[RESENHA] Uma Duquesa Qualquer - Tessa Dare - @gutenberg_ed

segunda-feira, 30 de outubro de 2017

Uma Duquesa Qualquer
Autora: Tessa Dare
Editora: Gutenberg
I.S.B.N.: 9788582354735
Páginas: 272
Compre: SARAIVA - AMAZON

Sinopse:
Uma duquesa em busca de sua sucessora. Um jovem duque relutante em se casar.
Uma criada que adora desafios.

O que fazer com um duque relutante em se casar? A Duquesa de Halford – e mãe de Griffin, o duque libertino, irresponsável, que deseja apenas os prazeres da vida – tem o plano perfeito. Na verdade, ela conhece o lugar perfeito... Spindle Cove.

No paraíso das jovens solteiras, a duquesa insiste para que o filho escolha uma dama. Qualquer uma. E ela a transformará na melhor duquesa de Londres. Griff, então, decide achar alguém que acabará com os planos e com a ideia maluca de forçá-lo a se casar... Ele escolhe a atendente da taverna Touro & Flor, Pauline Simms – que nunca sonhou com duques ou com casamento, mas sim com o dinheiro que possibilitaria uma mudança completa em sua vida e na vida da pobre irmã, Daniela.

O duque e a Srta. Simms estabelecem um acordo: a mãe de Griff tem uma semana para transformar a criada em uma duquesa perfeita, então Pauline deverá ser um desastre durante sete dias e, se tudo der certo (ou melhor, se tudo der completamente errado), receberá mil libras e poderá realizar o sonho de construir a própria biblioteca em Spindle Cove.

Em pouco tempo, porém, o duque é surpreendido ao conhecer Pauline e descobrir que a moça é muito mais do que uma simples atendente, e a atração entre os dois é inevitável. Mas em um mundo em que as classes sociais são o que realmente importa, vence a ambição ou o coração?

“Amor era um buraco nefasto que se abria na terra, ficando maior a cada instante.
A menos que ela tomasse muito cuidado, com certeza cairia dentro dele.”






Estou simplesmente encantada com este livro maravilhoso!!

A narrativa de Tessa Dare em terceira pessoa é simples, limpa e fluída. Com um ritmo delicioso, Uma Duquesa Qualquer nos transporta para o vilarejo de Spindle Cove e sua simplicidade cotidiana e para a Londres do século XIX com suas convenções sociais, ostentação e sobre tudo obrigações matrimoniais para com os nobres. 

Com uma matriarca que não aceita um NÃO como resposta, a autora nos brinda com as agruras de Griff e suas tentativas de despistá-la e continuar fugindo do casamento.
Sua mãe estava precisando de alguém para controlar. Ela não conseguia intimidá-lo, e os criados da Casa Halford eram bem treinados e estoicos demais. Ele tinha flertado com a ideia de dar para a mãe um cãozinho levado, isso era muito melhor, porque a Srta. Simms não iria urinar no carpete.
Tessa Dare nos proporciona uma experiência de leitura deliciosa, ao nos apresentar a tenaz Pauline e sua garra para vencer os obstáculos da vida, sendo fiel ao seu coração e suas raízes.
E, enquanto temos o dinamismo de Pauline, ainda aproveitamos a beleza, sagacidade e bom coração do libertino mais falado de Londres, o Duque de Halford, que aos poucos vai nos conquistando.
Oh, ele gostava daquela garota. Ele gostava muito dela. E isso o preocupou intensamente.
E mesmo que o arredio em relação ao amor seja ele, é maravilhoso ver as peripécias espontâneas e o jeito cativante de Pauline irem quebrando todos os escudos deste homem cínico e completamente devasso, mas que tem um coração muito maior do que se permite admitir.
- Não se trata do meu braço, Simms, mas de tudo. Estamos sozinhos no jardim enquanto um baile está acontecendo. Não consigo parar de olhar para seus seios e sua mão está... violando meu casaco. Está na hora de encararmos a verdade. Com relação às tentativas de evitar envolvimento, está não está funcionando. Não mesmo.
Estou descobrindo os romances de época recentemente e tenho a dizer que embora não sejam a minha expertise, consigo dizer quando um livro realmente é maravilhoso como este!! Terminei a leitura completamente encantada com os cenários, situações bem humoradas e sobre tudo os diálogos inteligente e apimentados que são um verdadeiro presente de Tessa Dare para os leitores. 

Com personagens diferentes, ousados e complexos, Spindle Cove é uma série apaixonante e ouso dizer, completamente viciante!
A leitura é tão agradável e fluída que infelizmente acaba cedo de mais e nos deixa com o coração palpitando de saudade, mas também, transbordando contentamento por ter lido um livro tão leve, divertido e romântico. 
E nem todas as evasivas do Duque, irão fazer ele ter sucesso em fugir de seu próprio coração...mas será que o fará continuar correndo do casamento?
Você é linda, Inteligente. Está me virando do avesso e não gosto disso. Não quero gostar de você. Já sofri demais com mulheres que invadiram meu coração e depois de uma semana abandonaram. Mas se eu não disser essas palavras agora mesmo, serei o mais baixo dos seres. Então aqui vai: você é extraordinária.
O ideal é ler os livros na sequência, mas cada livro da série é independente e embora tenham co-relação entre eles e diversos personagens vão dando o ar da graça aqui e ali, não há problema em lê-los fora de ordem (claro que se você não se importar com pequenos spoilers com as participações especiais).

E embora este tenha sido o primeiro livro da série que eu li (sei que comecei pelo final), AMEI tanto a leitura que já corri e comprei o primeiro e agora irei na ordem certa para garantir não perder nada deste povoado e suas habitantes tão peculiares, assim como suas aventuras românticas avassaladoras e deliciosas!!


1 comentários

  1. Oi,
    Nossa amei a indicação ainda não li nada dessa autora mas quero muito, porém são tantos livros e todos séries fica difícil saber qual começa cada uma rs. Bom saber que eles não seguem uma sequencia extritamente cronologica. Curti a indicação.
    Beijos
    Raquel Machado
    Leitura Kriativa
    https://leiturakriativa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Deixe seu Comentário!