RESENHA À ESPERA DE FRANKIE - MAEVE BINCHY

sexta-feira, 30 de maio de 2014


Título Original: Minding Frankie
Tradução: Michele MacCulloch
Gênero: Literatura Estrangeira
Editora: Bertrand Brasil
Número de páginas: 476 páginas
ISBN: 978-85-286-1899-0

Autora best-seller em todo o mundo está de volta com uma história cheia de alegria e esperança

Sinopse: Mesmo após seu falecimento em 2012, Maeve Binchy permanece, segundo milhões de leitores, como a maior escritora de romances familiares depois de Rosamunde Pilcher. Com todos os livros presentes nas principais listas de mais vendidos do mundo e com críticas positivas nos mais renomados veículos de comunicação, seu novo livro À espera de Frankie teve tiragem inicial de 150 mil exemplares nos Estados Unidos, e foi considerado, quando lançado, um dos melhores do mês pelo The Washington Post.

A mãe de Frankie está desesperada para encontrar alguém que cuide de sua filha, mas não tem muito tempo de vida. Noel não parece ser o mais promissor dos pais, mas, apesar de tudo, pode ser a maior esperança da menina. Lisa está pronta para abrir mão de tudo pelo homem que ama; mas será que ele vai retribuir seu amor? E Moira sabe o que é certo e tem o poder de mudar a vida de Frankie, porém também tem segredos a esconder.

À espera de Frankie é uma história sobre famílias não convencionais, relacionamentos que não são o que parecem e um bebê no centro da vida de todas as pessoas.

Uma das grandes qualidades de Maeve Binchy é introduzir novos personagens na história sem causar estranhamento, fato comum em romances com vários heróis. E, depois que eles estão inseridos na trama, os leitores dificilmente conseguem não se apegar, seja para o bem ou para o mal.

“Outra prazerosa e apaixonante leitura de Binchy. Cheia de emoção!” (Irish Times)

“Uma escritora com um dom extraordinário.” (The New York Times)

“Enfim, Maeve voltou, e no melhor da forma!” (The Times)



A parceria com Editora Bertrand me deu oportunidades de ampliar meus estilos literários, e também aprendi que não pode avaliar um livro pela capa, ou pela sinopse, e se tivesse avaliado pelos itens acima À Espera de Frankie, teria perdido o prazer da leitura.
- Sabe, Moira, os franceses, que são muito sábios em relação ao amor, cínicos, mas sábios, dizem: “Tem sempre um que beija e outro que dá o rosto para ser beijado.” Acho que é isso que temos aqui: Lisa beijando e Anton dando o rosto para ser beijado.
À Espera de Frankie nos passa a impressão de um livro melancólico ou dramático, mas Maeve Binchy consegue extrair de situações que poderiam serem de imensa tristeza em um texto sensível, emocionante, leve e divertido.

A história gira em torno do personagem Noel Lynch, teve uma juventude solitária, um pouco devido o ambiente em que vivia, não que os pais não o amavam, mas por serem tão religiosos e devotados,  e a pressão sobre Noel para seguir a vida religiosa, deixou Noel um jovem e futuramente um adulto bastante recluso e sem rumo.


Trabalhava num emprego que não gostava, e por certa frustração da sua vida o levou também a beber constantemente até que se tornou um alcoólatra. Ele estava com 30 anos e sem perspectiva de futuro, até que...

Emily, uma prima recém-chegada dos Estados Unidos, e devido seu temperamento confiante e otimista irá começar a mudar rotina familiar de Noel e inclusive ele, e também toda a cidade, podemos dizer que Emily é quase uma fada-madrinha dos personagens desse livro.

Porém a grande mudança de Noel, será com a notícia  que é pai, e que terá que criar o bebê sozinho, no caso a menina Frankie, e a partir desse momento ele irá tentar reestruturar sua vida, com muita ajuda de Emily, e também de toda a comunidade da cidade.


