Resenha: #Delírio - Maya Banks - LeyToras

quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

DELÍRIO
MAYA BANKS
I.S.B.N.: 9788580448054

Sinopse: Jace, Ash e Gabe: três dos homens mais ricos e poderosos do país. Eles estão acostumados a conseguir tudo o que querem. Absolutamente tudo. O desejo de Jace é possuir uma mulher cujos encantos o pegaram completamente de surpresa.Jace Crestwell, Ash McIntyre e Gabe Hamilton são melhores amigos e bem-sucedidos sócios há anos. Eles são poderosos, são imponentes, são irresistivelmente sexy, e Jace e Ash dividem tudo – inclusive suas mulheres.Quando eles conhecem Bethany, Jace começa a experimentar sentimentos que nunca havia conhecido antes: ciúme e uma poderosa obsessão que o ameaça, o sufoca – e o excita além de seu controle.Jace não divide Bethany – com ninguém. Ele está determinado a ser o único homem em sua vida e esse sentimento está prejudicando sua longa amizade com Ash. Bethany deveria ser sua e somente sua. Mesmo que isso signifique virar as costas para seu melhor amigo.


Um livro intenso, delirantemente picante do início ao fim.
Jace Crestwell é um rico empresário do ramo hoteleiro, juntamente com seus sócios Ash McIntyre e Gabe Hamilton tem o mundo a seus pés.

Acostumado ao luxo e ao sexo sem compromisso, Jace e Ash partilham muito mais do que uma amizade duradoura. Ambos são parceiros de negócios, melhores amigos e praticantes de sexo muito depravado compartilhando na maioria das vezes a mesma mulher.

As orgias sexuais de Jace juntamente com seu melhor amigo Ash já não são mais segredo para ninguém, nem mesmo para Mia sua adorada irmã. Após o noivado dela com Gabe, Jace sente que lhe falta algo, mas até então, nada que um novo e intenso encontro sexual não resolva, até que seus olhos cruzam com a moça que recolhe os pratos durante a festa do noivado.

Delírio é um livro muito sexy e envolvente. Maya consegue com certeza cativar o público feminino com as cenas hots muito bem escritas e realistas (nossa, até sobre um calor durante a leitura...hehehehe), assim como a construção de personagens muito bem equilibrados.

E por falar em equilíbrio, neste livro somos apresentados à Bethany. Linda, frágil e completamente submissa. Ela necessita de cuidados, ela quer ser cuidada, ao menos uma vez na vida e é assim que ela vai parar na cama com Jace e Ash após a festa.

Bethy é uma moça simples, está acostumada a passar fome e necessidade. Está sempre correndo atrás da próxima refeição. Como um sem teto, tudo é incerto. Ela vive um dia de cada vez tentando guardar o máximo para sobreviver ao próximo. Assim, a proposta de uma cama quente acompanhada de um jantar grátis e dois belos homens de brinde, pareceu apenas irresistível.

Bethany é frágil, delicada, sabe o que é não ter ninguém por ela e a necessidade de ser querida, ser cuidada, de não ter o básico e precisar se preocupar em como vai comer, onde vai dormir, o que será dela durante a próxima noite fria em Nova York.

Jace é lindo, forte, um predador sexual. Embora sua riqueza venha de seu trabalho, ele sabe o que é bom e o que a vida pode proporcionar para aqueles que tem condições e sabem vivê-la bem. Ele é um macho alfa em toda a sua glória.

Gostei muito de como Maya Banks conseguiu dosar o choque cultural e econômico entre os dois. Como com muita delicadeza e sensibilidade ela consegue nos fazer mergulhar nas mazelas de Bethany, sua pobreza, fragilidade e luta pela sobrevivência, juntamente com o fantasma dos vícios vencidos e Jace em toda a sua dureza e dominação de predador.
Em alguns momentos Jace é quase um neandertal, onde sua vontade e dominação devem prevalecer sobre sua presa...ou neste caso sua mulher.
Ela o agarrou contra si, não querendo que mínimos centímetros os separassem. Se controlou enquanto ele se balançava para dentro dela, mais profundo, mais duro, penetrando sua alma.Avassalador? Definitivamente. Tudo sobre Jace sacodia os alicerces da sua existência. Ele mudou sua vida em uma questão de horas e ainda assim ele não entrou em pânico. Talvez devesse. Estava de volta à sua cama - apenas poucas horas depois de reencontrá-lo - e ainda assim não se sentia errada. Não parecia banal. E não era isso que importava?
Tenho que confessar que para mim a leitura acabou despertando diversos sentimento conflituosos, tipo:
1 - sou uma feminista de carteirinha, tanto que sou o homem da casa e sempre fui, mesmo casada nunca me deixei levar pela opinião masculina. Sempre fui a provedora e chefe da casa. Tenho personalidade forte e nunca admiti ser submissa à ninguém e realmente acabei ficando muito pu... com alguma atitudes de Jace e principalmente com a necessidade de Bethany de se submeter à ele, não conseguiria dizer "Amém" do jeito que ela fez em diversos momentos e muito menos me sentir bem ao me sentir como "propriedade" de alguém.

