[RESENHA] Doadores de sono - Karen Russell - Record

segunda-feira, 12 de dezembro de 2016


Hey gente, tudo bem como vocês?

Sentiram saudades minhas? Fiquei sumida do blog por motivos de: faculdade. Poisé minha gente, chegou o final de semestre e eu precisei enfiar a cara nos trabalhos, e em consequência disso, fiquei algumas semanas dormindo super pouco. O sono vinha, mas eu não dormia - não podia. E já que estamos falando em não dormir... a resenha de jogo é sobre um livro que trata desde tema: insônia. Várias pesquisas apontam que um adulto deve dormir de 7 a 9 horas por dia para garantir uma boa saúde, bem estar e futuro adequados. Mas nós sabemos nem sempre é tão fácil assim...

Doadores de sono é um livro bem curtinho (menos de 200 páginas!), escrito pela Karen Russell e distribuído pela Record aqui no Brasil. Ele conta a história de uma epidemia mundial, cruel e cansativa, que mata lentamente aqueles que a possuem, mas que felizmente possui cura definitiva para 34% dos casos registrados. Aqui, as pessoas não conseguem mais dormir. Simplesmente o sono não vem, o olho não fecha, a mente não descansa. Por mais cansadas que estejam, as pessoas não dormem. E, se a pessoa não dorme a x quantidades de dias, seu corpo morre.

Para tentar resolver o problema da epidemia, e evitar que mais pessoas morrem, a empresa Corpo do Sono coleta o sono de pessoas saudáveis e doa para aqueles que precisam. Parece louco coletar sonhos né? Mas funciona, muitas pessoas se recuperam, mas a maioria ainda precisa de uma doação semanal para sobreviver. 



Nossa protagonista é Trish, que trabalha como recrutadora na Corpo do Sono e faz de tudo para salvar pessoas do destino que sua irmã teve: a morte lenta e dolorosa. Um dia, Trish recruta uma família com uma recém nascida, e descobre-se que essa bebê possui um sono especial, puro e universal (cada sono é como se fosse um tipo sanguíneo, alguns não podem receber de outros, por isso, precisa haver compatibilidade entre a pessoa que irá doar e a que irá receber). Ela então passa a ser chamada de Bebê A, e pode possivelmente ser a salvação da humanidade. Em paralelo com a história da Bebê A, temos a história do Doador Q, um doador de sono que espalhou um pesadelo à todos que receberam seu sono, ou seja, um caos em cima de uma epidemia. Além disso, Trish ainda descobre que os humanos, mesmo a beira da extinção, podem ser mesquinhos e gananciosos, e que não se deve confiar em todo mundo de olhos vendados.




Confesso que algumas partes do livro eu tive que reler. Achei alguns pontos confusos e um pouco enrolados. Mas como a premissa tinha me chamado a atenção, eu resolvi insistir e ir até o final.

O livro acaba focando bem mais na Corpo do Sono e em como ela funciona, do que na epidemia em si (eu queria mortes, sofrimentos e coisas do gênero, então se vocês também procuram isso...), e também na consciência e pensamentos da Trish - e na vida/morte da sua irmã.

Doadores de sono é um livro diferente, com uma temática nova, que tinha tudo para ser um sucesso estrondoso. Tem um aprofundamento psicológico bom, trata de temas importantes da sociedade e traz personagens com características marcantes, mas infelizmente, o livro peca em alguns aspectos, como a não exploram do ambiente fora da empresa, as mortes em si e o final um tanto fraco em relação ao que poderia ter sido.

Acho válida a leitura sim, principalmente para aqueles que gostam mais dos livros que tratam dos aspectos psicológicos da história e não somente de mortes e destruições que as epidemias causam.


 
Boa Leitura








 Me acompanhe nas redes sociais: facebook | instagram | skoob | twitter



3 comentários

  1. Oi Ellen, faculdade tira a gente do eixo mesmo né. Eu fiquei um tempo afastada do blog também por conta disso, mas agora finalmente chegaram as benditas férias né (rsrs). Eu vi esse livro em algum lugar, mas não me lembro exatamente onde, mas ele não me chamou atenção ao ponto de querer ler. Pode ser que eu mude de ideia, quem sabe.
    Beijos
    Quanto Mais Livros Melhor

    ResponderExcluir
  2. Ellen!
    Nem consigo imaginar perder o sono e precisar que alguém o doe para mim...kkk
    Achei o tema realmente bem interessante e gostaria de apreciar todo conteúdo psicológico abordado pelo livro.
    E que pena ele focar mais na Corpo do Sono e deixar um pouco a desejar.
    “O verdadeiro sentido do Natal não está nos presentes e nem no papai noel, mas sim no nascimento de Jesus Cristo, que veio ao mundo para nos libertar do pecado e ser o nosso único salvador!” (Andréia Godoi)
    Boas Festas!
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de DEZEMBRO ESPECIAL livros + BRINDES e 4 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  3. Oi,até que achei a história desse livro bem original.Pensei até que com a falta de sono, às pessoas se transformariam meio que em zumbis Rsrs.
    Convenhamos que ficamos bem parecidos quando não dormimos bem. :)

    Não é um livro que me faria desejar ler desesperadamente. Mas se eu tiver uma oportunidade vou ler. Afinal,não deixa de ser um tema instigante.

    ResponderExcluir

Deixe seu Comentário!