[RESENHA] Throb - Vi Keeland

segunda-feira, 8 de maio de 2017

throb
Vi Keeland
E-Book em Inglês AMAZON

Sinopse em tradução livre: 
As regras:
Nenhum namoro.
Nenhum sexo fora do jogo.
Não divulgar os termos do contrato.

Regras foram feitas para ser quebrado, certo?

Há oito semanas eu assinei um contrato. Um que parecia uma boa idéia na época. Um belo solteiro, acomodações de luxo, e uma chance de ganhar um prêmio que minha família precisava desesperadamente. Havia algumas regras embora. Muitos deles na verdade. Siga o script, sem namoro, sexo, ou divulgando os termos do negócio. Depois da minha moratória auto-imposta sobre os homens no ano passado, não seria difícil viver até o meu fim do negócio ... então eu pensei. Até que eu percebi que o negócio que eu tinha feito era com o diabo ... e eu estava apaixonado por seu irmão falando mal.

Já deu pra perceber que ando numa vibe maluca por Vi Keeland e Penelope Ward né?

Então, depois de degustar alguns livros delas em conjunto, agora estou mergulhando na bookgrafia individual delas e o eleito deste feriado de Páscoa foi Throb.

Kate é uma garota doce, inteligente e muito bonita. Filha de um famoso jogador de pôker, ela apela para a sorte nas mesas de carteado de vez em quando, mas no momento, para auxiliar sua família, seu jogo é outro.
Cooper é determinado, um CEO arrojado da indústria cinematográfica. Tanto nos negócios como na vida, sua mão é quem dá o comando, isso até o destino blefar com ele e colocá-lo no caminho da misteriosa Kate.

Assim como todos os livros da Vi, Throb é aquele romance que inicia com um encontro inusitado, temperado com muito bom humor, situações lindas, fofas e românticas, assim como cenas hots de tirar o fôlego. Então como sempre ADOREI!!!

Cooper estava acostumado a ter o mundo e as mulheres aos seus pés. Mas Kate é diferente. E, embora a atração entre eles seja mais do que explosiva, ela ainda guarda um segredo que faz com que quê ficarem juntos não seja uma opção.

Adorei a narrativa leve e fluída em primeira pessoa. Sempre alternando entre os pontos de vista masculino e feminino, Vi Keeland dá um ritmo ágil e delicioso à trama, fazendo cada capítulo simplesmente ser devorado durante a leitura.
Adorei a doçura, mas também a garra e coragem de Kate, até agora uma das melhores mocinhas visto que consegue muito bem se submeter ao mocinho, mas sem perder identidade ou levar qualquer desaforo pra casa.

Cooper também não deixou nada a desejar. Forte, ousado e completamente determinado ele vai ir atrás do que quer. E seu foco no momento é Kate, assim, nada o impedirá de ter o que deseja e principalmente de lembrá-la que é ele quem ela deseja também.

Um livro delicioso do início ao fim! E agora, que venha Beat, já que tem um boy muito fofo que acabou ficando na friendzone em Throb que eu estou mega curiosa pra ver como ele vai se arrumar.

0 comentários

Postar um comentário

Deixe seu Comentário!