[CINEMA] PARQUE DO INFERNO - CRÍTICA

domingo, 18 de novembro de 2018


Data de lançamento: 22 de novembro de 2018 (1h 29min)
Direção: Gregory Plotkin
Elenco: Amy Forsyth, Reign Edwards, Bex Taylor-Klaus
Gênero: Terror
Sinopse: Neste emocionante passeio, a estudante universitária Natalie está visitando sua melhor amiga de infância, Brooke, e sua colega de quarto, Taylor. Se fosse em qualquer outra época do ano, as amigas e seus namorados poderiam ir a um show ou a um bar, mas é Halloween, o que significa que, como todo mundo, eles irão para o Hell Fest - um parque labiríntico com jogos e brincadeiras que excursiona o país e chegou a cidade do grupo. Todos os anos milhares de pessoas seguem o Hell Fest para experimentar o medo neste macabro parque temático. Para um visitante, Hell Fest não é uma atração – mas sim um campo de caça. Uma oportunidade para matar à vista de uma platéia boquiaberta, envolvida numa atmosfera terrivelmente divertida com uma horrível realidade que se desenrolava diante de seus olhos. Enquanto a contagem de corpos e a excitação frenética das multidões continuam a subir, ele volta seu olhar mascarado para Natalie, Brooke, Taylor e seus namorados, que lutarão para sobreviver.

Cumpre bem o que promete!


Oi genteee!! Neste final de semana chega mais um filme de terror aos cinemas, já assistimos e agora vamos tecer nossos comentários para que você possa se programar para o final de semana.

Bom, como o próprio trailer e a sinopse já nos informam, Hell Fest é um grande parque temático onde o povo vai pra literalmente morrer de susto, porém, o que era para ser apenas divertimento, vira uma grande carnificina quando um maluco resolve se infiltrar por trás das máscaras e fazer do parque o seu divertimento particular.

A atmosfera sinistra e caótica do parque temático com muito terror em cenas com inúmeros atores caracterizados dos nossos piores medos, aliados efeitos de luzes e sons nos causam mais apreensão do que a trama em si.

É tudo muito caótico, confuso e maluco. No Hell Fest há raves com zumbis, diversos labirintos repletos de corpos e assassinos saindo a cada canto, tornando muito difícil para os participantes discernir o que é real, do que é parte da atração, assim como para nós fica aquela expectativa e vários sustos falsos no meio da cacofonia das cenas.

Gostei muito do filme, fazia tempo que não experimentava a adrenalina de tomar uns bons sustos no cinema. 
Como um bom filme de slasher, Parque do Inferno cumpre muito bem o seu papel.

As atuações não são o bicho, mas como roteiro também não exige muito e não foge dos padrões que já estamos acostumados acabou não fazendo diferença.

Mas a vibe sombria os passa aquela sensação nostálgica dos filmes dos anos 80/90, o que pra mim foi um bônus que valorizou a experiência na telona.

Se você gostou de Pânico (na época da estréia), Parque do Inferno com certeza irá agradar também!



0 comentários

Postar um comentário

Deixe seu Comentário!