[Resenha] O Refúgio do Marquês - Lucy Vargas - @EditoraCharme

sexta-feira, 14 de agosto de 2015

O Refúgio do
Marquês
Lucy Vargas
Editora Charme
I.S.B.N. 9788568056134
Cód. Barras 9788568056134
Número de Páginas 312
Idioma Português
Acabamento Brochura

Sinopse: Henrik e Caroline não poderiam ser mais diferentes.
Ele, o Marquês de Bridington, é um homem selvagem e inapropriado, que vive há anos no campo, fugindo dos fantasmas do seu passado obscuro e repleto de segredos.Ela, Caroline Mooren, a Baronesa de Clarington, é uma jovem destemida, com um passado doloroso, que recebe a missão de reformar a mansão e talvez o marquês, ao menos é o que a marquesa viúva espera.
Ele é um caso perdido. Ela é uma mulher com um futuro incerto. Mas juntos, eles se completam e acendem a chama da paixão, que ambos acreditavam estar completamente extinguida, trazendo à tona segredos e temores que ambos escondem.
Se reerguer sob o peso do passado será uma batalha que ultrapassará os limites do refúgio que o marquês pensa ter construído, mas será que o amor é capaz de ultrapassar tantas barreiras e vencer, ou eles perderão tudo outra vez?



Um romance delicado com uma narrativa encantadora e fluída.

Lucy Vargas consegue nos arrebatar com suas páginas doces e bem escritas que nos transportam à uma época de inocência, onde os modos eram refinados e a damas eram treinadas para serem lindas, recatadas e exibidas nos salões de bailes durante às temporadas de caça aos maridos.

E é neste mundo ricamente recriado tão primorosamente que conhecemos Lady Caroline, uma mulher lindo e forte, que viúva aos seus 26 anos, vê a chance de recuperar sua vida e sua liberdade que lhes foram tiradas tão cedo por um casamento infeliz.

Ao receber uma proposta de colocação um tanto diferenciada e intrigante pela Marquesa Viúva, uma parente de um grau distante, ela tem a chance de retomar as rédeas de sua vida ou assumir as da casa do Marquês de Bridington que hoje encontra-se abandonada em quase em ruínas, assim como a vida de seus ocupantes.

Henrik é o Marquês de 
Bridington filho de Hilde. Um homem rústico e selvagem que a muito deixou para trás os ditames da sociedade para apenas abraçar o embotamento de seus dias. E mais do que a sua vida e sua casa, o segredo que atormenta à todos os que vivem em Bright Hall, jamais lhe permitirá esquecer o sofrimento para recomeçar.
As pessoas que me conhecem sabem que AMO um bom livro, mas que o gênero histórico não é muito o meu departamento, mesmo assim, com uma narrativa extremamente requintada, Lucy Vargas prova que um romance histórico narrado em 3ª pessoa pode ser leve, fluído e nem um pouco moroso.

Adorei o desenrolar da trama, que foi muito bem amarrada aos personagens fortes e cativantes como Caroline que é delicada, mesmo sem deixar de ser uma guerreira.

Desde à irreverente Marquesa Viúva Hilde, às matronas venenosas da sociedade.

Lucy dosou muito bem a doçura de Lydia com seu olhar e afetos de criança, com a lealdade e alegria dos criados que deram vida às paredes de Bright Hall e à narrativa.

Do selvagem, mas ainda muito nobre e arrebatador Marquês Henrik, à determinação de Caroline.

Das intrigas invejosas da sociedade, às loucuras de Roseane, temos um livro envolvente, que mesmo com os detalhes da época muito bem descritos para ajudar o leitor a viajar até esta época mágica dos grandes salões de bailes do século XVIII, também nos faz sentir de maneira muito vívida como teria sido circularmos em meio deles.

A Editora Charme como sempre contribui com uma capa linda e acabamento gráfico fantástico. Valorizando ainda mais este belo romance que desafia convenções da época, com personagens tão fortes, inteligentes e marcantes, mas que também nos encanto com uma linda história de amor sobre determinação, espera e segundas chances.

Devorei o livro em 2 dias, e mesmo depois de terminar a leitura, ainda fiquei com Caroline e Herik na minha cabeça por muitos dias. 

Foi delicioso conhecê-los, sorri quando as rusgas deles à deixavam brava e ele ainda mais intrigado por ela. Me compadeci do sofrimento do Marquês, suas filhinha Lydia e todos os ocupantes de sua casa que tinha tudo para ser um lar feliz e ensolarado conforme a sua bondade, mas infelizmente era sombrio e decrépito como seus corações.

Gostei dos cortejos. Dos chás no jardim. Das conveniências e sobre tudo das inconveniências de Hilde, mas principalmente das respostas afiadas, mas delicadas como tapas de luvas de pelica de Caroline.

Para as Damas que procuram um histórico consistente, bem escrito e encantador, O Refúgio do Marquês com certeza não irá decepcionar. Separe suas luvas, pois este livro é o serviço completo no acontecimento da temporada!




9 comentários

  1. Oi Scheila
    Eu sou viciada em romances de época, mas ainda não li nada desta editora e nem desta autora. te confesso que estava com um pouco de receio.
    Gostei muito de sua resenha e vi que o livro contém todas as características de um bom romance histórico. Fiquei com vontade de ler.

    Super beijo
    http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Essa capa ficou pura fofura! Com certeza está na lista de livros que quero ler.
    Bjs
    http://eternamente-princesa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. A capa está mesmo linda. Que diferente né, uma personagem tão jovem e já viúva, gostei da proposta, parece fugir um pouco do 'normalidade' em romances de época. Eu adoraria poder ler este livro!

    Beijo, Vanessa Meiser - Retrô Books
    http://balaiodelivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Nossa, dois dias apenas para terminar realmente mostra o tanto que gostou!! So parou para dormir ne? heheh
    Esse livro eu ja estava de olho, pq amooo romances de época e a protagonista já me deixou bem interessada, pq nao é dessas moças de antigamente que aceita tudo, essa fala mesmo e adoruuuu!
    Mto boa a resenha e só deixou a gente querendo mais e mais!
    Vou ler com certeza!
    Bjus

    ResponderExcluir
  5. Scheila,amo histórias de época e essa parece ser irresistivelmente especial,pois retrata a reconstrução de dois corações desacreditados do amor .que bom que gostou ,mesmo não sendo o seu estilo preferido.Beijos!!!!

    ResponderExcluir
  6. Adoro romance de época, adorei demais sua resenha.
    É muito bom quando lemos um livro e ele é tão bom que devoramos, no seu caso que leu em 2 dias, isso contribuiu para mim ficar mais interessada pelo livro ainda, por que para o livro envolver o leitor dessa maneira tem que ser muito bom, e como curto romance de época, tenho certeza que vou adorar esse livro, pretendo ler.

    ResponderExcluir
  7. Oi Scheila :)

    Já coloquei o livro na lista de desejados a algum tempo, e confesso que tô bem curiosa por essa leitura. Primeiro porque amo romances de época, como você mesmo disse, o modo das mulheres e a delicadeza delas, acho tudo encantador. E segundo porque todas as resenhas que eu li me encantaram .. Já estou doida para descobrir o que faz tanto o Henrik sofrer, e claro, já torço para um final feliz!
    Foi uma leitura super rápida né? Espero que me conqusite também ;)
    Bj :*

    Blog Passeando com os livros

    ResponderExcluir
  8. Eu amei este livro. Nada a dever aos escritores estrangeiros.

    ResponderExcluir
  9. Eu amei este livro. Nada a dever aos escritores estrangeiros.

    ResponderExcluir

Deixe seu Comentário!