Estante @intrinseca - Confira os Lançamentos de Maio

sábado, 10 de maio de 2014

Estante - Maio
A verdade sobre o caso Hrry Quebert, de Joël Dicker
Em 1975, na pequena cidade de Aurora, em New Hampshire, Nola Kellergan, de quinze anos, é vista pela última vez sendo perseguida na floresta e nunca mais é encontrada. Trinta e três anos depois, Marcus Goldman, jovem escritor de sucesso, vai a Aurora encontrar seu amigo e professor, o respeitado romancista Harry Quebert, na esperança de conseguir superar um bloqueio criativo. Durante esse tempo, ele descobre que seu mentor teve um caso com a adolescente.
Depois de descobrirem o cadáver da garota em seu jardim, Harry é preso, acusado de ter cometido assassinato. Marcus precisa correr contra o tempo para inocentar o amigo, descobrir quem matou Nola Kellergan e escrever um romance bem-sucedido.

Briga de cachorro grande, de Fred Vogelstein
No começo dos anos 2000, quando o envio de mensagens pelo celular ainda era novidade, dezenas de empresas disputavam o mercado de dispositivos móveis. Hoje, apesar da variedade de smartphones, tablets e aplicativos, dois nomes dominam a cena: Apple e Google – que agora ameaçam eliminar uma à outra. Na era de Androids e iPhones, as duas companhias estão em confronto não só no mercado, mas também nos tribunais e nas telas de todo o mundo. O jornalista Fred Vogelstein acompanhou essa rivalidade desde o começo e, em Briga de cachorro grande, revela os bastidores desta batalha corporativa repleta de amizades desfeitas, traições e trapaças na qual o futuro da informação e da mídia está em jogo.
Escola de equitação para moças, de Anton DiSclafani 
Romance de estreia da americana Anton DiSclafani, Escola de equitação para moças  narra a juventude de Thea Atwel que foi mandada aos 15 anos para uma escola interna para menina. Situada nas montanhas Blue Ridge, na Carolina do Norte, o lugar é bem diferente da infância idílica que Thea levava com o irmão na fazenda da família — um mundo agora parcialmente arruinado. Inserida em um novo e complicado ambiente social, em que jovens são julgadas com base no dinheiro da família, na linhagem e na aparência, Thea luta contra sentimentos avassaladores de culpa e saudade de casa ao mesmo tempo em que tenta se encaixar na nova realidade.

Orange Is the New Black, de Piper Kerman
Com um bom emprego e prestes a se casar, Piper Kerman recebe uma visita inesperada: a polícia, que a intima a responder pelo crime de envolvimento com o tráfico internacional de drogas. O pior é que as acusações têm fundamento. Anos atrás, Piper teve um caso com uma traficante glamorosa que a convenceu a levar uma maleta de dinheiro sujo para a Europa. Sua aventura pelo submundo do crime termina por condená-la a quinze meses de detenção num presídio no meio do nada – longe dos amigos, da família e de tudo o que ela conhecia. Conheça a história real que inspirou o seriado Orange Is The New Black.

Tempos extremos, de Miriam Leitão
A centenária fazenda, o vale onde eram lançados os negros que chegavam ao cais do porto do Rio de Janeiro à beira da morte, após a travessia do Atlântico, e as celas das prisões arbitrárias promovidas pela ditadura dialogam entre si quase como personagens, na busca por verdades escondidas. O fio condutor é Larissa, que aos 38 anos ainda não conseguiu se estabelecer profissionalmente. Ela trabalhou em redações de jornal por um tempo, mas desistiu da dura competição para se dedicar à vida acadêmica no curso de História. Durante um fim de semana convocado pela sua avó e matriarca Maria José, Larissa persegue sombras e segredos que são revelados à medida que ela se entrega às forças desconhecidas. No entremeio, as relações tormentosas entre os irmãos Alice e Hélio, que viveram intensamente a ditadura – Alice foi presa política e Hélio era militar de carreira. Ambos tecem uma trama densa e ousada que revisita passados que o Brasil tem preferido deixar acobertados pelo silêncio. Em outro tempo há o drama vivido pelos escravos que pertenceram à fazenda e que impregnaram a história do lugar com as suas lutas pela liberdade.

Réquiem, de Lauren Oliver
No último livro da trilogia Delírio, o número de Inválidos cresce a cada dia, e o conflito final se aproxima. Lena agora está do lado deles, mas não são apenas os ataques dos Reguladores que ela precisa enfrentar. O retorno de Alex, que ela julgava estar morto, estremece sua relação com Julian. Do outro lado do muro, Hana se submete à intervenção obrigatória que deveria curá-la do amor. Mesmo assim ela passa a questionar sua vida e o pareamento com o futuro prefeito de Portland.
Alternando entre o ponto de vista de Lena e o de Hana, Lauren Oliver mostra que a revolução é um caminho sem volta, assim como a liberdade.

