[RESENHA] Inventei você? - Francesca Zappia - @veruseditora

sexta-feira, 13 de abril de 2018

Resultado de imagem para Inventei você? Francesca Zappia


Alex está no último ano do ensino médio e trava uma batalha diária para diferenciar realidade de ilusão. Armada com uma atitude implacável, sua máquina fotográfica, uma Bola 8 Mágica e sua única aliada — a irmã mais nova —, ela declara guerra contra sua esquizofrenia, determinada a permanecer sã o suficiente para entrar na faculdade.
E Alex está bem otimista com suas chances, até se deparar com Miles. Será mesmo aquele garoto de olhos azuis com quem ela compartilhou um momento marcante no passado? Mas ele não tinha sido produto da sua imaginação?
Antes que possa perceber, Alex está fazendo amigos, indo a festas, se apaixonando e experimentando todos os ritos de passagem tipicamente adolescentes. O problema é que ela não está preparada para ser normal.
Engraçado, provocativo e emocionante, com sua protagonista nada confiável, Inventei você? vai fazer os leitores virarem as páginas alucinadamente, tentando decifrar o que é real e o que é invenção de Alex.

Tudo o que Alex mais quer é esconder sua esquizofrenia, tentando levar uma vida como qualquer outro adolescente, sem se preocupar em distinguir realidade de alucinação. Expulsa de sua antiga escola particular e obrigada a cursar o último ano em um colégio público, ela vê o início do ano letivo como algo positivo: a chance de fazer novos amigos e ter uma vida - um pouco mais - normal. E a troca repentina de colégio traz à Alex uma antiga lembrança de seu passado. Miles, o garoto que todos temem, tem os mesmos olhos e o mesmo cheiro de alguém que Alex conheceu e se encantou quando criança, e que jurava ter sido uma invenção de sua mente. Até quando sua mente irá lhe pregar peças?

Enquanto Alex luta para sobreviver as lutas diárias que trava com sua mente, ela ainda precisa resistir à pressão familiar que sua doença traz, ao medo de um futuro possível em uma clínica psiquiátrica e a aceitação em uma faculdade. O que o futuro reserva a ela? Será que é possível ter uma vida dita normal, com amigos, romances e aventuras de verdade?



Narrado em primeira pessoa, o livro Inventei você? vai te prender do início ao fim e te fazer entrar com tudo na mente da protagonista, que possui esquizofrenia, e portanto está sempre naquela dúvida do “isso que eu estou vendo é real?”. Além de tratar de um assunto sério de forma leve e marcante, a obra traz momentos divertidos e encantadores, um romance que torcemos para dar certo, muitas dúvidas em relação a realidade e principalmente partes tocantes e delicadas.

A autora traz um tema bastante importante e pouco visto à tona. É uma doença delicada, onde as pessoas confundem realidade com não realidade. Eu não tenho contato próximo com quem tenha esquizofrenia, mas meu tio-avô de outra cidade tem, e eu sei que é bastante complicada pelas histórias que eu ouço. Francesca Zappia, a autora, tornou o assunto mais leve e bem mais fácil de se entender, mas principalmente, ela quer passar uma mensagem com essa história. Quem tem esquizofrenia precisa da atenção e ajuda para distinguir a realidade, vinda dos amigos e familiares. E mostra que é possível ter uma vida boa convivendo com a doença. Não digo que deve ser fácil, percebemos acompanhando a Alex que não é, mas é possível viver sim.

Durante várias passagens eu fiquei me perguntando se tudo que a Alex via era real. Assim como ela, eu acreditava que muitas das coisas eram, e me surpreendia quando vinha a notícia de que não - assim como me perguntava “será que é mesmo real?”. Mexe coma mente isso, desconfiar de tudo que ela vive e tudo que ela vê e ouve!

Foi uma leitura muito agradável e instigante. Que de quebra vem junto com um romance de início meio improvável, mas que eu passei a torcer por acontecer. Não foi de cara que eu me apaixonei pelo Miles, mas ao longo da história eu fui criando empatia por ele, e entendendo os motivos dele ser como era. E isso também foi bom na história, que não temos só a vida da Alex, mas acontecimentos envolvendo a história do Miles e também da Célia, colega de escola dos dois.

Eu recomendo não só por se tratar de um livro com tema importante. Mas pela história como um todo. Achei bem completo, fofo e importante o recado que ele traz pra gente.



Ótimo!

Inventei você? | Francesca Zappia
ISBN: 9788576864240Ano: 2017 | Páginas: 346 | Editora: Verus | Adaptação cinematográfica: Não





 Me acompanhe nas redes sociais: facebook | instagram | skoob | twitter

1 comentários

  1. Li esse livro no ano passado porque a premissa me deixou curiosa, e fui muito bem surpreendida! Não tenho ou tive contato direto com nenhum paciente esquizofrênico, mas ouço falar do distúrbio pela minha tia, que é psicóloga. Ler ele foi como imergir na cabeça de alguém que sofre com isso. Assim como você, também não enxerguei o Miles como o que ele foi de cara, mas percebi que ele estava em um ~certo~ episódio assim que o personagem apareceu e se desenvolveu um pouco. Fui enganada muitas vezes pela mente da Alex bem como você, e me angustiou um pouco isso. Me fez ter mais empatia ainda para com quem sofre de esquizofrenia. É uma indicação maravilhosa, que vale muito a leitura!

    ResponderExcluir

Deixe seu Comentário!