[RESENHA] Princesa de Papel - Erin Watt - @PlanetaLivrosBR

segunda-feira, 6 de março de 2017

PRINCESA DE PAPEL
Autora: Erin Watt
Editora: Essência
I.S.B.N.: 9788542208870
Páginas: 368
Sinopse: O primeiro livro da série The Royals, a nova sensação new adult dos EUA. Ella Harper é uma sobrevivente. Nunca conheceu o pai e passou a vida mudando de cidade em cidade com a mãe, uma mulher instável e problemática, acreditando que em algum momento as duas conseguiriam sair do sufoco. Mas agora a mãe morreu, e Ella está sozinha. É quando aparece Callum Royal, amigo do pai, que promete tirá-la da pobreza. A oferta parece tentadora: uma boa mesada, uma promessa de herança, uma nova vida na mansão dos Royal, onde passará a conviver com os cinco filhos de Callum. Ao chegar ao novo lar, Ella descobre que cada garoto Royal é mais atraente que o outro – e que todos a odeiam com todas as forças. Especialmente Reed, o mais sedutor, e também aquele capaz de baixar na escola o “decreto Royal” – basta uma palavra dele e a vida social da garota estará estilhaçada pelos próximos anos. Reed não a quer ali. Ele diz que ela não pertence ao mundo dos Royal. E ele pode estar certo. 

“Intenso, quente e assustador – eu não consigo parar de pensar em Princesa de papel” Emma Chase, Autora Da Série Tangled.


Os Royals vão arruinar você!

Intenso, sexy e desafiador. Princesa de Papel é um livro que inicia ardendo lentamente, mas logo nos incendeia durante a leitura nos deixando tão consumidos, que quando ele acaba conosco só resta cinzas do leitor e o calor ardente que nos consumiu do início ao fim da narrativa avassaladora de Erin Watt.

Sob o pseudônimo de Erin Watt, Elle Kennedy e Jen Frederick se juntaram para criar a série de livros mais intensa e desconcertante que eu tive a oportunidade de ler. The Royals, com sua narrativa impactante, sua trama sexy, deliciosa e profundamente infame, nos brinda com 3 livros que simplesmente acabam com a estrutura emocional do leitor ao embarcarmos na montanha russa de interesses que são estes livros.

E gente, estas duas fazem miséria dos leitores já neste primeiro livro! Quase enlouqueci da primeira vez que li e agora quando reli na edição brasileira, fui simplesmente engolida novamente pela narrativa que acabei com ele em 24 horas.

Em Princesa de Papel, conhecemos Ella Harper, uma garota de 17 anos, sozinha no mundo e que para sobreviver e tentar garantir um futuro decente ganha a sua vida como striper.
Alguns adolescentes sonham em viajar pelo mundo, ter carros velozes, casas grandes. Eu? Eu quero ter meu apartamento, uma geladeira cheia de comida e um emprego estável que pague bem, de preferência tão empolgante quanto esperar cola secar.
Princesa de Papel - pág. 11

Ella é arrancada diretamente do lixo para o luxo quando Callum Royal aparece em sua vida e se apresenta como seu tutor.
Amigo íntimo de Steve, um pai que ela nunca conheceu, após ter perdido sua mãe e lutar diariamente pela sobrevivência, é simplesmente muito tentador acreditar na vida maravilhosa que Callum lhe oferece em uma bandeja de prata a partir deste momento. 

Mas Ella é uma sobrevivente e sabe muito bem que na vida, nem tudo o que reluz é ouro, ainda mais quando colide de frente com a muralha dos esnobes e agressivos garotos Royal.


A narrativa de Erin Watt simplesmente te devora vivo durante a leitura! A cada nova página, queremos sempre mais.

O principal diferencial de Princesa de Papel é a crueza com a qual estas autoras magníficas abordam o bullyng e o preconceito usual e comum entre os elitizados.
O leitor que não está acostumado com tramas tão viscerais, toma realmente um choque ao se deparar não com um romance bobinho, mas com uma avassaladora trama de intrigas, segundas intenções, sexo e muito interesse. 

Todos escondem segredos sujos.
Mesmo o amor embalado em um belo laço, tem seu lado feio e sujo...e estas autoras conseguiram de maneira brilhante nos encantar com todos os lados intrigantes desta história.

