E depois que o mundo acabou? Embarque na Distopia #SemanaSILO @intrinseca

quarta-feira, 9 de abril de 2014

Será que alguém havia decidido que a verdade era pior do que perder o poder, ou o controle? Ou seria algo mais profundo e sinistro?



Mas você sabe o que é Distopia?
Distopia ou antiutopia é o pensamento, a filosofia ou o processo discursivo baseado numa ficção cujo valor representa a antítese da utopia ou promove a vivência em uma "utopia negativa". As distopias são geralmente caracterizadas pelo totalitarismo, autoritarismo, por opressivo controle da sociedade. Nelas, caem as cortinas, e a sociedade mostra-se corruptível; as normas criadas para o bem comum mostram-se flexíveis. A tecnologia é usada como ferramenta de controle, seja do Estado, seja de instituições ou mesmo de corporações.
Distopias são frequentemente criadas como avisos ou como sátiras, mostrando as atuais convenções sociais e limites extrapolados ao máximo. Nesse aspecto, diferem fundamentalmente do conceito de utopia, pois as utopias são sistemas sociais idealizados e não têm raízes na nossa sociedade atual, figurando em outra época ou tempo ou após uma grande descontinuidade histórica.
Fonte: Wickipédia



SILO é uma comunidade de pessoas que vivem em um bunker de 15o andares enterrado, quando uma pessoa comete um crime ou pede para sair, imediatamente é enviado ao mundo externo para a limpeza das câmeras que fornecem o único contato com o mundo externo. 

Confinados em vários andares subterrâneos, a cafeteria é o nível mais próximo da superfície, onde os governantes mantém uma grande tela com vista sobre as colinas desoladas de um mundo que se tornou tóxico. Esta tela tem a intenção de lembrar às pessoas do SILO que a superfície é prejudicial e inabitável.
Regularmente uma pessoa é enviada para limpeza, que envolve lavar as câmaras exteriores de modo que os dados de imagem no refeitório permaneçam fiéis ao ambiente externo e o lembrete vivo para seus habitantes.
Mas até quando um ambiente tão restrito como o SILO poderia conter a real natureza humana?
Assim como em outras Distopias, os leitores são brindados com uma série e "por quês?" refletindo sobre o passado da humanidade, o estado atual e o que nos reserva para o futuro.
Assim como em Puros também da editora Intrínseca, temos um ambiente muito restrito e controlado em que a vida utópica dentro do SILO ou do Domo em algum momento inevitavelmente passa a ser questionada e investigada.
É da natureza humana o "inconformismo natural", foi assim que evoluímos em tecnologia e leis trabalhistas por exemplo. Saímos da ditadura para a democracia e continuamos as reivindicações e o desafio constantes dos "status quo" e a distopias vem como uma ferramenta poderosa para instigar aos leitores a exercitar este pensamento muitas vezes.
A necessidade de controle de ferro para manter a "utopia" viva por parte dos governos, assim como o uso da tecnologia como fator restritivo e punitivo para os divergentes de opinião são a espinha dorsal para este gênero literário que angaria milhões de fãs a cada ano para as livrarias e agora mais recentemente para os cinemas.
Todas as hipóteses são possíveis e profundamente factíveis. E em determinados romances, assim como em SILO, vários destes fatores já são evidenciados hoje em nossa sociedade, seja por algumas formas de governo, pela manipulação da mídia, da opinião pública e da tecnologia nos remete a refletir.
Será que o mundo em que estamos hoje, não seria uma Distopia???

Vale a pena viver sem ter esperança de mudança???
Compartilhe conosco sua opinião sobre os Distópicos, um dos gêneros literários em alta no momento.

Queremos ouvir a sua opinião!


Valendo o sorteio de 2 MEGA KITs INTRÍNSECA - Contendo: 1 camiseta + 2 modelos de bottons + adesivo - Que tal????


  • O sorteio será realizado entre os comentaristas deste post da #SemanaSILO;
  • O sorteio será realizado através do random.org seguindo a ordem dos comentários publicados na postagem;
  • Serão levados em consideração apenas comentários válidos que expressem a opinião do leitor sobre o assunto;
  • Promoção válida somente para pessoas residentes no Brasil.
  • Promoção válida de 09 a 13/04/2014 - sendo o sorteio realizado no dia 14/04/2014;

16 comentários


  1. Será que o mundo em que estamos hoje, não seria uma Distopia???
    Ainda nao, mais estamos muito proximos de considerar esta epoca distopica.

    O que faremos quando o mundo que conhecemos acabar???
    Infelismeste nao podemos fazer nada, pois o momento é agora, mais trade nao sera possivel resolver nada.

    Vale a pena viver sem ter esperança de mudança???
    Sim, pois a esperanca e a ultima que morre.

