RESENHA EM CASA PARA O NATAL - CALLY TAYLOR

segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014


Autor: Cally Taylor
Título Original: Home for Christmas
Tradutor: Bruna Hartstein
EAN: 9788528617436
Gênero: Chick Lit
Páginas: 350
Editora: Bertrand Brasil

Sinopse: Ela tem a vida quase perfeita. Seu único desgosto é nunca ter ouvido as três palavras mágicas: eu amo você.

Assim como em seu primeiro livro, O céu vai ter que esperar!, Cally Taylor, no divertido Em casa para o Natal, une com maestria romance e comédia, mas, desta vez, com uma diferença: na época mais especial do ano, o Natal. Quando lançado na Grã-Bretanha, fez enorme sucesso, figurando nas principais listas de mais vendidos. 

Beth Prince sempre adorou contos de fadas e acredita que está prestes a viver um final feliz: tem o emprego dos sonhos em um charmoso cinema independente e um namorado maravilhoso chamado Aiden. Ela faz parte de um grupo privilegiado de pessoas que trabalha com o que ama, e o entusiasmo pelos filmes intensifica a busca por seu próprio “felizes para sempre”.

Só há um problema: nenhum homem jamais declarou seu amor por ela. E, apesar de acreditar que Aiden é o príncipe encantado, a protagonista desconfia de que ele tem medo de dizer “eu amo você”. Desesperada para escutar essas palavras mágicas pela primeira vez, ela resolve assumir as rédeas do destino — e acaba se arrependendo.

Com Em casa para o Natal, Cally Taylor brinda o leitor com uma deliciosa comédia romântica que tem como pano de fundo o espetacular universo do cinema e os tempos festivos do Natal.

“Um lindo conto de fadas sobre a busca por amor.” (The Guardian)

“Uma história deliciosa, que se desenrola com energia e humor.” (Easy Living Magazine)

“Uma narrativa inteligente e animada, com personagens engraçados e comoventes. Em casa para o Natal é excelente para ser lido tanto no Natal quanto em qualquer época do ano.” (Vulpes Libris)



Os meus gostos literários são variados, mas tem alguns que realmente tenho dificuldade de leitura, e um deles é do gênero chicklit, aquele gênero que a mulher é protagonista, e a narrativa fica em volta de problemas tanto da vida profissional ou sentimental, sempre com um certo bom humor, e não curto muito o gênero porque apesar de dizer que retrata a mulher moderna e seus problemas, mas minha visão, a personagem feminina as vezes é carregada demais na futilidade, claro não são todos, e por não gostar do gênero sou a pessoa menos indicada para criticá-lo por falta de conhecimento de todos os livros.

E a prova que não são todos, que o livro da resenha de hoje, Em Casa para o Natal um chicklit, me conquistou totalmente, e esse especificamente acho que foi devido a escrita e o desenvolvimento da narrativa pela autora Cally Taylor.

A narrativa do livro é passada em um cidade pequena na Inglaterra, onde Beth Prince é um jovem mulher apaixonada por cinema, especialmente comédias românticas, e por isso trabalha no cinema, Picturebox na cidade, no qual ama, mesmo que o cinema esteja caindo aos pedaços devido a problemas financeiros.


Beth sofre um dilema que todos os seus namorados nunca disseram para ela as três palavrinhas mágicas "Eu te amo",  ela realmente não sabe o que acontece, e quando decide confessar os seus sentimentos os homens saem correndo, e ela está nesse dilema com seu atual namorado Aiden que na noite de Halloween irá declarar seus sentimentos para ela, com sua fantasia sexy de abóbora... será que irá dar certo??? Óbvio que... não...


Até o momento da confissão dos seus sentimentos, vemos que Beth tem um pequeno problema, ela se relaciona com homens errados, e temos diversos exemplos narrados pela própria de seus namorados do passado e seus momentos frustrados, nem a primeira vez de Beth foi algo consciente...


Até que em meio suas reflexos, e em um momento constrangedor, que são na realidade várias situações que Beth fica encrencada, várias cenas lembrou a personagem Bridget Jones, quem mesmo sem querer se colocava em situações ridiculamente de risco.


Em uma dessas situações ela conhece Matt Jones, um dos gerentes de uma rede de cinema, Apollo que tem o interesse de comprar o cinema no qual Beth trabalha, Matt é um jovem atraente que também está com problemas na sua vida amorosa, sua ex-namorada, Alice, o persegue em toda a parte, pois não aceita o fim do namoro.


E esse foi um dos pontos que me conquistou no livro, a narração dos dois personagens separadas, intercala um capítulo todo do Matt, e outro todo da Beth. Saiu um pouco do padrão, até onde meu ínfimo conhecimento de chicklit permite, das narrações serem centralizadas apenas no personagem feminino.


Matt além dos problemas amorosos está passando por uma situação delicada familiar, seu único parente podemos dizer vivo, já que a mãe praticamente o abandonou para ser criados pelos avós, e o avô não está tão bem de saúde e isso gera mais um aflição a Matt. Unindo-se a isso a pressão profissional que sua chefe carinhosamente apelidada de "Esmagadora de Bolas" impõe a Matt para ele chegar negócio com o cinema Picturebox afim de destruí-lo e construir outro com modelo padrão da Apollo.


Beth com suas ideias mirabolantes quer uma mudança, depois da declaração vestida de abóbora não deu certo, ela acha que o problema é com a aparência, mas na realidade é questão de atitude, mas Beth com apoio de sua amiga, Lizzie,  podemos usar a expressão "mais louca que a loucura" tenta se repaginar, mas tudo na vida de Beth Price não dá certo... além da aparência ela apronta um escândalo em um festa, mas talvez a vida amorosa de Beth tenha um solução...