E Ella é uma heroína maravilhosa!! Poderosa!! Inesquecível!!
O destino é para os fracos, pessoas que não tem poder ou força para moldar a vida como precisam que seja. Ainda não cheguei lá. Não tenho poder suficiente, mas terei um dia.
Princesa de Papel - Pag. 45
Todos os personagens de Princesa de Papel são profundos e com personalidades tão complexas que nos tornamos praticamente detetives tentando captar tudo quê está por trás de cada gesto ou ação.

Cada membro da Astor Park com sua arrogância e comportamento infamemente esnobe. Cada Royal desde Callum, os Gêmeos e os três Mosqueteiros mais velhos, Gideon, Easton e Reed vão simplesmente fazer morada em nossa alma e juntamente com estas autoras, nos devorar vivos durante a leitura.

Cada irmão vai nos conquistar de todas as formas possíveis! Vamos sentir raiva deles, vamos sentir tesão por eles, vamos amar e odiar com tanta intensidade que mais uma vez eu digo, tem que ter um coração muito forte pra resistir a tudo o que estes verdadeiros Deuses Multimilionários serão capazes de fazer conosco durante a leitura deste livro.

A edição brasileira da Planeta está linda!! A capa ficou maravilhosa e todo o trabalho de tradução e revisão ficaram excelentes. Superou minhas expectativas em todos os aspectos, fazendo com que a edição brazuca de um dos meus livros favoritos ficasse simplesmente um arraso!!

Princesa de Papel é um livro que vai te consumir do início ao fim. A cada novo capítulo ficamos pensando, remoendo, revivendo todos os grande momentos lidos. Quando acabamos a leitura, ele fica com a gente por muito tempo.

Todos os meus pensamentos vagaram direto para Ella e os Royals durante muito tempo. De novo e de novo, meu coração inquieto não consegue esquecer daquele final!

Gente!!! E o que foi aquele final?!?!?! Lacrador!!! 

Leiam!! Leiam!! Leiam!!!

Junte-se ao clube dos alucinados e arruinados pelos Royals!!!

Compre aqui!!

4 comentários

  1. UAU!!! Mega empolgada depois de ler sua resenha! Espero muito que supere minha expectativa, pois esse livro promete. Depois que lê-lo virei aqui comentar! Acabei de conhecer seu blog e já amo, estou lendo loucamente as resenhas. Bjs!

    ResponderExcluir
  2. Oh-meu-Deus! Scheila, eu preciso desse livro...
    Você me ganhou nessa resenha ao dizer que "a série de livros mais intensa e desconcertante que eu tive a oportunidade de ler"!!!!! Eu precio meeeesmo, ler! O pior é que não comprei o livro quando estava em promoção... tô desesperda pra ler... nota mental: nunca mais ler as resenhas da Scheila, hahahahahaha, tô brincando! Você sempre me indica livros maravilhosos! Obrigadaaa! Bjs.

    ResponderExcluir
  3. Fui na Livraria hoje, passeando no lugar que mais gosto no mundo e dai me deparei com esse livro. Peguei ele, li a sinopse. Botei no lugar... mas antes de ir pro caixa, passei e peguei ele... Sai com dois livros, um que eu realmente queria muito e outro que gostei da sinopse. Resolvi procurar sobre o segundo na internet e me deparei com o seu blog, que por sinal é uma graça. Achei lindo e já mandei o link nos grupos dos whats. Mas enfim, voltemos ao livro. Fiquei encantada com a sua resenha e vou começar a lê-lo hoje a noite, antes mesmo de ler o livro que eu queria. Que vida difícil de leitor né. Sai da livraria com peso na consciência, tenho mais de 60 livros pra ler... nem sei porque compro. É vício só pode...
    Beijos enormes.
    @brih_26 <- insta.

    ResponderExcluir
  4. Voltei pra dizer que eu devorei o livro 01 e fui obrigada a baixar na internet os outros porque o final desse primeiro livro foi de matar!! E nem vou comentar o final da saga porque.... olha que isso. Gente essa série é muito boa. Apaixonei. Terminei querendo mais... Valeu super a pena ter comprado esse livro. Quero mais Royals.... Bem que poderia ter um livro do Collum né? Acho digno ter um dele. Vou confessar que eu queria um do Easton tb... ai que dó. Apaixonada por ele, melhor personagem do livro. Ri alto com esse menino. Na expectativa para novos livros delas.
    Beijos enormes.
    @brih_26 <- insta.

    ResponderExcluir

Deixe seu Comentário!