[NETFLIX] Crítica: Megarrromântico

sexta-feira, 8 de março de 2019

Data de lançamento: 13 de fevereiro de 2019 (EUA)
Direção: Todd Strauss-Schulson

Elenco: Rebel Wilson, Liam Hemsworth, Adam DeVine, Priyanka Chopra

Música composta por: John Debney
Produção: Todd Garner, Gina Matthews, Grant Scharbo

Produtoras: New Line Cinema, Bron Studios

Sinopse: Após bater a cabeça, uma arquiteta com horror a sentimentalidades vê sua vida se transformar em uma comédia romântica cafona e cheia de clichês.







Oi gente!
Sei que este filme original da Netflix já estreou a alguns dias, mas somente agora pelo Carnaval é que eu tive a oportunidade de assistir.

Eu tenho uma certa antipatia com a Rebel Wilson, não consigo achar ela uma boa atriz e muito menos boa cantora, embora tenha funcionado na franquia A Escolha Perfeita. Mesmo assim, estava animada para este filme, visto que eu AMO uma comédia romântica e adoro mais ainda um bom clichê.

Porém Megarrromântico acabou me decepcionando bastante! 
Conhecemos a história de Natalie, que segundo a premissa do filme, deveria ser uma cética ante romântismo, mas na verdade nos deparamos com uma menina gordinha e insegura que foi desencorajada desde sempre a acreditar no amor, visto que segundo todos ao seu redor, isto não era para pessoas como ela.

No seu "eu" normal, Natalie é uma personagem triste e bem patética. 
Após sofrer um acidente e ver sua vida virar uma série de clichês de todos os filmes de comédias românticas que já assistimos nos últimos 20 anos, com direito a todas as trilhas sonoras dos nossos bailinhos favoritos, ela vai vendo as situações de uma perspectiva diferente e aos poucos vai encontrando coragem para retomar as rédeas de sua vida.

Ok, a história é bonitinha, visto que é simplesmente um copia e cola de todos os filmes que já assistimos e amamos, mas infelizmente acabou que nada colou e funcionou corretamente neste enredo, entendem?


Acabou que eu amei as músicas, mas odiei os números musicais! Isso sem falar que juntar novamente o Adam com a Rebel, provou mais uma vez que eles fazem sempre o mesmos papéis! E a caracterização de Bumper com a Amy Gorda ficou ainda mais evidente durante os musicais.


Dei umas risadinhas em algumas situações, visto que a paródia da situação era tão fraca que realmente eu ri dos ridículos.
E mesmo com bons atores como o Liam e a Priyanka ajudando a trazer de volta todos os meus clichês favoritos, acabei com aquela situação de "Bahhhhhhhhhh, perdi meu tempo assistindo isso!"

Mas como hoje é sexta-feira, e se você estiver a fim de pegar um filminho curtinho e sem nenhuma pretensão, Megarrromântico é uma boa pedida pra passar o tempo sem neuras!

#SEXTOU 

1 comentários

  1. Primeira crítica negativa que vejo com relação a esse filme. Eu assisti ele no dia que chegou no catálogo e gostei bastante. Achei divertido e adorei que abraçaram todos os clichês possíveis. Gosto da Rebel como atris. Acho ela super divertida. E isso que é o mais maravilhoso na humanidade: somos todos diferentes.

    Vidas em Preto e Branco

    ResponderExcluir

Deixe seu Comentário!