Enquanto isso Matt vai cometer  tentar uma reaproximação com a ex namorada, tentar dar uma chance ao relacionamento, já que ele acha que o problema pode ser com ele, mas também não dá certo... e se torna um desastre... porém a ex-namorada não irá deixa-lo tão cedo em paz.

E devido todos esses desastres na vida romântica de ambos, eles se encontrar, e acabam se conhecendo melhor, principalmente depois de um final de semana para seleção de gerente do novo cinema, onde Beth obviamente passa por uma situação ridícula, porém Matt terá que enfrentar um dos seus maiores medos.


Não que seja um ponto negativo, apenas como uma leitora que adora romances poderia ter sido melhor o desenvolvimento de sentimentos do casal, apesar da  união dos dois foi na base do apoio e conforto que precisavam para enfrentar alguns problemas, mas acho que a autora poderia explorar melhor, são personagens extremamente cativantes entre dramas e atrapalhadas, mas para dar uma emoção maior ao leitor na hora da leitura.


E depois de uma comédia de erros, Matt não compreender uma situação, e ao mesmo tempo o final de semana foi maravilhoso para relação, mas pra Beth um desastre profissional, ela tem que ir para Austrália com a mãe, e no momento que o Matt percebe seu erro, talvez não dê tempo de impedir Beth de ir para o "país dos Cangurus".


Concluindo...

Cally Taylor me conquistou pela narrativa muito bem humorada, personagens divertidos, cenas bastante criativas com frases inteligentes.

Gostei dessa dupla narrativa, de um personagem masculino em um chicklit, até o momento não tinha lido nenhum que tivesse esse estilo.

Realmente diverti demais na leitura, um conselho não leiam o livro em locais públicos e você não quer passar vergonha devido as gargalhadas.

Quero agradecer imensamente a Bertrand por me proporcionar ampliar meus gostos literários e conhecer essa autora maravilhosa que é Cally Taylor.


Clique aqui e siga a editora! Clique aqui e curta a editora! Confira o site da editora Clique aqui e confira o site da autora! Clique aqui e adicione na sua estante! Clique aqui adicione na sua estante! Sem resenha! Clique aqui e confira a resenha!

11 comentários

  1. Oi Pá!
    Eu estou com o livro em casa, mas não achei que iria gostar da leitura.
    Mas fiquei interessante devido a esses detalhes que citou \o/
    Agora vou ler, rs.
    Bjks!

    ResponderExcluir
  2. Gostei da resenha Pati. Eu amo chick-lits e saber que Em Casa para o Natal é bem humorado e conta com personagens cativantes, só me deixaram ainda mais animada para lê-lo, E sua recomendação, claro, foi a cereja do bolo. Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  3. Adorei a escolha dos atores , gosto demais desse ator , e essa atriz é linda rs
    Eu não conhecia esse livro , vi uma vez um sorteio dele em um blog , mas não me interessei , eu ainda não li nenhum chick-lit , não sei dizer se eu iria gostar .

    ResponderExcluir
  4. Tbm não sou fã do gênero. Acho que nunca li um que me fizesse gostar.... mas adorei sua resenha e fiquei curiosa com os quotes!
    Vou colocá-lo na minha listinha de desejados... vai que... rsrsrsrsrrs

    bjo bjo^^

    ResponderExcluir
  5. Também não sou grande fã de Chick-lit, mas tenho lido algumas que tem me agradado e feito eu desejar conhecer mais obras do gênero.
    Este livro parece ser divertidíssimo e o melhor, com boas doses de romance.
    Talvez um dia ele chegue a vir parar na minha estante, mas não é um livro pelo qual fiquei morrendo de amores.

    ResponderExcluir
  6. Anotado a dica sobre locais públicos rsrs, o livro parece ser muito divertido e envolvente. Gosto de chick lit e esse já entrou para minha lista (gigantesca de leitura).
    Beijocas ^^

    ResponderExcluir
  7. Eu ando gostando desse gênero chick-lit , a sua resenha me conquistou rs quero muito ler esse livro *-* Aposto que quando eu começar a ler , mal vou conseguir parar!
    E-mail: juliamariamoraes2013@gmail.com
    Nome de seguidor: Julia Moraes

    ResponderExcluir
  8. Também não sou muito de ler livros desse gênero, e me surpreendi em saber que a narrativa também é de um personagem masculino. Pode ter certeza que esse livro já esta anotado na minha lista, é sempre bom ler livros que nos fazem rir e pelo que pude observaram a protagonista se mete em cada uma. rsrs

    ResponderExcluir
  9. Ameiii a resenha ,vou adicionar na minha lista de compras gostei da capa tbm , não conhecia esta autora tbm mas o livro parecer ser muito bom.
    Nome de Seguidor: Lays snaps
    Email: lays_snaps@hotmail.com

    ResponderExcluir
  10. Sabe, gosto muito de chicklits, mas a autora deve saber trabalhar bem a estória.... Gostei da sua resenha do livro, mas não sei porque fiquei um pouco confusa com a estória... irei reler para ver se entendo melhor!!
    Bjs

    ResponderExcluir
  11. Thank you so much for your lovely review. I'm delighted to let you know that this book (Home for Christmas in the UK) is being made into a movie! It's being filmed at the moment. If you'd like to see photos of the shoot do please join the Facebook group http://www.facebook.com/homeforchristmasfilm

    ResponderExcluir

Deixe seu Comentário!