RESENHA] Um gato de rua chamado Bob - James Bowen - @Novo_Conceito

sexta-feira, 17 de março de 2017



Há algum tempo eu tenho o Bob parado na minha estante. Livros de animais sempre cativaram e me chamavam atenção para lê-lo, ainda mais se forem histórias reais. Mas, por algum motivo, eu demorei a ler essa história. Foi então que a editora Novo Conceito relançou, no ano passado, o livro com uma capa nova – lindíssima por sinal – e me despertou novamente o desejo de ler essa obra. Assim, não me contive e o coloquei na meta de leitura desse ano.

Depois que concluir a leitura eu me perguntei: porque demorei tanto para ler essa história tão fofa? Sério gente! Não só os amantes de gatos, mas de animais, precisam conhecer a história do Bob, o gato amarelo.

A história é narrada por James Bowen, um viciado em drogas em recuperação, que encontra em um gato laranjinha de rua, abandonado e machucado, um novo motivo para seguir em frente e se reerguer. Juntos, os novos e inseparáveis melhores amigos, vão em busca de uma vida melhor na grande cidade de Londres.

Enquanto tentava se manter longe do vício da drogas, James tocava guitarra e cantava nas ruas movimentadas de Londres para conseguir dinheiro, afinal, ele não conseguia um emprego formal. Era um dinheiro escasso, que basicamente pagava suas contas. Com a chegada de Bob, James precisou pensar em manter os dois. Bob era como se fosse um filho para James, e ele tinha a obrigação de mantê-lo bem – ele escolhera essa vida quando o encontrou no seu prédio. Após um tempo, Bob vai junto com James aos espetáculos de rua, e imediatamente o gatinho amarelo começa a chamar atenção da população. Não demorou muito para que muitos se apegassem, e ajudassem James e Bob a sobreviverem. Entre altos e baixos, sustos e alegrias, os dois aprenderam a viver na cidade e a confiar um no outro.
 




James teve uma vida muito difícil. Naturalmente, nós leitores, ficaríamos com raiva de um personagem que agia como James agia: sempre de mal, reclamando dos problemas e indo pelo pior caminho, o das drogas. Mas a história nos faz perceber que não devemos ter raiva. Precisamos ajudar essas pessoas, e não desprezar ou ignorar só porque simplesmente achamos que alguém não é digno de algo melhor. James, durante muito tempo, ficou invisível a todos. Foi somente graças à chegada de Bob que ele começou a ser notado, e ser tratado como gente. Isso me fez refletir muito a respeito das nossas ações perante aos outros na rua, principalmente a forma como julgamos alguém pela aparência. Não só isso, Bob fez com que James crescesse e amadurecesse de uma forma incrível. Acho que, no fim, tudo que ele precisava era de algo a que se agarrar. E Bob foi essa ancora na vida dele.

Bob é um gatinho que chama a atenção por onde passa. A cor da sua pelagem, um amarelo alaranjado brilhante, não é o único motivo que atrai o olhar de todos. Dócil, carinhoso e muito pacífico, ele consegue arrancar um sorriso do rosto de todos, e melhorar definitivamente o dia de muita gente.

É um livro lindíssimo, que traz uma história real e encantadora sobre amizade, lealdade e superação. Não é um mar de rosas, e não tem só as histórias bonitas que os dois viveram. Ele conta, principalmente, a superação da dependência química de James e de como Bob o ajudou nessa missão. Uma história tocante, que merece ser apreciada e lida com uma emoção.



Excelente! Leia Agora! 

Um gato de rua chamado Bob | James Bowen
ISBN: 9788581634579 | Ano: 2016 | Páginas: 208 | Editora: Novo Século | Adaptação cinematográfica: Sim
 
Um gato de rua chamado Bob é o primeiro livro de uma trilogia quee em 2016 foi adapta aos cinemas pela Sony Pictures. O filme foi protagonizado pelo próprio Bob e por Luke Treadaway (no papel de James), e vocês podem conferir o trailer a seguir:  









 Me acompanhe nas redes sociais: facebook | instagram | skoob | twitter

0 comentários

Postar um comentário

Deixe seu Comentário!