[RESENHA] AYRA - ANDY COLLINS - THE GIFT BOX

terça-feira, 27 de novembro de 2018

AYRA
Autora: Andy Collins
Editora: The Gift Box
Páginas: 195
I.S.B.N.: B07KTDDYFN
Compre: https://amzn.to/2E0QVDC


Sinopse:  As histórias de contos de fadas que as crianças ouvem, nunca fizeram sentido. Não para mim, de qualquer forma.Descobri muito cedo o que eram monstros de verdade, e que eles não vivem embaixo da cama.Eles vivem sobre ela. Do meu lado. Em cima de mim.Eu sabia que não precisava de um príncipe encantado, necessitava de um dragão. Não para me resgatar, mas para caminhar ao meu lado.E ele surgiu, só que estava como eu.Vazio. Sozinho. Atormentado.Sobrevivendo.Éramos dois corações cautelosos tentando descobrir como se curar. Só que para isso, eu precisaria abrir portas.Portas que jamais pensei que conseguiria sequer chegar perto.

Lacre total!


Desde que eu li Cage, já fiquei com uma mega expectativa para o novo livro de Andy Collins. E quando a The Gift Box anunciou o lançamento de Ayra...gente, não consegui me conter de alegria e ansiedade por esta leitura.

Devorei Ayra em menos de 24 horas, mas confesso que esperava um livro bem diferente deste que nos foi presenteado.


Enquanto Cage é um romance Dark (mesmo que leve) que nos enche de pavor e frio no estômago por conta dos abusos sofridos por Erin e nos enche de revolta ao nos depararmos com a mente doentia de Luke.
Ayra nos surpreende por quebrar essa expectativa e nos entregar um relato sensível, corajoso, mas sobre tudo sincero sobre uma sobrevivente.

Uma sobrevivente que poderia ser qualquer conhecida nossa, qualquer amiga ou mulher da familia, qualquer uma das meninas sobre as quais ouvimos falar, mas que até então imaginamos estarem tão fora da nossa realidade segura com a qual nos enganamos.

Andy Collins mais uma vez nos presenteia com uma narrativa forte. Contundente e emocionante.
Através dos olhos de Estela, contemplamos o renascimento de Ayra como uma fênix.

É impossível não criar empatia com seus personagens, assim como não entregar um pedaço de nossos corações à eles. E mesmo ainda sendo uma nova fã desta autora tão promissora, tenho certeza de que esta é sua característica mais marcante na escrita.

Ayra é uma lição valiosa sobre família (no bom e no mal sentido), sobre amizade, superação e amor.
Um livro honesto e que fala abertamente sobre o que normalmente tentamos varrer para baixo do tapete, mas que precisa ser encarado de frente, entendido e refletido, principalmente por nós mulheres. como mães, como amigas, como aquelas que adoram julgar ou culpar outras mulheres, simplesmente porque somos tão mente fechadas e ainda não entendemos direito o conceito de sororidade.

Ayra não é um livro. É um alerta para as mães e para todas as leitoras.
É uma carta aberta para toda e qualquer pessoa ficar em alerta. Seja em casa, em seu círculo de amigos ou no trabalho.

A violência é um monstro feio e muitas vezes silencioso e camuflado. Ninguém está livre dela e é nossa obrigação estar atentos e prestar atenção.

E mesmo com uma trama tão crua, falando de um tema tão pesado, Andy ainda conseguiu nos entregar uma linda história de amor e superação.
De segundas chances. De esperança para todas(os) que tiveram seus corações ou almas destroçados de alguma forma.
E eu amei cada página lida!

Amei rever Cage e Erin.
Amei sentir a dor de ambos tentando seguir com suas vidas.
Amei reencontrar o doce e leal Daniel.
Amei realmente conhecer Ayra. Sofrer por ela. Torcer por ela. Me encantar por ela.

Dia 09/12/2018 estarei na fila do The Gift Day com um sorriso de agradecimento para pegar meu exemplar autografado!
Ayra com certeza é mais um dos meus livros favoritos da estante! 

0 comentários

Postar um comentário

Deixe seu Comentário!