[RESENHA] A HERDEIRA - Kiera Cass - @editoraseguinte

segunda-feira, 11 de maio de 2015

A HERDEIRA
KIERA CASS
I.S.B.N. 9788565765657
Cód. Barras 9788565765657
Número de Páginas 361
Idioma Português
Acabamento Brochura
NÚMERO 1
ANO 2015
Sinopse: No quarto volume da série que já vendeu mais de 500 mil exemplares no Brasil, descubra o que vem depois do “felizes para sempre”. Vinte anos atrás, America Singer participou da Seleção e conquistou o coração do príncipe Maxon. Agora chegou a vez da princesa Eadlyn, filha do casal. Prestes a conhecer os trinta e cinco pretendentes que irão disputar sua mão numa nova Seleção, ela não tem esperanças de viver um conto de fadas como o de seus pais… Mas assim que a competição começa, ela percebe que encontrar seu príncipe encantado talvez não seja tão impossível quanto parecia.


Embora tenha sido super estranho acompanhar a seleção pelo selecionador e não as selecionadas...embora eu tenha achado Eadlyn uma mimada, chata e egoísta na maior parte do tempo...tenho que dar os parabéns à Kiera Cass! Estou completamente SEM CHÃO ao terminar de ler A Herdeira! 


Estava realmente muito excitada e com altas expectativas por retornar à Illéa.

Queria muito voltar ao palácio e rever América, Maxon, Marlee e até o Aspen (quem me conhece sabe a relação de amor e ódio que eu e ele vivenciamos durante os 3 livros de A Seleção...hehehehe), mas nada poderia me preparar para o que encontrei em A Herdeira.

Mas acabou sendo um pouco chocante para mim em muitos sentidos a leitura deste livro.

Kiera Cass mais uma vez prova porque arrasta uma legião de fãs por onde passa, e porque eu amo tanto seus livros.

Achei muito estranho encontrar meus personagens favoritos adultos. Esperava ver mais deles, embora saiba que a série agora é sobre Eadlyn e não mais sobre América e Maxon.

Mas confesso que os dois me decepcionaram um pouco. Maxon continua encantador, mas um pouco pacífico de mais para um grande chefe de estado e América que antes era fogo, agora é apenas calor reconfortante como Rainha. Muito parecida com a falecida Amber, acabei estranhando um pouco esta doce personalidade com a qual ela foi se firmando como Rainha ao longo dos anos.

O livro todo é narrado em primeira pessoa através de Eadlyn, a nova herdeira do trono de Illéa. Uma garota de 18 anos, forte, decidida e completamente mimada e egocêntrica.

O rosto da nova monarquia não me agradou em nada, e confesso que tive muitas dificuldades para evoluir com a leitura por conta da antipatia que peguei logo de cara com a nossa Princesinha que na verdade nasceu como Rei na barriga!
E que definitivamente não acha que precisa de um homem para lhe ajudar a governar.

Mas, como sempre a escrita de Kiera é intensa e viciante! Mesmo me debatendo por não gostar de Eadlyn, me apaixonei por Ahren, Kaden e Osten, por Kile, Henri, Hale e principalmente por Erik (sério, tem algo nele que acho que promete muito se a Princesa resolver começar realmente a ver com o coração).
A fofura de cada um e suas peculiaridades já me conquistaram de cara e embora eu tenha demorado muito para entender (não digo gostar) a Princesa, todos eles já valeram a pena o livro.

Mas tenho que dizer à vocês que esperava mais. A seleção de Eadlyn é monótono, rígida e fria, assim como ela. Os encontros são insossos e sua resistência e cabeça dura acabam esfriando nosso amor em diversos momentos.

Não pude deixar de sentir que infelizmente A Herdeira é apenas uma introdução para que a série realmente decole no livro 2, visto que a seleção do Príncipe Consorte de Illéa demorou para decolar.

Como sempre os personagens de Kiera Cass são muito bem construídos, muitos são fofos, outros são inspiradores, mas sobre tudo, Eadlyn é desafiadora. Tanto para os leitores como para seus pretendentes.

