros e expressar isso de uma maneira tão sua,mas tão clara....

    É de empolgar até as mais frias leitoras.....


    bjsss

    Bianca

    ApaixonadasporLivros

    ResponderExcluir
  6. Meu querido!!!!

    Oi Paty, olha eu aqui tbm!

    Eu adorei o primeiro, mas confesso que Kev me ganhou, amo homens enormes, cheio de cicatrizes emocionais que morrem de amor pela mocinha, mas juram na cruz que não, adoro o jeito silencioso dele, a forma como ela fica louco quando vê outro homem perto dela. aff *suspiros* quero um desses para mim.
    O livro achei super intenso e romântico, amei o Leo e espero seu livro com ansiedade e sinceramente não quero me decepcionar com ele, tem de ser um dos melhores da série.

    Bjss

    Faby - Blog Adoro Romances de Aracaju

    ResponderExcluir

Deixe seu Comentário!