    ResponderExcluir
  2. Vivemos sim em uma distopia, claro mascarada para que sejamos guiados e controlados, esse gênero narra exatamente isso, acredito que é um meio de tentar nos alertar do que pode e está acontecendo em várias partes do mundo.
    Por isso é necessário ter ação, mistério e morte, podemos ver o quanto a tecnologia avança e o mundo está sempre em perigo, é uma história que nos mostra a verdade acima de tudo e quando está é escondida todos sofrem, que a vida não é um conto de fadas, logo temos que nos rebelar contra as injustiças, o autoritarismo, lutar pela nossa liberdade (que aos poucos nos é tirada), acredito que tudo tem uma solução, a mudança depende única e exclusivamente de nós desde que estejemos dispostos a pagar o preço.

    ResponderExcluir
  3. Necessito deste livro. O tema que ele aborda é totalmente a minha cara. Espero que eu consiga <3

    decaranasletras.blogspot.com
    sergiohenj@gmail.com

    ResponderExcluir
  4. Olha eu nunca tinha parado para pensar se estamos vivendo em uma distopia, sempre fico chocada com os livros que leio, quando encontro o mundo em um verdadeiro caos, mas analisando sua pergunta, não estamos também perto do caos, olha aqui em SP onde moro, as represas por mais que chova, não enchem, o racionamento é quase realidade, ou seja, um mundo sem água é algo que não parece tão longe, imagina, uns terem outros não, o primeiro passo para uma nova ordem. Bjos!

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. Estou muito curiosa pra ler esse livro, nossa gosto muito de distopias e essa é muito do meu gosto de leitura.
    Gostei da foto de como seria um "Silo".

    ResponderExcluir
  7. Eu não curto muito o gênero distopia, mas já tive a oportunidade de ler boas histórias deste gênero.
    Fiquei curiosa em relação a maneira que o autor vai desenvolver esta história.
    Eu não acho que vivemos uma distopia. Acho que vivemos uma realidade absurda e que temos que ter a coragem de mudar as coisas para que possamos ter a chance de um futuro melhor.
    Lia Christo
    www.docesletras.com.br

    ResponderExcluir
  8. Eu não leio muitos livros de distopias, não tenho muito para comentar, estou querendo entrar nesse mundo de distopias e sair um pouco dos de romances fofinhos. E Silo é um dos livros de distopia que mais me deixou interessada, estou morrendo de vontade de ler, parece ser tão bom esse livro <3 Beijos :*

    Larissa - Srtabookaholic.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. O mundo que vivemos hoje não é distopia, é apenas o que fizemos dele com nossas escolhas. Quando esse mundo que conhecemos acabar, acabou. Vamos apenas nos adaptar no novo e quem não se adaptar já era. Estamos vivendo até hoje na Terra né, e em vários momentos teve aqueles momentos que não tinha momento sem esperança de mundança. Só se a Terra ficar em mil pedacinhos não vai ter mudanças.
    Ainda não achei nenhuma série distópica que me consquistasse, começam bem, ficam regulares e tem final de merda.

    Espiral dos Sonhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Erica sua sumida!!! Nunca mais tinha dado as caras por aqui!! #saudades

      Excluir
  10. Eu adoro distopias, algumas nos levam mesmo a pensar que talvez, um dia, o mundo termine daquele jeito, outras no entanto, só servem mesmo para divertir.
    Do pouco que li sobre Silos, creio que o livro retrata um pouco do momento que estamos vivendo... não que em breve teremos que vier em silos, mas como a Natureza anda tão "destrutiva", creio que algo assim possa acontecer!

    Estou adorando os posts sobre o livro, parabéns!

    rockanapcm1@gmail.com

    bjo bjo^^

    ResponderExcluir
  11. Eu acho incríveis Distopias, pena que só vi esse post hoje e não pude participar do sorteio :(
    To morrendo de vontade de ler esse livro ele será o proximo que eu vou comprar com certeza <3

    ResponderExcluir
  12. Adorei a resenha! Mas eu tenho sérios problemas com distopias! Não sei porque, mas só consigo curtir distopias em filmes, livros é um pouco complicado! Salvo raras exceções! Se surgir oportunidade tentarei ler esse. Vai que me prenda!

    ResponderExcluir
  13. Estou louca querendo esse livro. E achei INCRÍVEL esse desenha da casa subterrânea, também quero uma hahaha. Pena que também perdi o sorteio mas já estou participando de outro aqui no blog.

    ResponderExcluir
  14. Nós já estamos entrado numa distopia. Daqui a alguns anos vai acontecer o que o autor escreve em O Silo, estão destruindo o nosso mundo, estamos sendo oprimidos pelos bandidos (e estou falando também de deputados), cada vez mais o nosso país está morrendo. Não vai ter lugar para a gente viver se o mundo continuar assim.

    ResponderExcluir
  15. Oi, nossa essa pergunta é difícil, eu ainda não me aventurei nesse gênero, não sei exatamente como ele funciona hehehe mas o mundo de Silo é uma coisa impressionante, e realmente agora ficou a pergunta na minha cabeça, será que o mundo em que vivemos é uma distopia?
    Beijos!!!

    ResponderExcluir

Deixe seu Comentário!