Claro que eu gostaria que muitas coisas tivessem transcorrido de forma

Embora eu tenha que dar a mão a palmatória quanto as facetas do caráter de Eadlyn, e principalmente bater palmas a cada rachadura proporcionada em sua armadura cada vez que um de nossos amadinhos conseguiu chegar mais perto desta casca grossa e ir desarmando suas defesas, não consegui não ficar incomodada com o fato dela ter tanto do avô e muito pouco dos pais.

Kiera me surpreendeu com o final, me deixando de boca aberta e completamente sem chão!
Simplesmente os últimos capítulos fizeram eu me apaixonar perdidamente pelo livro todo e nos deixam em uma angustia horrível agora à espera da continuação.

Estou triste, estou com medo do que virá pela frente...estou na expectativa pela continuação da Seleção de um marido para Eadlyn, estou louca de ansiedade para saber o que será da Realeza de Illéa a partir de agora, mas sobre tudo estou com o coração na mão e orando muito pela família Schreave.

Optei por não colocar quotes, visto que ainda teremos evento no sábado que vem e a Seguinte pediu muito para evitarmos spoilers!!

Mas o livro está lindo!! A Edita em capa dura numerada da Saraiva é elegante, com um acabamento finíssimo, tornando o livro digno da realeza!
Na versão comum, o diferencial é o marcador que vem inserido na capa para destacar, um luxo!!! 
Independente da edição, o livro é lindo, bem escrito e completamente apaixonante!!






Postagem válida para o Top Comentarista maio.

16 comentários

  1. Scheila, sou suspeita em falar... amoo Kiera Cass!! <3 amei a Herdeira e concordo com cada linha que você escreveu ... eu quis esganar Eadlyn Schreave em alguns momentos haha e estou encantada com Kile... o final me deixou tão ansiosa pela continuação ... aiai... não vou falar muito aqui porque também não quero soltar spoiler...
    E a capa é a mais linda de todasas capas da série A Seleção!
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estou em êxtase até agora que a minha edição foi uma das primeiras!! hehehehehe

      Excluir
    2. Imagino... :) eu quero comprar a edição caoa dura também ... <3

      Excluir
  2. Scheila, sou suspeita em falar... amoo Kiera Cass!! <3 amei a Herdeira e concordo com cada linha que você escreveu ... eu quis esganar Eadlyn Schreave em alguns momentos haha e estou encantada com Kile... o final me deixou tão ansiosa pela continuação ... aiai... não vou falar muito aqui porque também não quero soltar spoiler...
    E a capa é a mais linda de todasas capas da série A Seleção!
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Eu estou completamente louca para ler esse livro, porém estou esperando ele chegar o que ainda não aconteceu ): Comprei o de capa dura na pré-venda e não adiantou nada porque né, até agora não o tenho! Não é a primeira vez que escuto que a filha deles é mimada, acho que isso irá me incomodar também, mas pela Kiera vale a pena, espero que os outros sejam ainda melhores e estou louca para conhecer os candidatos! Muito boa resenha <3
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. ai senhor! essa é a primeira resenha que leio do livro e amei, super curiosa ora saber sobre esse final chocante que só conseguiu me deixar ainda mais curiosa( se é que é possível) é verdade que as vezes a gente cria tantas expectativas que acaba se decepcionando um pouco, mais logo compensa.

    ResponderExcluir
  5. Estou quse no fim do livro e fiquei impressionada em saber que o final é de deixar no chão!
    Agora vou ter que acelerar a leitura.
    Senti falta de América. Sei que é outra seleção, mas Eadlyn não é tão cativante como a mãe.
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  6. Olá!!!
    Mds,que medo que estou da história deste livro! Desde que lançaram um pedacinho do que viria pela frente,fiquei ansiosa e com o pé atras!Adoro A Seleção,gostava bastante da América,apesar das indecisões dela e o Maxon que como príncipe era maravilhoso. Mas depois desta resenha estou mais cautelosa ainda! :/ Já to vendo que a Eadlyn vai me fazer querer dá uns tabefe nela,kkkk... O meu livro tá chegando logo e espero matar um pouco a saudade de Illéa e ver as mudanças que ocorreram nesse país...
    Bjos *--*

