[RESENHA] Sem Juízo - Emma Chase - @univdoslivros

sexta-feira, 30 de junho de 2017

SEM JUÍZO
Série Legal Briefs 
Autora: Emma Chase
Editora: Universo dos Livros
I.S.B.N.: 9788550301310
Páginas: 304
Compre: SARAIVA - AMAZON
Sinopse: Emma Chase, autora best-seller do The New York Times e escritora da série Atraído volta com o primeiro volume da série Legal Briefs. Como advogado em Washington, DC, Stanton Shaw mantém as perguntas afiadas e os argumentos irrefutáveis, além de ser conhecido como “Encantador do Júri” com seu sotaque do sul, sorriso irresistível e olhos verdes cativantes. Embora pareça que sua vida está seguindo pelo caminho que sempre desejou, o advogado perde o rumo ao descobrir que Jenny, sua namorada do colegial e mãe de sua filha, irá se casar. Como uma medida desesperada, ele implora que Sofia – a amiga alucinantemente colorida – o acompanhe ao Meio do Nada, no Mississippi, para ajudá-lo a reconquistar a mulher que ama. Sofia aceita, mesmo que seu lado racional diga uma coisa e seu coração outra… O que pode acontecer quando você mistura uma cidade com um único semáforo, dois advogados profissionais, uma rainha do baile de formatura, quatro irmãos mais velhos, a salsicha de Jimmy Dean e uma vovó armada? O uísque rola solto, a paixão cresce e até o mais detalhado dos planos é atropelado pelos desejos do coração.
Adoro a escrita leve e divertidíssima de Emma Chase, desde que li Atraído sou completamente apaixonada por esta autora e por seus personagens tão cativantes, engraçados e perfeitamente imperfeitos.

Sem Juízo é mais uma dose da escrita dinâmica e divertidamente sexy de Emma. 
Começando o livro já com um maravilhoso Easter Egg, revemos o nosso amado Drew Evans em sua época de faculdade dando uma de mestre Jedi e ensinando ao Padawan Stanton Shaw de carinha romântico que deixou o seu grande amor no interior, para um cretino sexy e pegador, criado definitivamente à imagem e semelhança de seu mestre.

E logo vamos aos dias atuais, onde nosso antes doce Stanton, agora é o leão dos tribunais. Lindo, charmoso, inteligente, nosso amigo agora é o encantador de juris e o maior pegador já conhecido pelas mulheres.

Ele tem sucesso, tem amigos incríveis, ama o seu trabalho e neste momento tem também Sofia. Sua colega de trabalho e amiga de cama. 
Linda, esperta e perspicaz, ela é uma igual no tribunal e uma deliciosa adversária que ele adora fazer se render aos seus encantos no quarto. Mas Stanton é muito mais do que a euforia de ganhar um novo caso ou a satisfação de uma nova conquista, parte de sua alma ficou em casa, quando os tempos eram outros e as coisas eram mais simples. Com Jenny seu primeiro amor.
O amor da juventude é forte. O primeiro amor é poderoso. Mas o que a gente não sabe quando é jovem - e é impossível saber - é quão longa a vida realmente é. E a única coisa certa na vida, além da morte e dos impostos, é que ela muda.
E agora que Jenny resolveu seguir em frente com a sua vida, Stanton está sem chão e irá embarcar juntamente com sua amiga de cama e grande escudeira Sofia numa corrida contra o tempo para recuperar o grande amor de sua vida.

Gente, estou aqui abrindo um parêntese quanto a este livro. Tenho que salientar que realmente a escrita de Emma Chase continua impecável. Seus personagens são complexos e cativantes, não tem como não adorar a família de Stanton, assim como o povo da cidade do interior, mas também ficamos loucos por Sofia e toda a turma do escritório.

Os diálogos continuam inteligentes e muito interessantes, com tiradas muito boas que acabam rendendo cenas engraçadas, principalmente na corrida de Stanton para impedir o casamento de Jenny em sua cidade natal. Ri pra caramba com diversas cenas e situações sem noção o que já vale a leitura deste livro.

As cenas hots também são de tirar o fôlego, mas sempre com muito bom gosto, o que eleva o nível dos romances de Emma Chase para serem guardados para sempre no coração e na memória.

Mas enquanto eu me apaixonei pelo lugar, situações, cenas hots e engraçadas, por todos os outros personagens e mais uma vez pela escrita de Emma Chase, eu não consegui me apaixonar por Stanton.
Ok, ele é lindo, sexy como o melhor diabo conquistador e fofo em diversos momentos, mas também ele é a criatura literária mais infantil e sem noção que eu já topei por aí.
A possibilidade de Sofia se sentir desconfortável com meus sentimentos por Jenny chega a brotar por um instante, mas logo deixo este pensamento de lado. Ela sempre soube da minha relação com Jenny, mesmo antes de transarmos a primeira vez, Sofia não tem nada a ver com Jenny - é como se elas fossem dois cômodos diferentes. Na verdade, duas construções diferentes. Como um celeiro e uma casa. Ambos importantes, mas não estão relacionados. Servem a dois propósitos distintos.
Só pela citação acima, eu já teria enfiado a mão na fuça dele!! E outra, quem é que leva a sua "amiga de f*da" a tira colo numa incursão para tentar recuperar o suposto "amor de sua vida"????????

Sou uma criatura completamente independente e dona do meu nariz e do meu destino, sendo assim, os pensamentos pequenos e machistas de Stanton me incomodaram profundamente. Mesmo sabendo que no fundo ele ainda estava preso ao passado e uma parte dele ainda não havia saído da infância para realmente encarar a vida adulta, achei o ó toda a situação dele envolvendo Jenny e a filha desde a faculdade até agora.

E juro que tentei gostar dele. Mas do início ao fim do livro eu só tinha vontade de encher a cara do Stanton de bolachas, assim como ter uma conversa muito de perto com Jenny e Sofia para pararem de perder tempo com este idiota.

Sofia por sua vez é uma personagem magnífica. Adorei seu senso de propósito e sua garra e coragem, e o fato da autora demonstrar que mesmo mulheres poderosas como ela, acabam virando meros fantoches do coração quando acabam se apaixonando, capazes de cometer atos tão sem noção, mesmo sem se dar conta, nos traz muita coisa como quê refletir.

Sem Juízo é muito além do que uma comédia romântica. É um livro que trata de amadurecimento, mas principalmente sobre deixar suas zonas de conforto e abrir a mente e o coração para o novo. Novos sentimentos, novas pessoas. Muitas vezes perdemos oportunidades fabulosas por continuarmos a viver no passado, sem se dar conta de que algum momento foi isso...já passou e agora é a hora de seguir em frente.

A capa e todo o trabalho de tradução e edição da Universo dos Livros está lindo e com certeza esta será mais uma das séries queridinhas, já que não tem como não amar cada livro desta autora.

Mas Scheila, então por que 3 estrelas na avaliação? Emma Chase escreve tão bem que ainda estou incapaz de deixar de lado a vontade de esganar Stanton e dar um sacode na mulherada à sua volta...hehehehehe...realmente espero me apaixonar perdidamente pelos próximos mocinhos, já que Stanton difícilmente sairá da minha lista negra.

0 comentários

Postar um comentário

Deixe seu Comentário!