[RESENHA] Olhos Prateados - Série Five Nights At Freddy’S - @intrinseca

terça-feira, 1 de agosto de 2017

Five Nights at Freddy's
Olhos Prateados
Scott Cawthon
Kira Breed-Wrisley
Editora Intrínseca
I.S.B.N.: 9788551001462
Páginas: 368
Compre: SARAIVA - AMAZON
Do criador dos games FIVE NIGHTS AT FREDDY’S, uma história que expande o universo dos jogos, repleta de terror e suspense. No popular videogame criado por Scott Cawthon, o jogador assume o papel de um segurança contratado para tomar conta de uma pizzaria durante a noite, enquanto os animatrônicos perambulam e ganham ímpeto violento. Mas o mistério por trás dessas criaturas e dos assassinatos que ocorreram ali nunca foi desvendado... até agora. Olhos prateados extrapola o universo que conquistou fãs no mundo todo e traz à tona os medos mais obscuros que só brinquedos sinistros são capazes de provocar.O primeiro livro da trilogia Five Nights at Freddy’s leva o leitor ao mundo de Charlie, uma adolescente que volta para sua cidade natal quando é convidada para participar de uma homenagem a um de seus amigos de infância, morto dez anos atrás, em circunstâncias misteriosas, dentro da pizzaria do pai dela. Tomados pela nostalgia e determinados a desvendar o crime jamais solucionado, Charlie e seus amigos acabam voltando à pizzaria, agora totalmente abandonada. Eles logo vão descobrir que as coisas lá dentro não são mais as mesmas. Os quatro animatrônicos mudaram. Os bonecos que antes encantavam as crianças agora guardam um segredo sombrio... e um plano mortal. 

• Lançada em 2014, a série de games FIVE NIGHTS AT FREDDY’S tem cinco jogos disponíveis e seguidores fiéis ao redor do mundo. No Brasil, vídeos sobre o jogo em canais especializados do YouTube chegam a registrar perto de 20 milhões de visualizações e, recentemente, o programa Zero1, apresentado por Tiago Leifert na TV Globo aberta, dedicou ao jogo uma edição inteira.


• Lançado em setembro de 2016 nos Estados Unidos, Olhos Prateados está há 16 semanas na lista de mais vendidos de livros jovens do The New York Times.
“Scott Cawthon sabe muito bem brincar com o medo sombrio causado por animatrônicos assustadores.” Joel Couture, Indie Game Megazine


Já dá um arrepiozinho de medo só de abrir o livro, pois a capa dele está incrível com aquele monstro com expressão sádica nos olhinhos vermelhos. 
Pelo que vi, a Intrínseca trouxe para as páginas um verdadeiro ícone no quesito jogos de terror...realmente impossível não entrar no clima!
Quantas vezes acontece de voltarmos ao nosso lugar da infância e as coisas mais bonitas terem mudado drasticamente e pra pior?

Dez anos após a trágica morte de um amigo, Charlie está de volta a sua cidade natal, para uma cerimonia em homenagem ao tal amigo.
Os autores Scott Cawthon e Kira Breed-Wrisley prometem uma história cheia de aventura e terror, mas pecam um pouco pela falta de dinamismo na narrativa o que por vezes torna fácil demais a leitura possibilitando a perda de foco do leitor. 

É uma história boa, mas conseguimos conhecer pouquíssimo sobre as personagens, incluindo o protagonista Charlie, o que infelizmente tornou o livro raso. 

Claro, haverá mais dois livros e espero ansiosa pelo desenvolvimento da história, uma vez que bichinhos cyborg/pelúcia do capeta não são um assunto saturado como vampiros adolescentes, adolescentes com câncer ou milionários apaixonados por mocinhas sem graça (foi mal Sr e Srª Grey) então essa série ainda tem um grande potencial e aguardo ansiosa pelos próximos!

Confesso que levei um tempo para entender completamente a proposta da capa e que agora o livro fica na parte mais alta da estante porque vendo a capa me dá medo!!! Pesquisei bastante sobre o jogo e fiquei MEGA curiosa, talvez vivenciando a experiência completa eu consiga embarcar de corpo e alma nos próximos volumes.



Esta resenha foi publicada por Morgana Marks, nossa nova resenhista.
Gaúcha aficionada por ótimas histórias, apaixonada por vampiros e aspirante à escritora.

1 comentários

  1. A editora conseguiu deixar a capa realmente assustadora !
    Para quem gosta deste gênero é bastante atrativo.
    Não conheço o jogo, mas fiquei bem interessada no livro, para saber mais sobre o que acontece.
    Uma pena autor não ter se aprofundado mais nos personagens, é sempre bom sabermos mais sobre eles para podermos desenvolver aquela afeição.
    Vou colocar na listinha!
    Parabéns pela resenha.
    beijinhos
    She is a Bookaholic

    ResponderExcluir

Deixe seu Comentário!