A Grande Caçada, de Robert Jordan
No segundo volume da série A Roda do Tempo, o protagonista Rand al’Thor e seus companheiros, Mat e Perrin, partem ao resgate da Trombeta de Valere. Segundo lendas, o artefato tem o poder de reviver heróis temporariamente, e eles podem ser de grande ajuda no combate às forças do Tenebroso. No entanto, há algo que Rand teme ainda mais do que a antítese do Criador: ele sabe que está condenado à loucura e à morte e se pergunta se conseguirá ajudar seus amigos antes que isso aconteça ou se será ele próprio o responsável por destruí-los.
Ao mesmo tempo, Egwene e Nynaeve treinam para fazer parte da ordem de mulheres que podem manipular o poder que gira a Roda do Tempo, conhecidas como Aes Sedai. 

O menino de vestido, de David Walliams
A vida de Dennis não é nenhum mar de rosas: ele foi abandonado pela mãe, não se entende com o irmão, o pai está deprimido e, para piorar, há uma regra em casa que proíbe abraços. Só duas coisas o fazem feliz: jogar futebol e olhar vestidos bonitos. Ele é o atacante do time do colégio e adora a revista Vogue. Durante uma detenção, Dennis conhece Lisa, a menina mais bonita da escola e que também se interessa por moda. Os dois se tornam amigos e passam a se encontrar na casa dela. Até que um dia ela o convence a pôr um vestido e ir à aula fingindo ser uma aluna de intercâmbio. É nesse momento que a vida chata e comum de Dennis se transforma em algo extraordinário.
Como treinar o seu dragão, de Cressida Cowell
Soluço Spantosicus Strondus III foi o mais grandioso Herói já visto em todo o território Viking. Notável esgrimista e encantador de dragões, ele era bravo, impetuoso e muitíssimo inteligente. Mas nem sempre foi assim…
Esse livro contém as memórias da época em que Soluço era apenas um garoto normal. Muito normal. Na verdade, nem um pouco heroico. Ele precisava desesperadamente capturar e treinar um dragão para passar no Programa de Iniciação em Dragões, e tinha que ser o animal mais impressionante de todos. Mas tudo o que conseguiu foi uma criaturinha pequena e banguela, nada ameaçadora. Foi então que seu destino de Herói começou a ser traçado.
A culpa é das estrelas, de John Green
Hazel foi diagnosticada com câncer aos treze anos e agora, aos dezesseis, sobrevive graças a uma droga revolucionária que detém a metástase em seus pulmões. Ela sabe que sua doença é terminal e passa os dias vendo tevê e lendo Uma aflição imperial, livro cujo autor deixou muitas perguntas sem resposta. Essa era sua rotina até ela conhecer Augustus Waters, um jovem de dezessete anos que perdeu uma perna devido a um osteosarcoma, em um Grupo de Apoio a Crianças com Câncer. Como Hazel, Gus é inteligente, tem senso de humor e gosta de ironizar os clichês do mundo do câncer – a principal arma dos dois para enfrentar a doença que lentamente drena a vida das pessoas. Com a ajuda de uma instituição que se dedica a realizar o último desejo de crianças doentes, eles embarcam para Amsterdã para procurar Peter Van Houten, o autor de Uma aflição imperial, em busca das respostas que desejam.
Inspirador, corajoso, irreverente e brutal, A culpa é das estrelas é a obra mais ambiciosa e emocionante de John Green, sobre a alegria e a tragédia que é viver e amar.

4 comentários

  1. ótimos lançamentos, quero muito Réquiem.
    Bjs
    http://eternamente-princesa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Aiai.... quero ACEDE com a capa do filme e preciso terminar a série Delírio.... rsrsrsrrsrsrs mas, não se qdo vou realmente conseguir fazer isso... kkkkk

    bjo bo^^

    ResponderExcluir
  3. A Intrínseca sempre tem ótimos lançamentos :P

    ACEDE com a capa filme ficou muito lindo <3

    Quero ler Orange Is the New Black, conheci a história na turnê e amei *-*

    ResponderExcluir
  4. Aguardando ansiosa o lançamento de Orange Is the New Black e é claro a nova capa da culpa é das estrelas ^_^

    ResponderExcluir

Deixe seu Comentário!