    ResponderExcluir
  7. Gente, tá cada vez ficando mais top. Só as capas...
    Fiquei curiosa com o final. Sem chão? Cara!!! Amo livros com finais surpreendentes, mas sempre dá aquele medinho de "não acredito que a autora fez isso" arrg! Mas pelo visto o livro vale a pena, como todos da saga. Agora vai demorar para o próximo :(
    Espero um dia

    ResponderExcluir
  8. meeeu paaaai queroo muitoo esse livroo :) coraçao morrendo de ansiedade para lê-lo..
    esta incriveeel, só achei que poderia falar mais sobre o casamento de América e Maxon..
    mais estou ansiosa para ler, ja quero mtoooo..

    ResponderExcluir
  9. Oiee.
    Essa série tem sido tão bem falada que fiquei curiosa em relação a ela, acho as capas lindas, mas a história em si não sei se vai me agradar.
    Pretendo ler o primeiro por esses meses, caso goste, continuo a série, estou torcendo para gostar.
    Bjokas!

    ResponderExcluir
  10. Hellooooo!
    O que falar dessa série que eu amoooo de paixão.
    Lembro da vez que vi o livro pela primeira vez e amei a capa, simplesmente maravilhosa!
    E saber que terá mais livros me deixa mega feliz!
    Já estou com a Herdeira aqui e esse fim de semana vai ser pra ler tudo!
    Recomendo para quem nao conhece, com certeza vai se apaixonar !
    Bjus

    ResponderExcluir
  11. Eu fui no encontro que teve aqui e cheguei a ler dois capítulos do livro e minha opinião é que, se trata realmente de um livro que faz parte do mundo da seleção, mas, como se fosse um spin-off, pois a trama se centra completamente em Eadlyn, então obviamente os pais (Maxon e America) ficariam em segundo plano, já que a ideia é essa, inclusive eu achei a personalidade dela igual a da mãe que mais jovem e sobre America e Maxon estarem diferentes, eu vejo mais como um amadurecimento da parte deles, principalmente achei bem pensado que a Kiera, tornou a personalidade de America mais afável, visto que se mantivesse a antiga e com Eadlyn com o mesmo comportamento, o relacionamento das duas seria bem... explosivo, se assim posso dizer.

    ResponderExcluir
  12. Ou seja, ela não é nada como a America né?! Que pena! Lamento tb saber que a America e o Maxon estão mudados. Talvez seja pq a intenção agora é de realmente termos de vê-los como pais, que nem a gente via os pais do Maxon. Quer dizer que agora a gente vai acompanhar “The Bachellorette” . kkkkkkkkk

    Putz aconteceu algo com o Maxon no fim? Queria que o livro pudesse ser pelo pov tanto da mãe quanto da filha. Acho que a Kiera teria explorado melhor a história e satisfeito os fãs. Pena!

    http://lapiselivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  13. Interessante a autora criar uma nova história com a filha do casal protagonista dessa série, com uma passagem de tempo bem bacana...
    Mas confesso que detesto protagonistas mimadas e egocéntricas, e achei estranho a personalidade dela ser assim sendo filha de quem é...
    A capa tá mesmo belíssima!
    Bjos!

    ResponderExcluir
  14. Apesar de tantas críticas ao livro A Herdeira eu gostei bastante. Se for comparar A Herdeira com A Seleção eu prefiro A Seleção, pois me parece que a Kiera Cass começou o livro com uma idéia e terminou com outra, colocando diálogos e acontecimentos desnecessários como o que aconteceu com o irmão da Eadlyn e a América, mas enfim... Espero que no próximo livro ela consiga explicar melhor esses acontecimentos. Mas no geral eu gostei, assim como gostei de toda a série. Meu preferido ainda é A escolha.
    Beijos
    Blog Letícia Iarossi

    ResponderExcluir

Deixe seu Comentário!