[RESENHA] Honey - Kristen Ashley - @univdoslivros

segunda-feira, 20 de novembro de 2017


HONEY
KRISTEN ASHLEY
Editora: Universo dos Livros
I.S.B.N.: 9788550301969
Páginas: 512
Compre: SARAIVA - AMAZON


Sinopse: Emocionante e sedutor, Honey é o primeiro livro de uma nova série sensacional da autora best-seller Kristen Ashley Entre em um mundo decadente e sensual no qual machos alfa maravilhosos são escravos de prazer comprometidos a realizar os desejos de uma mulher. No clube de elite Bee’s Honey, nenhum limite é deixado de testar, e os desejos mais sombrios de alguém se tornam uma realidade sensual. Olivier não tem certeza de onde se meteu quando se associa ao clube Honey, só que uma parte obscura dele deseja o estilo de vida oferecido por esse clube exclusivo e secreto. Quando Amélie convida Olivier a se render, ela o incentiva a explorar seus desejos mais profundos como um submisso. Conforme eles se tornam mais íntimos e se veem se apaixonando mais do que imaginaram, a verdade sobre o passado de Olivier pode ameaçar o relacionamento que ambos desejam.
Eu estava morrendo de curiosidade para ler este livro, principalmente porque todo mundo fala muito bem da escrita de Kristen Ashley e como seus livros hots tascam fogo no leitores. E tenho a dizer que no quesito "sexo literário" esta mulher entende muito do riscado e Honey deixa Cinquenta Tons de Cinza no chinelo!
Honey é um clube de elite onde seus frequentadores encontram tudo o que precisam em um ambiente controlado, sadio e principalmente de alto nível.
Somente a nata dos praticantes do BDSM de Phoenix tem condições de arcar com seus altos padrões para associados.

Não há limites para o prazer.
Porém, em um mundo onde a prática leva à perfeição, Amélie é a ama mais prestigiada do Honey, mesmo assim, seu profundo conhecimento e sucesso como dominatrix, não é o bastante para preencher aquele vazio que ainda ecoa entro de seu âmago.

Olivier é um cara grande, forte e truculento. A epítome da masculinidade, um bombeiro que embora de coração gentil, tem o porte, o físico e a força de um grande jogador de futebol americano. 
Mas sua alma é atormentada por todos os seus desejos sexuais obscuros e que conflitam com a sua masculinidade. Esta necessidade está fazendo muito mal ao seu corpo e à sua mente, Olly precisa encontrar uma vazão.
Precisa de paz. Sua mente precisa se acalmar, mas antes disso o seu corpo precisa ser domado.

Ama Amélie sabe o que seu corcel Olivier precisa.

As cenas de Honey são de cair o queixo.
Todo o trabalho de pesquisa realizado por Kristen Ashley para trazer cenas tão fortes e eróticas, vale muito a pena a leitura.
As técnicas utilizadas por Ama Amélie em seu corcel são graficamente detalhadas, proporcionando ao leitor uma experiência quase real em assistir suas apresentações.

As cenas de sexo com todas as técnicas, brinquedos, posições e sensações que se possa imaginar acabam deixando o leitor cativo das salas de jogos também, e ávidos por mais interações entre Olivier e sua Ama.

Adorei a quebra da dominação masculina em livros de BDSM. No Honey, a maior parte da história gira em torno das Amas e suas técnicas e interações com seus submissos.
E minha gente, Ama Amélie entende muito do riscado e faz a gente entender que Christian Grey é muito júnior neste negócio de BDSM....amador total!! hehehehe

Honey é um romance erótico com um grande peso nas cenas tórridas, e embora tenha um romance doce e fofo, não apresenta grandes dramas, definindo o relacionamento entre Amélie e Olly rapidamente.

É um livro rápido de se ler, mesmo ele tendo mais de 500 páginas. A leitura é fluída mesmo com a narrativa em terceira pessoa alternando os pontos de vista entre Amélie e Olly.
Vamos conhecendo muitos outros personagens que embora saibamos de cara que serão muito importantes na série, acabam não tendo nenhum aprofundamento.

Gostei muito da leitura, mas não posso deixar de citar que a forma rasa como o relacionamento foi construído e a trama focada 75% em cenas de sexo suado, animal e nada convencional acabou me deixando uma pontinha de decepção, visto que eu via tanto potencial emocional que poderia ter se aprofundado, mas a autora optou pela simplicidade do apelo carnal.

É um bom livro hot e cumpre bem o seu papel como entretenimento.

A Edição da Universo dos Livros está muito bonita, valorizando a obra de Kristen Asheley.
Gostei muito do personagem taciturno introduzido no final deste livro e que será o mocinho principal do próximo livro da série. Acho que este promete mais emoções fora da cama ou das salas de jogos, então certamente esta série continua na minha lista de leitura!

A questão não era convencê-lo a não fazer aquilo. Era escolha dele. Ela só tinha que lhe mostrar para que ele pudesse tomar a decisão correta.

Confira a capa original do livro. 

0 comentários

Postar um comentário

Deixe seu Comentário!