Resenha: Dias de Sangue e Estrelas - Laini Taylor - @intrinseca

terça-feira, 7 de janeiro de 2014

Dias de

Sangue e Estrelas

LAINI TAYLOR

I.S.B.N.: 9788580574067
Sinopse: Karou, uma estudante de artes plásticas e aprendiz de um monstro, por fim encontrou as respostas que sempre buscou. Agora ela sabe quem é — e o que é. Mas, com isso, também descobriu algo que, se fosse possível, ela faria de tudo para mudar: tempos atrás Karou se apaixonou pelo inimigo, que a traiu, e por sua culpa o mundo inteiro foi punido.
Na deslumbrante sequência de Feita de fumaça e osso, ela terá que decidir até onde está disposta a ir para vingar seu povo. Dias de sangue e estrelas mostra Karou e Akiva em lados opostos de uma guerra ancestral. Enquanto os quimeras, com a ajuda da garota de cabelo azul, criam um exército de monstros em uma terra distante e desértica, Akiva trava outro tipo de batalha: uma batalha por redenção... por esperança.
Mas restará alguma esperança no mundo destruído pelos dois?
Sabe quando a gente espera tanto uma continuação de livro e quando ela chega você enlouquece, corre para ler, devora o livro e acaba com aquela sensação de PQP!! Eu não vou aguentar e esperar o livro 3??? 
Pois é, eu me senti exatamente assim ao ler Dias de Sangue e Estrelas. #AMEI!!!

Karou perdeu tudo. Sua família, seu povo, seu mundo. A desolação em sua alma a corrói, pois ela entregou o seu coração ao inimigo, e, pela mão dele, tudo o que ela mais amava ruiu.

Como pode o amor destruir o mundo?




Duas vidas que se chocam.
Uma alma Kymera, agora uma alma humana.
Antes Madrigal. Agora Karou.
As duas apaixonadas pelo inimigo. As duas amadas pelo inimigo.

A história de amor entre Karou e Akiva, que nos encantou por sua beleza e mistério em Feita de Fumaça e Osso, partiu Eretz em dois, assim que o osso da sorte também foi partido e ela reviu as memórias de sua vida como fera. Madrigal.

Um coração partido foi o começo do fim.
Onde os amantes buscaram esperança, agora só encontraram dor. Morte. Desolação. 

Através da narrativa densa de Laini, Karou nos pega pela mão e juntos mergulhamos no horror da guerra entre os Anjos e Kymeras.
O coração partido de Akiva selou as portas e assim a esperança de sobrevivência do povo fera.

A guerra explode e Karou vê por sua mão, pela mão de Akiva seu povo, sua família serem dizimados. 
Lomarendi ruiu e os Serafins são implacáveis. 
Escravidão...morte...os Kymeras são caçados à extinção.

Tudo culpa do amor.
Tudo culpa de Karou.

Laini Taylor simplesmente se superou com Dias de Sangue e Estrelas. Com uma batida mais lenta, mas muito intensa, a trama vai envolvendo, enredando o leitor e nos transportando para o meio do conflito.
Tudo é intenso neste livro.

Narrado em 3ª pessoa, Dias de Sangue e Estrelas vai acompanhando hora o ponto de vista de Karou, onde afundamos com ela em sua dor, em sua vergonha, em seu desespero, mas principalmente em sua obstinação, hora Akiva em sua jornada em busca de esperança. Em busca de Karou, mas principalmente em busca de redenção e também de mais outros diversos sobreviventes ou vítimas aleatórias da guerra, o que nos permite vivenciar os eventos das batalhas e a carnificina na pelo de ambos os lados.


