[RESENHA] Morte Lenta - Matthew Fitzsimmons - @FaroEditorial

sexta-feira, 9 de junho de 2017

MORTE LENTA
Matthew Fitzsimmons
Editora: Faro Editorial
I.S.B.N.: 9788562409912
Páginas: 320
Compre: SARAIVA - AMAZON

Sinopse: MATTHEW FITZSIMMONS nasceu em Illinois, mas cresceu na Londres punk na década de 1970, próximo à Kings Road. Sua infância, até então idílica, foi quebrada pela experiência traumática ao assistir Star Wars em 27 de dezembro de 1977, na Leicester Square. Ao lado, ouvia o ronco de seu pai durante a sessão daquela que era, claramente, a maior conquista cinematográfica de todos os tempos. Foi quando começou a ter certeza de que mentiram pra ele, pois deve ter sido adotado. Graduou-se em Psicologia, estudou teatro, morou em Nova York e depois na China, onde rascunhou sua primeira ficção política. Atualmente mora em Washington, onde leciona literatura inglesa e teatro. Este livro de estreia alcançou tamanho sucesso que o autor decidiu contar novas histórias sobre o hacker investigador.
Me perguntei durante quase uma década se algum romance policial mexeria com a minha cabeça desde “Quem tem medo do escuro”. Morte Lenta praticamente me virou do avesso!

Dividido em Parte I - Virgínia, Parte II - Somerset e Parte III- Geórgia e narrado em terceira pessoa, Morte Lenta é o primeiro livro da série Gibson Vaughn.

E neste primeiro livro da série policial, Matthew Fitzsimmons nos traz a história de uma menina desaparecida que repentinamente surgem pistas quentes sobre seu possível paradeiro. 

Até aí me perguntava qual seria a novidade (claro que não vou contar todas pra vocês). 

Foram várias. 

Primeiro o mocinho Gibson Vaughn não é um típico mocinho. Ele é extremamente “mundano”. 
Sente raiva, medo, ansiedade e sabe que não é um presente de Deus para a humanidade. 

Alternando passado e presente, Gibson vai revivendo partes de sua infância com Suzanne a garota desaparecida e o cotidiano atual, onde busca desesperadamente respostas sobre o seu paradeiro.

Gibson é só um cara movido por sua determinação em descobrir a verdade e que no final é arremessado pelo para brisa a 100 quilomentos por hora junto com o leitor. 

Morte Lenta não é para quem espera por finais felizes, mas pra quem quer ao menos um gostinho de vingança. 

A Edição da Faro está maravilhosa como sempre. Morte Lenta tem uma capa impactante e o trabalho gráfico, tradução e revisão como sempre estão impecáveis.

Algumas pontas ficaram soltas, mas espero ansiosa por ata-las nos próximos livros...porque Senhor, haja fôlego pra encarar esta montanha russa durante a leitura.


Esta resenha foi publicada por Morgana Marks, nossa nova resenhista.
Gaúcha aficionada por ótimas histórias, apaixonada por vampiros e aspirante à escritora.

0 comentários

Postar um comentário

Deixe seu Comentário!