[RESENHA] Tocando as estrelas – Rebecca Serle – @Novo_Conceito

sexta-feira, 9 de outubro de 2015


“A diversão é verdadeira. Não estou mais me sentindo inibida. Nem preocupada em ser boa o bastante para o trabalho ou em fazer isto ou aquilo. Só estou curtindo ser eu mesma, vivendo o aqui e o agora. Este mundo é louco e esquisito, mas também espetacular.”

Paige Towsen é uma garota comum, com um emprego comum, em uma cidade comum. Aos 17 anos, Paige sonha em ser atriz, mas sua caminhada na carreira nunca foi fácil. Até que um dia ela resolve fazer um teste para interpretar a atriz principal de uma adaptação literária para o cinema. E bum! Adivinha quem consegue o papel? Ela mesma!

De uma hora para a outra, a vida de Paige muda completamente. Ele sai da sua cidade natal para ir gravar o longa no Havaí. Parecia tudo perfeito e não podia ficar melhor! Aaah, podia! O ator principal, o par romântico da sua personagem no filme é um dos jovens mais sexys do mundo cinematográfico! Rainer Devon é fofo, é lindo, é carinhoso, é tudo de melhor. E isso acende uma faísca interna no coração de Paige. Parecia tudo mais perfeito e não podia ficar melhor! Aaaaaaah, podia! O outro ator principal, que integra o triângulo amoroso do filme também é famoso e bem bonito! Será que esse triângulo só vai acontecer no filme?

O filme gravado no livro se chama “Locked” e é uma adaptação de uma trilogia, porém, durante boa parte da história só foram lançados 2 livros (o terceiro revela o final do filme, e é lançado e contado no final, mas eu não vou contar para vocês!!). Em Locked temos August, a personagem principal, que sofre um acidente de avião e fica em uma ilha com o melhor amigo do namorado. Aparentemente, o namorado de August está morto. Nesta ilha, os dois sobreviventes desenvolvem uma paixão. Mas coisas acontecem e o amor deles parece não ser certo, afinal, ele é o melhor amigo do namorado morto dela.

Paige não é acostumada com a fama. Ela aprende tudo durante as gravações. E foi ótimo viver com ela esse panorama cinematográfico: as gravações, as fofocas, as sessões de autógrafos e tudo o que um ator de verdade passa para dar vida a um personagem. Além de todo o glamour e do crescimento de Paige, nós também vemos o lado antigo e as angustias dela: a saudade de casa e dos melhores amigos, os medos em relação a sua atuação e a falta de privacidade.

“–  Ela finalmente entende o significa se apaixonar por alguém – ele disse. – Aquela parte do amar alguém quando ambos estão completamente entregues ao sentimento.”

O livro é leve e super delicioso de se ler. Ele é dessas histórias fofas, que a gente não espera muita coisa mas acaba se apegando demais e não consegue mais soltar o livro. Durante a leitura, a gente acompanha três histórias paralelas: a história de Paige, a história da trilogia Locked e a história do filme. E eu amei isso!  O cenário Havaí é perfeito para uma história dessas. Os ambientes descritos são lindos. Tudo nesse livro é apaixonante, principalmente nosso trio principal: Paige, Jordan e Rainer. A diagramação está ótima. E as aberturas dos capítulos possuem desenhos que representam brilhos, bem Hollywood!

Vale a leitura para quem quer algo leve e descontraído. Que gosta de romance misturado com diversão. Quem leu me diz: Paige fez a escolha certa?




  


 

9 comentários

  1. Bom, apesar de eu gostar de livros de romance, não me interessei muito por esse, pois o estilo da história não me agradou, mas mesmo assim sua resenha está muito boa.

    ResponderExcluir
  2. Engraçado que essa capa me passa uma sensação mais "dark" do que pela resenha parece que a história tem hahaha

    Gosto de livros leves e despretensiosos, mas ultimamente a fórmula dos triângulos amorosos tem sido usada sem moderação, então só em saber que tem um dou uma desanimada...Esse vale a pena apesar de tudo ou devo correr?

    Beijos,
    Léka

    www.lekatopia.com

    ResponderExcluir
  3. Oi Ellen! Já ouvido falar do livro antes e também visto algumas resenhas sobre ele, e logo me encantei. Achei super legal o intuito da autora ao criar esse mundo cinematográfico dentro do próprio livro. Uma estória contando a outra. Além de um triangulo amoroso que é tudo né, tipo, acho que existe isso em todas as séries ou até mesmo em livros independentes como esse. Além do livro ser muito descontraído e divertido como disse. Estou dentro!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Olá, Ellen. Quem me conhece sabe que adoro histórias com características artísticas, como o teatro, o cinema, a arte, entre outras artes. Então, não poderia ser diferente a minha admiração por Tocando as Estrelas. Me encantei por cada narração da autora, desde a saída do ensino médio de Paige Towsen até ao seu estrelato, passando pela rotineira vida de uma famosa atriz. Gostei bastante!

    ResponderExcluir
  5. Oii gostei da resenha, gosto de romance assim, mais leve e decontraido, é tao gostoso a gente pegar um livro pra ler, e ele acaba nos surpreendendo né, quando acontece isso é a melhor coisa.. rsrs
    Já vou add na minha lista, e espero poder ler logo.

    ResponderExcluir
  6. Eu não solicitei esse livro porque a sinopse não me chamou muito a atenção.
    Mas vendo as resenhas e o pessoal qualificando bem ele, até da uma vontadezinha de ler :D

    Beeijo
    http://resenhandosonhos.com

    ResponderExcluir
  7. Oi,
    Já tinha ouvido falar do livro e me interessei bastante. Faz um tempo que não leio um romance e esse parece ser do tipo que estou precisando. Ele parece bem leve, divertido. Mesmo já tendo visto livros em que a protagonista fica famosa, esse parece ter algo a mais. Espero ter a oportunidade de ler e espero gostar, mas não é uma prioridade.
    Bjjs

    ResponderExcluir
  8. Oie
    Eu não gosto muito desses livros com personagens jovens,eles acabam me chateando.E se fosse uma história como a do filme acho que eu iria gostar mais.Nunca fui muito fã desses bastidores da fama mas não posso dizer que não vá ler o livro pois se é um romance divertido acho que posso dar uma chance ainda mais quando não estiver afim de ler algo denso.E fiquei sabendo que é uma série,espero que os próximos livros sejam lançados em breve e que a história não fique monótoma .

    ResponderExcluir
  9. Apesar de não gostar muito desse gênero literário, eu curto bastante as histórias descontraídas e leves, daquelas que divertem e ao mesmo tempo nos fazem sonhar. Confesso que o enredo não me deixou muito animada, mas o fato de o tema do livro ser principalmente os bastidores das produções cinematrográficas me deixa bem curiosa. Além disso, o cenário é perfeito!

    ResponderExcluir

Deixe seu Comentário!