[RESENHA] O Guia Do Cavalheiro Para O Vício E A Virtude - Mackenzi Lee - @galerarecord

segunda-feira, 17 de setembro de 2018


O Guia do Cavalheiro para o Vício e a Virtude
Autora: Mackenzi Lee
Editora: Galera Record

IS.B.N.: 9788501114235

Páginas: 434

Uma aventura romântica do século XVIII para a era moderna. Simon versus a Agenda Homo Sapiens encontra os anos 1700

Henry 'Monty' Montague nasceu e foi criado para ser um cavalheiro, mas nunca foi domado. Os melhores internatos da Inglaterra e a constante desaprovação do pai não conseguiram conter nenhuma das suas paixões – jogos de azar, álcool e dividir a cama com mulheres e homens.
Mas agora sua busca constante por uma vida cheia de prazeres e vícios está em risco. O pai quer que ele tome conta dos negócios da família. Mas antes Monty vai partir em seu Grand Tour pela Europa, com a irmã mais nova, Felicity, e o melhor amigo, Percy – por quem ele mantém uma paixão inconsequente e impossível.
Monty decide fazer desta última escapada uma festa hedonista e flertar com Percy de Paris a Roma. Mas quando uma de suas decisões imprudentes transforma a viagem em uma angustiante caçada através da Europa, isso faz com que ele questione tudo o que conhece, incluindo sua relação com o garoto que ele adora.


AMEI!!
A Resenha de hoje e contribuição do nosso mais novo resenhista Marcelo Rodrigues.

O Guia do Cavalheiro para o Vício e a Virtude é um dos lançamentos mais aguardados desse segundo semestre pela Galera Record. A autora Mackenzi Lee mescla bem a libertinagem da época com um humor e uma viagem pelo inesperado, tudo isso em meio a uma narrativa muito carismática e que flui naturalmente.

Acompanhamos Henry em sua Tour pela Europa antes de ser colocado para trabalhar ao lado do pai; é basicamente uma despedida à sua vida de festas e farra para se ver confinado em uma vida que nunca quis. Ao lado da irmã, FelicIty – que participará da viagem para chegar até a escola de etiquetas que vai recebe-la – e do melhor amigo, Percy – que também atende por “ o maior crush da vida de Henry” -, a trama vai acompanhar essa jornada repleta de confusões e muito romance pelo caminho.
Quando comecei a ler o livro, eu tinha algumas expectativas, mas nenhuma era tão alta. Porém a minha opinião acabou mudando totalmente de rumo depois de cinco capítulos, pois Mackenzi Lee consegue nos entregar um livro divertido, jovem e que trás vários assuntos importantes a serem discutidos.

“Minha bela e trágica história de amor com Percy não é nem bela nem uma verdadeira história de amor, e é trágica apenas pela unilateralidade.”

É através dos olhos de Henry que passamos a contemplar a realidade privilegiada, mas que também traz o medo imposto pela figura paterna em ter que manter uma postura que não lhe diz respeito. Mesmo sendo um libertino cheio de marra e bom de papo, Henry carrega os seus próprios demônios e todos eles têm a sexualidade do rapaz envolvida. Apesar de ele ser “mentalmente” aberto a essa questão, o jovem assim como os da atualidade, tem o receio de saber quais as consequências que terá caso o pai descubra a respeito dessa moderna vida amorosa de Henry. Pra ele não existem garotas ou garotos, mas sim pessoas, e ele está super bem com isso, porém a sociedade, nem tanto.

Achei bem interessante a maneira que Lee colocou os diversos privilégios que o Henry tem e como eles batem de frente com os demais coadjuvantes, principalmente quando se cria o arco envolvendo todo esse dilema da sexualidade e como o personagem encara isso. Principalmente quando envolve a quedinha que ele sente por Percy, seu BFF.

A narrativa do Henry é simplesmente hilária ao misturar a acidez e o sarcasmo, dolorosa quando ele precisa enfrentar seus dilemas pessoais e fofa quando ele e Percy dividem seus momentos.


O Guia do Cavaleiro para o Vício e a Virtude é uma cativante, apaixonante e inspiradora história de amor, amizade e descobertas. Você não vai querer parar de ler um minuto essa grande viagem.

0 comentários

Postar um comentário

Deixe seu Comentário!