[RESENHA] Meu Querido Meio Irmão - @PenelopeAuthor - @editorapandorga

segunda-feira, 6 de junho de 2016

MEU QUERIDO
Meio-irmão
Penelope Ward
Editora Pandorga
ISBN: 9788584420711
Sinopse: Não é normal desejarmos alguém que nos atormenta. Quando meu meio-irmão, Elec, se mudou para nossa casa, eu não estava preparada para lidar com um cara tão idiota. Odiei o fato de ele ter descontado sua raiva em mim porque não queria estar aqui. Odiei ele ter trazido garotas da escola para seu quarto. Mas o que mais odiei foi o modo indesejável que meu corpo reagia a ele.A princípio, pensei que tudo o que ele tinha a seu favor era o corpo musculoso e tatuado e o rosto perfeito. Mas as coisas começaram a mudar entre nós, e tudo teve um desfecho em uma noite inesquecível. No entanto, do mesmo modo que Elec entrou na minha vida, logo voltou para a Califórnia. Passaram-se anos desde a última vez que o vi. Quando a tragédia atingiu nossa família, tive que encará-lo novamente. E, diabos, o adolescente que me deixou louca se tornou o homem que destruiu o resto de sanidade que havia em mim. Senti que meu coração estava prestes a ser partido. De novo.


 Você sabe quando um livro é bom, quando assim que você vira a última página bate aquela vontade louca de ler todo ele novamente! Mas, você sabe quando o livro é excelente, quando mesmo depois de vários dias, a ressaca literária não te deixa engatar em um livro novo e você continua revivendo seus melhores momentos de leitura.

Penelope Ward me deixou sem olhos para nenhum outro livro durante vários dias depois de ler Elec e Greta! Adorei a leitura!

Greta é a boa menina. A filha perfeita, boa aluna e boa amiga. Aos 17 anos e prestes a terminar o ensino médio, ainda preserva sua virgindade, principalmente por ser muito na dela e um pouco tímida às vezes.
Mas, é claro que todo o bom senso de Greta sai pela janela, assim que Elec entra pela porta.

Elec é o típico badboy. Lindo, corpo esculpido para o pecado e desenhado tatoos maravilhosas para aguçar libido feminina.
Mas ele é muito mais que um rostinho bonito e uma atitude marrenta, pena que somente Greta seja capaz de ver através desta fachada de agressividade e grosseria...e pena que ele demore muito para se dar conta de que tem que baixar a guarda e se deixar ver através dos muros.

Penelope Ward nos amarra tão apertado à esta narrativa intensa e desafiadora que fica praticamente impossível não ir do amor ao ódio pelo Elec em apenas alguns parágrafos.
Em primeira pessoa, vamos acompanhando através de Greta todas as malcriações e diabragens que Elec apronta com ela.

A autora consegue misturar muito bem uma boa dose de humor, com cenas divertidas e que vão dando uma dosada, equilibrando a sensualidade latente deste personagem tão viril, quanto atormentado que é Elec.
A doçura de Greta em alguns momentos me tirou um pouco do sério, porque vamos combinar, por muito menos eu já teria pendurado o Elec pelas bolas, mas depois temos eles na fase adulta e ele é todo fofo, nerd quente, deixando aquele badboy revoltado pra trás que antes o quê era apenas tesão de leitora por este personagem se tornou amor verdadeiro.

Adorei a profundidade com que Penelope nos presenteia na personalidade destes dois personagens tão diferentes, mas que ao mesmo tempo são tão perfeitos um para outro.

As cenas hots firam lindas e extremamente bem escritas. O romance não é nada suave e em muitos momentos também nos destroça, assim como destroçou os corações de Greta e Elec. 
Gostei muito como a autora abordou temas como abuso verbal, violência dentro de casa e revolta adolescente. Mas, mais ainda, adorei como ela foi sensível em nos contar uma história de amor e perdão, que planta a semente da esperança de uma segunda chance para o curar um coração partido.

Meu Querido Meio Irmão é um livro forte e intenso. Um romance com R maiúsculo e que com certeza irá agradar os fãs que amam um NA com personagens profundos e marcantes durante a leitura. 

A capa da Editora Pandorga ficou linda e muito parecida com a original, a tradução, revisão e todos o projeto gráfico estão excelentes, complementando a grandeza do livro e fazendo as fãs de romance amarem ainda mais seu exemplar.

