[CINEMA] CRÍTICA: AS VIÚVAS

quinta-feira, 29 de novembro de 2018


Data de lançamento: 29 de novembro de 2018 (2h 09min)
Direção: Steve McQueen (II)
Elenco: Viola Davis, Michelle Rodriguez, Elizabeth Debicki
Gêneros: Suspense, Drama

Sinopse
: De Steve McQueen, vencedor do Oscar ("12 Anos de Escravidão"), e do autor do best-seller e co-roteirista Gillian Flynn (“Garota Exemplar”), vem um thriller moderno, com cenário em crime, paixão e corrupção: "As Viúvas". É a história de quatro mulheres sem nada em comum, exceto uma dívida deixada pelas atividades criminosas de seus maridos mortos. Situada na contemporânea Chicago, em meio a um tumulto, as tensões aumentam quando Veronica (vencedora do Oscar, Viola Davis), Alice (Elizabeth Debicki), Linda (Michelle Rodriguez) e Belle (Cynthia Erivo) assumem o destino em suas próprias mãos e conspiram para forjar um futuro em seus próprios termos. "As Viúvas" também é estrelado por Liam Neeson, Colin Farrell, Robert Duvall, Daniel Kaluuya e Brian Tyree Henry.

Diferente do esperado.


E nesta quinta-feira chega aos cinemas As Viúvas. Baseado no livro de Linda La Plante e publicado aqui no Brasil pela Editora Intrínseca, o longa conta com um elenco estelar e como sempre, Viola Davis causa euforia entre os cinéfilos que adoram suas atuações.

Nós tivemos a oportunidade de conferir e agora conto minhas impressões para vocês poderem se agendar para o final de semana.
Desde que eu assisti ao trailer de As Viúvas na Bienal de SP este ano durante o encontro dos parceiros da editora Intrínseca eu já fiquei na maior adrenalina para assistir ao filme. Mas sabe quando você chega ao cinema e se depara com a dura realidade de que montaram um trailer alucinante com as melhores partes do filme e quando estamos assistindo ficamos muito desapontados de que não era tudo isso?

Infelizmente foi essa a sensação que eu tive assistindo As Viúvas!

O filme é bom.
Temos uma trama coesa e bem contada. Mas é só isso.

Nada de sequências de ação eletrizantes, plot twist impactante ou um roteiro cativante. As Viúvas infelizmente se revelou um filme muito massante, que embora conte uma boa história bem amarradinha, acaba desperdiçando um elenco estelar em uma narrativa arrastada e sem nenhuma emoção.

Viola Davis não me convenceu neste papel.
Senti falta de seu carisma e como Verônica, ela está fazendo exatamente o mesmo papel truculento de Esquadrão Suicida ou How to get away with a murderer.

Embora o elenco seja super bom, não há química entre as atrizes o que nos leva a vários bocejos e consultas ao relógio, visto que o filme é super longo e parece que não acaba nunca.

Pra não dizer que não senti nenhuma emoção ao assistir a este filme, tenho que dar a mão a palmatória e elogiar o papel de Daniel Kaluuya (gostei muito dele em Corra) que encarna o gangster e nos faz passar alguma raiva durante a história.

Collin Farrel está insosso. Michele Rodriguez tentou quebrar o esteriótipo Velozes e Furiosos e nos entrega uma mãe fraca, de pouca expressão e completamente à deriva na trama.
Elizabeth Debicki tinha muito potencial como Alice e em determinado momento até vemos algum crescimento da personagem, mas que rapidamente se perde e é jogado no lixo.

Com Gillian Flynn assinando o roteiro eu realmente esperava algo próximo ao épico no quesito ação e emoção...infelizmente eu fui com uma expectativa muito elevada, mas agora quero muito conferir o livro pra ver onde realmente o filme errou.

0 comentários

Postar um comentário

Deixe seu Comentário!