Ela repousava no peito dele, de olhos ainda fechados, a perna ferida aninhada com cuidado na dobra do braço de Rath. Era uma visão tão incongruente, o predador aninhando a presa, que Sveva só conseguiu ficar olhando e sentir que tinha atingido o fundo do pedregoso poço da própria superficialidade.Será que ela sabia alguma coisa da vida?
Em tempos de guerra, o inimigo do meu inimigo é meu amigo e assim, diferenças são postas de lado. O importante é a luta pela sobrevivência para o povo das feras.
Enquanto os Kymeras tentam apenas sobreviver, enfrentamos junto com eles a face bela do terror. E tenho a dizer à vocês, a morte nunca teve mensageiros tão belos quanto estes anjos.
Agora, de repente, os serafins eram reais: algozes ardilosos, bonitos de uma maneira que tornava a beleza algo terrível.
Dias de Sangue e Estrelas é um livro cheio de metáforas. Embora a guerra seja em um mundo fora do nosso plano astral, seus horrores são muito reais.
Acompanhamos o desenvolvimento da conquista dos territórios, a pilhagem, a escravidão da feras por serem de uma raça diferente.
Acompanhamos a estratégia.

Guerra é guerra. E será que todo o amor do mundo realmente seria o suficiente para mudar o mundo?

Este livro me fez passar momentos muito angustiantes durante a leitura. Me fez torcer para que ocorresse o reencontro dos amantes. Para que as coisas se acertarem. Me fez torcer para que muitos sobrevivessem e vários caíssem.
Me fez odiar branco.
Me fez amar as pequenas coisas e as pequenas certezas recolhidas novamente pelo caminho de Karou.

Suzana e Mike foram um sopro de alegria e leveza implantados por Laini nesta narrativa tão densa, o que foi ótimo para balancear a trama e diluir um pouco a tensão.
Amei a personalidade despojada e leve de Suzana, assim como a fofura de Mike. Ambos foram responsáveis pelos momentos divertidos e lúdicos que encontramos nas páginas de Dias de Sangue e Estrelas.
Era uma vez

uma época em que o céu viu a fúria de exército de anjos em movimento,

e o fofo de suas asas fez o vento soprar em fúria infernal.
Mas não somente Akiva está questionando o sistema.


Viva sem ser notado, mate quem lhe ordenarem matar e morra no anonimato.

Este dogma não se aplica mais ao exército dos ilegítimos do Rei de Atrae. Mas será que isto é o suficiente para uma revolução?
Convido vocês para apreciarem esta obra e mais do que nunca questionar, torcer, esperar, ousar, mas sobre tudo, ter esperança. Acabei de ler este livro com o coração na boca.


Amanhã eles vão dar início ao apocalipse.



 P.S.: Estamos tão fãs desta saga aqui em casa que até a minha filha Carol está com o cabelo azul igual ao da Karou...hehehehe...vejam o look como ficou. E ela nem precisou de desejos, foi com anilina mesmo...hehehehe...será que ela leva jeito para aprendiz de ressuscitadora também?







5 comentários

  1. HAAAA!!!! Amei o cabelo da sua filha! *-* Se eu tivesse coragem.... ¬¬ kkkkkkk
    Eu ganhei os dois livros, estou esperando enlouquecidamente chegarem para poder devorá-los o mais rápido possível!
    Adorei sua resenha! Perfeita! ;)

    bjo bjo^^

    ResponderExcluir
  2. A Carol é demais ksopaksaoskaoska ficou lindo o cabelo dela , Feita de fumaça é maravilhoso e Dias de sangue e estrelas nem se fala, estou aguardando ansiosa o lançamento de terceiro livro tomara que saia ainda este ano . É impossível ler este livro e não virar fã da Karou . Recomendo demais este livro para todos. Beijos

    Face: Lays Snaps
    Email: lays_snaps@hotmail.com
    Pagina no Face : https://www.facebook.com/diasdesangueeestrelas

    ResponderExcluir
  3. Que legal, adorei o cabelo da sua filha, ficou lindo! Ainda não li o primeiro livro dessa série, mas vou ler em breve, parece ser muito boa!
    beijos ♥
    quemprecisadetvparaverbeyonce.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Tenho "Feita de Fumaça e Osso" aqui, mas ainda não li. Ouvi falar super bem dele, mas ainda não tive 'aquela' vontade de ler.
    Adorei a resenha!

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Bom eu ainda não li "Feita de Fumaça e Osso", mas pelo que venho lendo essa serie promete muito e sua resenha só me deu mais vontade de lê-la *-*

    Meu Mundo, Meu Estilo

    ResponderExcluir

Deixe seu Comentário!