[RESENHA] Os 27 Crushes de Molly - Becky Albertalli - @intrinseca

segunda-feira, 1 de janeiro de 2018

Os 27 Crushes de Molly
Becky Albertalli
Editora Intrínseca
I.S.B.N.: 9788551002360
Páginas: 320
Compres: SARAIVA - AMAZON

Sinopse: Molly já viveu muitas paixões, mas só dentro de sua cabeça. E foi assim que, aos dezessete anos, a menina acumulou vinte e seis crushes. Embora sua irmã gêmea, Cassie, viva dizendo que ela precisa ser mais corajosa, Molly não consegue suportar a possibilidade de levar um fora. Então age com muito cuidado. Como ela diz, garotas gordas sempre têm que ser cautelosas. Tudo muda quando Cassie começa a namorar Mina, e Molly pela primeira vez tem que lidar com uma solidão implacável e sentimentos muito conflitantes. Por sorte, um dos melhores amigos de Mina é um garoto hipster, fofo e lindo, o vigésimo sétimo crush perfeito e talvez até um futuro namorado. Se Molly finalmente se arriscar e se envolver com ele, pode dar seu primeiro beijo e ainda se reaproximar da irmã. Só tem um problema, que atende pelo nome de Reid Wertheim, o garoto com quem Molly trabalha. Ele é meio esquisito. Ele gosta de Tolkien. Ele vai a feiras medievais. Ele usa tênis brancos ridículos. Molly jamais, em hipótese alguma, se apaixonaria por ele. Certo? Em Os 27 crushes de Molly, a perspicácia, a delicadeza e o senso de humor de Becky Albertalli nos conquistam mais uma vez, em uma história sobre amizade, amadurecimento e, claro, aquele friozinho na barriga que só um crush pode provocar.
Adorei!!


 Ao longo de sua vida, Molly já teve mais crushes do que pode contar. Contudo, a tímida garota nunca beijou ninguém. Ela é bastante tímida e tem tanto medo de ser rejeitada que prefere não arriscar tomar atitude com os garotos, totalmente o oposto de sua irmã gêmea, Cassie, que é confiante e consegue a garota que quiser.

Molly e Cassie são filhas de Patty e Nadine, um casal homossexual, e cresceram livres de preconceitos. Para elas, ter duas mães é algo super normal e ai de quem falar algo diferente. Cassie, que também é lésbica, usa as mães como exemplo e não se deixa abater perante a sociedade machista.

Apesar das diferenças, Molly e Cassie costumavam ser muito próximas, até Mina aparecer na vida delas. Molly e Mina se conheceram no banheiro de uma festa e a gêmea de Cassie teve a certeza que aquela menina seria um par perfeito para a irmã. E ela não podia estar mais certa.

Assim que Mina e Cassie se conhecem, as duas criam um laço que vai se transformando em algo mais. E, dessa forma, Mina vai ganhando mais espaço na vida de Cassie,  espaço esse que costumava ser de Molly, o que deixa a garota cada vez mais insegura.

Então, para ver Molly contente outra vez, Cassie decide que Will, um dos melhores amigos de Mina, deve ser seu futuro namorado. Só que enquanto ela trabalha nesse plano de aproximar a irmã de Will, Molly conhece Reid e um sentimento começa a despertar nela. Seria o garoto estranho dos tênis brancos demais seu 27º crush?


 Após a leitura de Simon vs. A Agenda Homo Sapiens, eu estava curiosa acerca de mais obras de Becky Albertalli. Então, não foi surpresa eu ter solicitado Os 27 Crushes de Molly assim que a Intrínseca anunciou seu lançamento. E o que já posso dizer para vocês é que simplesmente amei essa história.

Becky Albertalli me prendeu em sua narrativa logo de cara. A autora tem uma escrita leve, que flui naturalmente. Além disso, ela tem o dom de tocar em temas que ainda são considerados tabu e tratá-los de uma forma leve, mas com aquele quê de lição de moral. Aqui não temos apenas toda a questão LGBTQ+, mas também um foco no preconceito racial e na gordofobia

Molly é nossa narradora. Sua narrativa é feita em primeira pessoa e não há como não se encantar por essa personagem. Ela tem um jeito doce e sofre com os falatórios, mesmo que tente não demonstrar. A questão é que ela é uma adolescente gorda, o que gera diversos comentários desagradáveis de quem acha que sabe mais do que ela sobre como ela deve viver a própria vida.

Adorei a forma como a autora tratou disso dentro da trama. Molly não tem problema nenhum com seu próprio corpo e tem um estilo um tanto controverso, mas é bastante feliz. Só que com tanta gente pressionando-a para emagrecer e todo padrão de beleza imposto, ela sente-se insegura. Mas ao mesmo tempo, ela recebe um forte apoio da família e carrega sempre um sorriso no rosto.

O final não foi muito inovador, mas ai… Sabe quando você sabe o que vai acontecer e mesmo assim se emociona? Becky encerrou a história de um jeito bastante fofo e delicado que me deixou com aquele gostinho de quero mais no fundo do estômago. Fiquei completamente apaixonada.

Os 27 Crushes de Molly foi uma grata surpresa literária em 2017 e já quero mais obras da autora aqui no Brasil. Então, deixo aqui minha recomendação a todos vocês, porque vale muito a pena!




Esta resenha é uma colaboração do nosso convidado Leo Amarante. -  Amigo, parceiro de todas as horas, quase um Biomédico e também colaborador do blog Segredos entre Amigas.

0 comentários

Postar um comentário

Deixe seu Comentário!