[Série] Conheça a hilariante Chewing Gum no Netflix

quarta-feira, 3 de maio de 2017

Chewing Gum é uma série de televisão de comédia britânica. Protagonizada e escrita por Michaela Coel, Robert Lonsdale, Susan Wokoma, Danielle Walters e Tanya Franks, está sendo exibida em seu país de origem pela E4 desde 6 de outubro de 2015.

Em 2016, a série de comédia de situação foi premiada pela Royal Television Society Awards e pela British Academy Television Awards.

Sinopse: Tracey Gordon (Michaela Coel) é uma cristã londrina de 24 anos que, criada pela mãe, bastante religiosa, nunca teve uma experiência sexual. Reprimida e com conhecimentos sobre sexo bastante limitados, a jovem tenta perder a virgindade com o noivo, Ronald (John McMillan), que pretende se manter casto até o casamento. Na tentativa de seduzir o rapaz, Tracey conta com a ajuda de sua melhor amiga, Candice (Danielle Walters), que é bem mais “vivida” quando o assunto é sexo, e de sua avó, Esther (Maggie Steed).




SIMPLESMENTE IMPERDÍVEL!!! SE VOCÊ PRECISA RELAXAR, RIR É O MELHOR REMÉDIO E CHEWING GUM A MELHOR PEDIDA!

Quando a minha filha se deparou com esta série no Netflix, já havia comentado comigo que a mesma era muito engraçada e que eu deveria assistir em breve. Mas como a minha lista de séries e de leituras está sempre atrasada, nunca fiz muita questão. Até esta semana.



Depois de uma semana realmente estressante e um dia de caos por conta dos protestos na sexta, minha filha deu o play na série e disse: mãe, tu precisa relaxar! Assiste que tenho certeza que você vai gostar.
Cada episódio dura entre 22 e 25 minutos mais ou menos e EU NUNCA RI TANTO EM TÃO POUCO TEMPO NA VIDA!! kkkkkkk



A série acompanha as agruras de Tracey. Com 24 anos, negra e de família evangélica fervorosa, ela ainda é virgem e está determinada a acordar para os prazeres da vida e resolver sua condição o mais rápido possível.
Mas ela além de inocente é muito sem noção para tudo. E vamos combinar, a personagem é mais feia que bater na mãe em dia de natal...kkkkk 

As situações mais do que inusitadas que ela se envolvem são hilarias e fica realmente muito difícil a resistir aos encantos da série. Ela chega a dar os ares de "Everybody Hates Cris", por conta da ambientação da vizinhança e baixa renda e também das ciladas em que a protagonista se mete.



Embora os episódios sejam curtinhos, acontece tanta coisa e tantas situações absurdamente bizarras e sem noção que parece que é mais tempo e tipo, você gargalha praticamente do inicio ao fim. Houve momentos de ficar sem ar de tanto rir, dá pra acreditar??? Pois acreditem, fiquem com o rosto e a barriga doendo de gargalhar alto o tempo todo. Assisti a primeira e a segunda temporada seguidas e adorei!!

E mesmo com muitas situações "no sense" de Tracey, aos poucos também vamos vendo o seu despertar para a vida adulta, seu bom coração, mas também o encontro de sua auto percepção como mulher. Em alguns pontos as agruras da coitada lembraram o livro "A Vida Sexual da Mulher Feia" de Claudia Tejes. E tráz momentos de reflexão, porque convenhamos né migas...hoje em dia se você não tem corpinho e rostinho de Barbie, mesmo se o cara for um tremendo idiota, barrigudo ou corpo sem futuro, se acha no direito de esnobar, né? 
Chewing Gum é uma série sem glamour nenhum, mas com o dobro de risadas que você poderia imaginar ser possível. 
As atuações do time são excelentes e mesmo entre as situações mais grotescas e exageradas, a produção ainda conseguiu dar alguns toques fofos e emocionantes, tratando de relações familiares, amizade e uma rede de apoio mútuo.


Muito divertida! Recomendo!



0 comentários

Postar um comentário

Deixe seu Comentário!