2 -  em compensação o meu lado mulherzinha se identificou muito com a necessidade de cuidados da Bethany. Não adianta, no fundo, por mais forte que seja, toda a mulher quer ser amada e cuidada e isso o nosso Jace faz lindamente, mesmo com todo o seu machismo uga..uga em alguns momentos...hehehehe.

A amizade entre Jace e Ash mesmo balançada após o aparecimento de Bethany, ainda acaba se transformando no pilar central para dar a força e a serenidade necessários durante os momentos mais turbulentos enfrentados por Jace.

Narrado em 3ª pessoa este livro nos deixa ávidos e com água na boca a cada nova página virada. Jace é deliciosamente sacana e protetor pesando perfeitamente sobre a fragilidade de Bethany e mesmo com todos os altos e baixos de um novo e conturbado relacionamento, a temperatura entre eles nunca arrefece tornando Delírio uma ótima pedida para os fãs de Maya Banks e de um bom romance apimentado com deliciosas cenas de sexo de perder o fôlego.

E agora que venha Ash para tacar FOGO  na mulherada!! #VemAsh

12 comentários

  1. Eu acho as capas desta trilogia lindas demais, mas depois de 50 Tons, não consigo mais ler nada com mulheres submissas.... não que eu não tenha gostado de 50 Tons, gostei, mas como vc, tbm não consigo aceitar essa submissão toda.... acho patético demais.

    Enfim, adorei sua resenha! Bjo bjo^^

    ResponderExcluir
  2. Oi Sche,
    Algumas atitudes de Jace me incomodaram um pouco, mas ao mesmo tempo pensei, quem não gosta de ser cuidada?
    Em algumas partes achei Bethany um porre, mas fazer o que né? Até cheguei me perguntar o que Jace viu nela, talvez o instinto protetor dele tenha falado mais alto, afinal ele cuidou a vida toda de Mia.
    Quero ler logo FOGO, meu querido Ash já está comprado e me esperando em casa...kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    Bjussss
    Katielle

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu tive muita vontade de socar a Bethany em diversos momentos, mas na boa, com um homem lindo, rico e sobre tudo avassalador entre os lençóis eu até suportaria todo o controle de ferro do Jace...mas não sei por quanto tempo. Embora o meu lado mulherzinha também queira ser cuidada...duvido muito que eu conseguiria me deixar ser controlada deste jeito!! Mas acho que o Ash é mais o meu perfil... #safadinho! hehehehehe também não vejo a hora de ler FOGO!

      Excluir
  3. Gostei um pouco da estoria, gosto de livros hot bem escritos e esse parece ser um, mas uma coisa que me incomoda bastante no gênero é que a maioria das vezes temos uma mulher submissa que acaba a aceitar tudo e isso me incomoda um pouco, mas bem quem sabe eu não leia essa serie =)

    ResponderExcluir
  4. Eu gosto muito desse gênero , é um de meus queridinhos , amo livros assim ,e esse eu não conhecia , mas irei ler futuramente ^^

    ResponderExcluir
  5. Apesar da história toda ser bacana (para várias pessoas) e as capas serem maravilhosas, não é um tipo de leitura que eu goste de fazer, já passou a época de submissão.
    Beijocas ^^

    ResponderExcluir
  6. Esse livro simplismente não me chamou atenção! não sei porque mas não lerei ele!

    ResponderExcluir
  7. Lembro que quando lançou o primeiro livro nem prestei atenção, somente agora prestei atenção neste livro que é o segundo, e o que posso dizer é que você me incentivou a procurar o livro. Acho que vou me irritar um pouco com a Bet mais eu quero ver como é a história. Obrigada pela resenha.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Não gosto muito desse gênero erótico , anda meio clichê ultimamente , e apesar da sinopse me chamar um pouco a atenção , infelizmente, não vai me fazer ler esse livro.. Talvez um dia , né? u.u
    E-mail: juliamariamoraes2013@gmail.com
    Nome de seguidor: Julia Moraes

    ResponderExcluir
  9. Apesar de gostar de livros hot, não sei se a leitura deste me agradaria.
    Gosto quando o autor utiliza o sexo como um complemento para o amor do casal protagonista ou faz dali surgir um amor. Tudo bem que este segundo elemento faz parte desta trama, mas no meio disto tudo temos outra pessoa, o que a meu ver deixa o enredo mais vulgar.
    Nada contra este tipo de fetiche ou algo parecido, apenas a leitura não me agradaria por este elemento, já que eu desdenho sexo com mais de dois participantes.

    ResponderExcluir
  10. Nossa o.O particularmente não é o tipo de historia que eu goste mas gostei da resenha e gostei das capas tbm .
    Nome de Seguidor: Lays snaps
    Email: lays_snaps@hotmail.com

    ResponderExcluir
  11. Ah,... não sei se gostarei desta história por ter esta questão de orgia e dos dois personagens dividirem suas mulheres. Mas se por um acaso venha a ter a possibilidade de ler este livro, com certeza o lerei!!

    ResponderExcluir

Deixe seu Comentário!