Este é o primeiro livro da Penelope Ward que tive a oportunidade de ler e espero que a editora continue publicando o seu trabalho por aqui, pois já me tornei fã de carteirinha de sua escrita! #RECOMENDO


COMPRE AGORA!!

CONFIRA A CAPA ORIGINAL


20 comentários

  1. Oi, Scheila!
    Que bom que Elec deixou a fase badboy revoltado para trás, acredito que irei gostar mais dele na fase adulta... Protagonistas com personalidades opostas são meu tipo de casal preferido, e não vejo a hora de conhecer a história de amor de Greta e Elec...
    Só não gostei de saber que a história é contada apenas pelo ponto de vista da Greta, não curto narração em primeira pessoa, mas vou arriscar mesmo assim ler Meu querido meio-irmão pois acredito que vale a pena ser lido.
    Abraços!

    ResponderExcluir
  2. Confesso que achei o enredo um pouco clichê, principalmente por causa das personalidades iniciais de ambos os personagens/protagonistas, porém não deixa de ser interessante. A narrativa parece ser bem envolvente. Acredito que irei gostar mais dos personagens na fase adulta. Estou curiosa para conhecer a escrita da autora, espero realmente gostar.

    ResponderExcluir
  3. Não é a primeira vez que vejo uma resenha elogiando esse livro e isso só aumenta a minha vontade de ler o livro, que por sua descrição desperta vários sentimentos no leitor. Não sou fã de mocinhas muito doces, mas há uma passagem de tempo pelo que entendi e a autora mostra a evolução dos personagens, o que me agrada. ;)

    ResponderExcluir
  4. Esse parece ser aqueles livros que me deixam de uma grande ressaca literária! com saudade dos personagens, do romance, da narrativa... o casal é bem clichê, uma menina indefesa( que realmente as vezes irrita) com um bad boy, mas mesmo assim, o casal perfeito. Greta parece ser uma personagem encantadora, essas histórias que nos deixam divididas entre ''Amor e ódio'' são as melhores srsr, gostei da narrativa ser leve, com humor e cenas HOTS, pena não gostar muito de livros eróticos

    ResponderExcluir
  5. A história do livro parece ser meio clichê, mas mesmo assim fiquei com vontade de ler. Gostei de saber que a autora conseguiu colocar uma dose de humor no livro, e também gostei de saber que as cenas hot são bem escritas. Eu amo NA, então tenho certeza que também vou amar o livro!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Apesar de parecer uma história clichê, é legal ler esses tipos de livro para dar uma suspirada. Gostei muito da premissa e do que você disse da história. Gosto quando se tem uma passagem de tempo, porque conhecemos os personagens em mais de um ângulo. Achei a capa linda!

    Beijos, Gabi
    Reino da Loucura || Participe do top comentarista de junho e concorra ao livro The Kiss of Deception

    ResponderExcluir
  7. Não tinha entendido muito qual era a desse livro, mas depois de ver umas resenhas ele chamou atenção. Parece que a história é muito mais do que pensei a principio e vale a pena conferir. Estou pensando em ler. Se for esse romance todo, com R maiúsculo mesmo, de destroçar corações talvez seja uma ótima leitura no fim das contas. Curiosa com ele.

    ResponderExcluir
  8. Eita, já estava bastante interessada em ler esse livro só pela sinopse, e agora depois de ver essa resenha fiquei ainda mais ansiosa em conferi essa história, preciso desse livro pra ontem!

    ResponderExcluir
  9. Li uma resenha que dizia que eles nem eram irmãos de sangue, que quando os pais casaram-se já tinham seus respectivos livros... é isso? Se este for o caso, acho toda a polêmica em torno do livro desnecessária.
    E eu preciso dizer que amo essa capa e mesmo não curtindo muito histórias com adolescentes todo o bafafá em torno dela me deixou curiosíssima!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. *livros, não, quis dizer "seus respectivos filhos" hahahahaha desculpa

      Excluir
  10. O livro me parece ser bem marcante, para quem gosta de um bom romance.
    Apesar de eu não curtir muito esse gênero, gostei de saber que história possui cenas humoradas e ao mesmo tempo, a escritora consegue prender a atenção do leitor.
    Creio que eu me arriscaria a ler, quem sabe eu começo a "pegar" gosto pelo gênero. Kkk

    ResponderExcluir
  11. Eu já conhecia esse livro, mas nunca tive vontade de ler, acho que acabei ficando saturada de livros assim, um bad boy, uma garota e passados problemáticos. Adorei saber que o livro possui cenas de bom humor, e que bom que você conseguiu aproveitar a leitura!
    A capa brasileira realmente tá muito parecida com a original, mas eu prefiro a original mesmo kk Beijo!

