[RESENHA] LEAH FORA DE SINTONIA - BECKY ALBERTALLI - @intrinseca

sábado, 10 de novembro de 2018

LEAH FORA DE SINTONIA
Autora: Becky Albertalli
Editora: Intrínseca
I.S.B.N.: 9788551003817
Páginas: 320

Sinopse: Sequência do sucesso Com amor, Simon Leah odeia demonstrações públicas de afeto. Odeia clichês adolescentes. Odeia quem odeia Harry Potter. Odeia o novo namorado da mãe. Odeia pessoas fofas e felizes. Ela odeia muitas coisas e não tem o menor problema em expor suas opiniões. Mas, ultimamente, ela tem se sentido estranha, como se algo em sua vida estivesse fora de sintonia. No último ano do colégio, em poucas semanas vai ter que se despedir dos amigos, da mãe, da banda em que toca bateria, de tudo que conhece. E, para completar, seus amigos não fazem ideia de que ela pode estar apaixonada por alguém que até então odiava, uma garota que não sai de sua cabeça. Nesta sequência do sucesso Com amor, Simon, vamos mergulhar na vida e nas dúvidas da melhor amiga de Simon Spier. Em um livro só dela, mas com participações mais do que especiais dos personagens do primeiro livro, vamos acompanhar Leah em sua luta para se encontrar e saber com quem dividir suas verdades e seus sentimentos mais profundos. Em Leah fora de sintonia, Becky Albertalli mostra por que é uma das vozes mais importantes e necessárias de sua geração. Sem nunca soar didática, a escritora lança mão dos mesmos ingredientes que tornaram Com amor, Simon um sucesso mundial: a leveza, o senso de humor, a representatividade e a certeza de que vale a pena contar histórias sobre jovens que podem até estar perdidos, mas estão determinados a encontrar seu caminho.

A Resenha de hoje e contribuição do nosso mais novo resenhista Marcelo Rodrigues.

Quando terminamos de ler Com Amor, Simon, da Becky Albertalli a gente jamais pode imaginar que aquela história e aqueles personagens iriam ter uma nova aventura. Mesmo com todo o sucesso da adaptação do cinema, o livro tem um desfecho muito redondinho e que não deixa nenhuma ponta solta para um sequência. Publicado aqui no Brasil pela editora Intrínseca, Leah fora de Sintonia se passa no mesmo universo de Simon. Você não leu errado, não, Leah Burke é a melhor amiga de Simon Spier.
Como o filme mudou um pouco os rumos sobre o alvo da paixão da garota, a tal desilusão amorosa de Leah passou praticamente em branco após a revelação de Simon. Tanto que Becky achou necessário contar e mostrar ao mundo um pouco mais sobre essa garota. 

Confesso que depois de terminar de ler Leah fora de Sintonia, tive a sensação que essa história não deveria ter sido trazida ao grande público. Acho que às vezes a frase que Suzanne Collins, autora da franquia Jogos Vorazes usou cai como uma luva para certas sequências “Devemos saber o momento exato de parar. Você escreveu aquele livro que marcou uma geração, pronto, esquece ele e parte para um outro, ou apenas deixe de escrever”. 

A trama de Leah não é ruim, bem pelo contrário, porém essa mudança brusca de personalidade me incomodou pra c*************lho, principalmente porque pensamos na personagem como a do filme.

Leah odeia demonstrações públicas de afeto. Odeia clichês adolescentes. Odeia quem odeia Harry Potter. Odeia o novo namorado da mãe. Odeia pessoas fofas e felizes. Ela odeia muitas coisas e não tem o menor problema em expor suas opiniões. Mas, ultimamente, ela tem se sentido estranha, como se algo em sua vida estivesse fora de sintonia. No último ano do colégio, em poucas semanas vai ter que se despedir dos amigos, da mãe, da banda em que toca bateria, de tudo que conhece. E, para completar, seus amigos não fazem ideia de que ela pode estar apaixonada por alguém que até então odiava, uma garota que não sai de sua cabeça.

Leah nessa sequência se transformou em bissexual e no exato momento está nutrindo uma FUCKING paixão. SIMM!! O que me incomodou muito, pois é por uma personagem que terminou o primeiro livro com outro amigo queridíssimo. 

O casal ainda ta juntinho nesse livro, porém eles passam por alguns probleminhas, o que acaba só dificultando ainda mais a vida e os sentimentos de Leah.

Leah fora de Sintonia traz todos os elementos de escrita que Becky Albertalli nos fez amar, porém posso dizer que esse livro me deixou com raiva, de verdade, principalmente pelas escolhas. O caminho escolhido por Beck é um pouco decepcionante, se ela queria fazer uma continuação de Com Amor, Simon que então mantivesse as mesmas características de seus personagens e não só porque está diante de um novo livro, signifique que precisamos mudar algumas coisas.

Leah Fora de Sintonia não tem a mesma magia e doçura que Com Amor, Simon teve e diferente dele, aqui ou você vai parar na metade da história ou vai querer matar essa menina, que por sinal, não é LEAH QUE NÓS CONHECEMOS!

0 comentários

Postar um comentário

Deixe seu Comentário!