Noel sofrerá muitas mudanças radicais, no inicio que seria um teste de superação cuidar de Frankie, com o passar o tempo passa ser uma necessidade, essa ligação se torna forte, mas a assistente social Moira, não aceita que um alcoólatra em recuperação, além da variedades de pessoas que cuidam de Frankie quando Noel está trabalhando ou estudando, seja ideal para educação de Frankie, e sinceramente Moira torna-se o grande adversário de Noel pela guarda do bebê.
(...)
Nunca vou me esquecer do seu amigo Muttie Scarlet. São poucas as vezes na vida que cruzamos com uma pessoa genuinamente boa como ele. Uma pessoa sem nenhum disfarce. (...)

Paralelamente a história de Noel, a autora brilhantemente consegue desenvolver histórias dessas pessoas que interagem diretamente ou indiretamente com Noel... e mesmo com essa quantidade de personagens a leitura não fica poluída, pelo contrário, você gosta de saber das sobre cada um desses personagens, praticamente o livro tem vários protagonistas, um simples personagem tem sua própria narrativa, mas Maeve consegue um equilíbrio que não deixa o leitor confuso ou perdido durante a leitura.

A escrita da autora Maeve Binchy é tão prazerosa, que passa a sensação que a autora tivesse falando com você diretamente, apesar de ser na terceira pessoa, Maeve tem uma escrita intimista.


Algum tempo atrás comprei Coração e Alma e contradizendo o que citei no início da resenha, adquiri esse livro devido a capa e a sinopse, e por coincidência descobri através da resenha da Leninha do blog SempreRomântica, que esse livro tem alguns personagens que aparecem em Á Espera de Frankie e para minha surpresa, um desses personagens é um casal de médico que realmente fiquei curiosa em saber do começo da sua história.

Então com toda certeza minha próxima leitura será Coração e Alma da autora Maeve Binchy, já que somente esses dois livros foram lançados da autora, e ao mesmo tempo sinto uma nostalgia, pois Maeve faleceu em 2012 e com isso ficaremos órfãos das suas narrativas simples, emocionantes, sensíveis e divertidas. 


Maeve Binchy nasceu em Dublin e cursou a University College na mesma cidade. Após um período lecionando em escolas que só aceitavam meninas, ela foi trabalhar no Irish Times. Seu primeiro livro, Light a Penny Candle, foi lançando em 1982, e desde então ela escreveu mais de vinte livros, todos best-sellers. Vários foram adaptados para o cinema e para a televisão, e os mais famosos são Circle of Friends e Tara Road. Pela Bertrand Brasil, publicou o best-seller Coração e Alma. Recebeu o prêmio Lifetime Achievement da British Book Awards em 1999 e o Lifetime Achievement da RNA em 2010. Faleceu em 2012. Visite www.maevebinchy.com

4 comentários

  1. Sabia que você iria curtir Patricia. Coração e Alma é tão bom quanto, vc vai amar também.
    Depois me conta!

    ResponderExcluir
  2. Que linda resenha Patrícia. Nunca tinha ouvido falar nesta autora, mas a maneira como você descreveu a história, os personagens e a escrita da autora, me deixou com muita vontade de conferir seus livros. Dica anotada. Bjus
    Lia Christo
    www.docesletras.com.br

    ResponderExcluir
  3. Adorei a resenha Patrícia! Se fosse pela capa e pela sinopse não daria nem um segundo olhar pelo livro... Eu até lagrimei um pouco, sensível demais o tema. Alguns escritores tem que serem imortais, pergunto-me o que mais ela iria explorar desses personagens secundários.
    Beijos, May.

    ResponderExcluir
  4. Depois dessa belíssima resenha, não tenho dúvidas que vou incluir na minha lista de compras para Bienal. Adorei, parabéns!

    Beijos
    Lu do Blog Apaixonada por Romances !

    ResponderExcluir

Deixe seu Comentário!