    ResponderExcluir
  12. Não consegui ler essa resenha sem imaginar a Cersei e o Jaime... Não é minha culpa esse título fazer parecer todo o romance ser um incesto.
    Daí li o título original "Step" e fiquei mais tranquila, haha. Acho que a editora não devia ter traduzido o título de maneira literal, isso pode repercutir de maneira negativa, afinal no Brasil não temos um termo correto para um "irmão" que seja filho de um padrasto ou madrasta com outra pessoa.

    Enfim...
    Sobre o livro, apesar de ter achado o enredo meio clichê, fiquei curiosa pra saber como se desenrolou a história deles na vida adulta. Após deixar todo o drama da adolescência pra trás e principalmente após saber que nosso badboy melhora com o passar dos anos, hehe.
    É um livro que eu leria, mas não tenho tanta pressa pra fazê-lo.

    ResponderExcluir
  13. Oi Scheila!
    Eu amo histórias de amor proibidas de modo que o título por si só me atraiu. Foi um livro bem diferente do que esperava. É uma história com pessoas imperfeitas que às vezes escolhem errado. É uma história com ruptura do coração e angústia, mas também com a cura e crescimento. Este é o tipo de livro, onde, uma vez que você começar a ler, você vai querer cancelar todos os seus planos para o resto do dia para que você possa simplesmente continuar a lê-lo. Eu amei a forma como o autor incorporou ambos os lados da história. Era uma maneira muito original para mostrar o duplo POV e eu pensei que realmente funcionou bem para isso. A parte em que os personagens estão mais amadurecidos devido a passagem de tempo na estória foi a parte mais intensa e a mais linda também. Amei demais e super recomendo!

    ResponderExcluir
  14. Adorei o livro. Os vários livros que li desse tema fez eu me apaixonar perdidamente por histórias assim. Sem dúvidas vou dar um jeito de ler o livro, ainda mais depois que vi forte e intenso na mesma frase.

    ResponderExcluir
  15. Eu imagino que você tenha realmente ficado com ressaca literária, porque eu estou com uma mini ressaca somente de ter lido a sinopse e a resenha, imagina lendo o livro.
    Já me encantei com a história, parece realmente incrível, quero um meio irmão desse para mim kkkk quero amar e odiar o Elec também. kkkk
    Só acho que também vou perder a paciência com a Greta kkkk não tenho muita paciência com mocinha muiiiiito boazinha que aguenta as malcriações, se bem que do Elec até eu aguentaria. kkkk
    Tomara mesmo que a editora continue publicando os livros da Penelope Ward.
    Bjoes

    ResponderExcluir
  16. Oiie, tudo bom?
    Gostei muito da resenha, eu não conhecia o livro, e pelo visto ele é muito bom mesmo, gosto quando a autora sabe equilibrar tudo, os personagens parecem ser encantadores, mas por agora não pretendo ler, pois estou dando um tempo em livros com uma pegada mais hot, quem sabe mais para frente eu venha a ler.
    Beijos *-*

    ResponderExcluir
  17. Eu amo New Adults, e estou sempre procurando algum diferente pra ler haha
    Já fiquei super interessada nesse livro, ele parece ser um pouco clichê, mas eu gosto mesmo assim haha
    E a capa dele está realmente linda!!!
    Já até coloquei na minha listinha =D

    Bjss ^^

    ResponderExcluir
  18. Nunca li nada dessa autora e confesso que me interessei pela história. Eu adoro essa coisa de garota inexperiente com o badboy gostosão e selvagem, só com esse enredo a história me conquista!

    ResponderExcluir
  19. Oi.
    Eu amei a resenha, li esse livro em inglês e amei, não vejo a hora de tê-lo na minha estante, os personagens são ótimos, fortes e determinados, simplesmente amei.
    Boa Tarde.

    ResponderExcluir

Deixe seu Comentário!