[RESENHA] O diário internacional de Babi - Chris Salles - @PlanetaLivrosBR

sábado, 9 de julho de 2016



Largar tudo e começar do zero: okay.
Largar tudo e começar do zero em um país novo: meio okay.
Largar tudo e começar do zero em um país novo que você não quer: nada okay!

E foi isso que aconteceu com a Babi. Ela, sua mãe, sua irmã e seu irmão largaram tudo no Brasil e foram tentar a tão sonhada vida nos EUA, mais especificamente em Orlando (Disney!!), na casa dos seus tios. Mas nesse processo de mudança, ninguém perguntou se era isso que Babi queria: largar os amigos, sair do seu colégio e pior, aprender inglês. Nessa nova etapa, o único refúgio seguro da menina é o seu novo diário.

Mas parece que sua vida nova nem vai ser tão ruim assim. Logo que ela sai do país conhece Théo, um brasileiro super fofo - e lindo! - que está retornando para Orlando para viver com o pai e as meia irmãs. E ao chegar nos EUA, Babi reencontra os primos e se surpreende ao ver que Vini não se lembra das suas declarações de amor na infância e que Ana não lembra de suas intermináveis brigas, ambos cresceram e mudaram muito.

Porém, Babi é desastrada e estabanada, e as coisas não demoram a desandar. Bullying, corações partidos e meninas americanas mimadas são a gota d´água. Orlando não é para Babi! São meses intensos, cheios de micos, mancadas, amores, novas amizades, descrenças e conhecimentos que acompanhamos pela visão da protagonista, através do seu querido diário.

E o que nos resta descobrir é: será que Babi vai largar tudo e voltar para Estrela?




Sabe o que eu mais amei nesse livro? A personagem principal ser gaúcha! Fato um pouco raro no meio literário, mas a Babi e a família são de Estrela-RS (e torcem pro Internacional - eca!).

Agora, falando sobre a história: é uma história fofa e os temas retratados são perfeitos! O diário internacional de Babi é uma típica comédia romântica, deliciosa de se ler e perfeita de se identificar com a protagonista. É uma mescla dos livros da Meg Cabot com a Paula Pimenta (duas autoras que eu adoro!). Ou seja, um livro ótimo para relaxar e dar boas risadas.

A Babi é a personagem mais desastrada e que mais entra em encrencas inacreditáveis das minhas últimas leituras! Chegou a me dar pena da menina em algumas situações! Adorei a construção dela, e a única coisa que me incomodou um pouco foi que, nem sempre parecia que ela tinha apenas 14 anos. E isso aconteceu com os personagens do Théo e do Vini. Eu não consegui conectar o trio à adolescentes tão jovens. Suas atitudes, diálogos e pensamentos me passaram a sensação de eles serem um pouco mais velhos, beirando os 17 anos. Mas isso não prejudicou em nada a história. Pelo contrário, só contribuiu para cenas melhores e também para um drama um pouco maior.

Temos na história vários personagens diferentes. Muitos brasileiros e muitos estadunidenses, cada um com seu diferencial e valor. Me apaixonei pelo Théo e pelo Vini - e depois quis matá-los, argh -, queria ser amiga da Ana e da Alice. quase matei a meia irmã do Théo, adoraria abrir os olhos da mãe da Babi e principalmente, me identifiquei com a Babi. Todos os medos que ela tem em relação à morar em um país novo e largar tudo são medos que eu compartilho. Desastres e micos são coisas comuns no meu dia a dia. E mesmo não parecendo, eu sou bastante tímida, assim como ela. Babi é intensa e uma personagem querida, que merece a chance de ser conhecida.

Recebi uma prova antecipada e devorei o livro! Com uma escrita leve, a leitura fluiu muito bem. Quanto à diagramação, se o livro final seguir o modelo da prova, ele vai ficar lindo! Parece um diário mesmo, com datas e horários que a Babi escreveu. Porém, encontrei dois errinhos de português e alguns parágrafos estavam sem recuo, maaaaas acredito que a revisão final vá corrigir isso.

Adorei a história, os dramas e os amores. Me senti uma amiga íntima da Babi, e estou esperando ansiosamente uma continuação da história! (e claro, pelo lançamento do livro físico também!)

{ a história criada pela Chris Salles foi publicada originalmente no Wattpad - e até ganhou um prêmio pela categoria de livros mais populares de 2015! - e alguns de vocês já devem conhecer a Babi. Mas para ser publicada como livro, a história passou por algumas mudanças, e por isso, para quem já leu, a história pode trazer novidades! }

Ótimo! 




6 comentários

  1. Oi Ellen, adorei esse livro. Eu não conhecia ele e esse é o primeiro contato que tive com a obra. Parabéns pela resenha, está muito bem escrito.
    Beijos
    Quanto Mais Livros Melhor

    ResponderExcluir
  2. Olha, vou ser sincera com você. Comecei a ler seu post meio desanimada, sabe quando a gente bate o olho em um livro e não dá nada por ele? Então, isso aconteceu. Mas ao ler sua resenha, não sei explicar ao certo o que aconteceu, mas mudei de ideia e achei o livro super interessante. Agora preciso saber como foi essa experiência para a personagem.
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Oi Ellen, não tenho lido muitos livros com protagonistas tão novas ultimamente, mas como eu gosto de variar nas leituras achei a resenha desse livro uma dica ótima e vou procurar mais sobre ele após seu lançamento. A história parece ser bem fofa e sem contar que eu sempre me identifico com protagonistas desastradas rs :)

    ResponderExcluir
  4. Parece ser uma história fofa e cheia de trapalhadas com essa protagonista super desastrada heim?! Acho que iria me identificar xD
    Não estava sabendo desse livro, ele parece ser bem legal e vou querer ver mais coisas dele quando sair o livro todo direitinho.
    Uma coisa avulsa: Mas até que é interessante o livro assim, em prova, por causa do título. Quando olhei a foto no post pensei até que ele fosse assim (viajei, sei).

    ResponderExcluir
  5. Eu não conhecia o livro, mas já fiquei interessada nele. A história parece ser realmente bem fofa e bem leve. E o enredo parece ser bem divertido. Acho que também vou gostar bastante da Babi, só por ela ser desastrada igual eu hahaha
    Já coloquei o livro na minha listinha :)

    Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Oiiee, tudo bom?
    É a primeira vez que vejo falar do livro, parece ser muito bom, amei a sua resenha, e que meio que identifiquei com o fato dela ser desastrada e estabanada hahahahahaha espero ter a oportunidade de ler o livro.
    Beijos *-*

    ResponderExcluir

Deixe seu Comentário!