[RESENHA] ATÉ VOCÊ CHEGAR (DINASTIA WESTMORELAND #3) – JUDITH MCNAUGHT

quarta-feira, 1 de maio de 2019


Título Original: Until You
Tradução: Therezinha Monteiro Deutsch
Número de páginas: 480 páginas
Editora: Bertrand; Edição: 1 (29 de outubro de 2018)
Idioma: Português
ASIN: B07JK8D9BT

Sinopse: Um romance da dinastia Westmoreland

A romântica Sheridan Bromleigh sonha em encontrar o homem de sua vida. Mas sua realidade como professora de etiqueta para damas da alta sociedade americana sempre a obrigou a colocar seus sonhos de lado. Até o dia em que precisou levar uma de suas pupilas, Charise Lancaster, para a Inglaterra, onde a moça se casaria com um jovem aristocrata, o Lorde Burlenton.

Mas Charise foge com um desconhecido antes mesmo de encontrar seu pretendente. Sheridan fica aflita, sem saber o que fazer ou como dar a notícia ao lorde. Nesse ínterim, Stephen Westmoreland, conde de Langford, acidentalmente tira a vida de Burlenton. Sentindo-se culpado pela morte do rapaz, Stephen resolve ir ao porto no dia seguinte receber a noiva e relatar o ocorrido.

O acaso coloca Stephen e Sheridan frente a frente, porém, antes de se apresentar, a professora é vítima de um terrível acidente e acorda na mansão do conde, sofrendo de amnésia. Sentindo-se responsável pela moça, a qual pensa se tratar de Charise, o conde assume o papel de seu noivo. A partir daí, o casal se depara com uma série de mal-entendidos, meias verdades, reencontros — o que pode culminar em uma bela história de amor.


E infelizmente o terceiro e último livro da série Dinastia Westmoreland, bate uma tristeza devido a magnifica e envolvente escrita de Judith McNaught, tantos suas narrativas quantos seus personagens, até os mais odiados, ficam na tua memória literária por muito tempo, lembro que li os livros da autora, principalmente os de época (meus preferidos) há muito tempo atrás, e mesmo assim lembro de vários detalhes, cenas e principalmente dos personagens...


E Até Você Chegar, não foi diferente, traz como protagonista, Stephen Westmoreland, o irmão mais novo de Clayton (Whitney, Meu Amor). Stephen foi fundamental na relação do irmão e a cunhado para quem leu Whitney, Meu Amor sabe muito bem disso...


Dito na resenha anterior,  Whitney, Meu Amor foi o primeiro livro da série, e na época a autora não tinha intenção de criar uma série em torno dos personagens, mas as conquistadas pela autora pediram a criação do livro do irmão, então a autora escreve Até Você Chegar, e com isso teve alguns acréscimos em relação a Stephen, diferente do original publicado nos anos 80.

E talvez quem leia Até Você Chegar primeiro que Whitney, Meu Amor, pode não entender um pouco o receio de Stephen ter uma personalidade complicada, porém não tanto que a do irmão Clayton, o livro é bem mais suave, mas quem conhece a escrita da Judith McNaught, sabe quando digo suavidade não em refiro algo parecido com Julia Quinn, por exemplo. Para dizer a verdade não consigo comparar a escrita da autora com qualquer outra, Judith tem um estilo irresistivelmente peculiar, mas vamos a resenha.


Stephen Westmoreland um solteirão e agora ainda mais rico, não está afim de relacionamentos principalmente vinculados por amor, prefere continuar com a sua amante e quem sabe no futuro casar com alguma beldade de sociedade, porém os planos poderão ser mudados devido uma fatalidade.


Numa noite acontece um incidente envolvendo Stephen que resulta na morte de um lorde,  que veio depois a descobrir que estava esperando uma noiva vinda da América, acreditando que tinha destruído uma relação, Stephen não sabia que o casal nem se conhecia, decidiu buscar a noiva no cais para oferecer todo o auxílio necessário até retornar para América.

A noiva era Charise Lancaster, mas no meio da viagem ela fugiu para encontrar outro homem, deixando além de sua empregada, a acompanhante, Sheridan Bromleigh sem saber o que dizer para o futuro noivo, e preocupada que a culpa caia sobre ela. Ao chegar no cais ela acaba sofrendo um acidente e perde totalmente a memória.


Ao acordar sem saber quem ela era, e tendo como informação que ela veio na América encontrar o noivo, pois todos imaginavam que era a Charise, acaba assumindo a identidade e acreditando que Stephen seja o tal noivo, e ele sem coragem de desmentir por recomendações médicas (Dr. Whittiicom, o esperto doutor que nas horas vagas trabalhava como cupido e casamenteiro) acaba aceitando essa condição, principalmente depois da grande revelação em forma de cabelo de Charise/Sheridan.

Sheridan fica encantada com as atenções de Stephen, e ele por sua personalidade, o que seria apenas um jogo momentâneo até ela recuperar a memória, vai deixando de ser uma grande mentira para algo mais real, pelo menos os sentimentos despertos.


Porém Stephen tem um problema de confiança em relação as mulheres, principalmente devido uma do seu passado que o enganou e praticamente o arrasou para outras mulheres, porém Sheridan começa a despertar sensações tão fortemente escondidas.


Mas Stephen tenta lutar contra eles, além da culpa de estar enganando alguém e, para minimizar isso tenta arranjar um outro noivo para Charise/Sheridan, além de magoá-la ele é consumido pelo ciúmes, principalmente com a ajudinha do sempre prestativo e odiado pelos Westmoreland, apesar de serem todos amigos, Nick DuVille que finge estar muito interessado em Sheridan/Charise, rsrsrs...

E o que Stephen não sabia que a família estava toda a favor da relação, e prontos para estratégias de guerra, e digamos a segunda grande aquisição para a batalha, a senhora frágil enganosamente desligada, Srta. Charity Thornton, indicada como dama de companhia que irá com certeza além de divertir o leitor será um ponto importante no desenrolar das relação do casal. Então a cena quando está Jordan (Algo Maravilhoso), Jason (Agora e Sempre) e Clayton (Whitney, Meu Amor) estão jogando sinuca e, Srta Charity demonstra toda sua sagacidade, com certeza é um dos melhores momentos do livro. 


Mas nada são flores, e quem conhece os livros da autora, sabe que quando tudo está bem a tendência é ficar pior...

A verdadeira Charise surge para atormentar Sheridan, o encontro faz recuperar a memória e por temer que aconteça um escândalo que possa manchar a reputação dos Westmorelands que ela ama como sua família, e realmente a relação dela e de Whitney é incrível. Ela foge da mansão sem dar explicação... 



Quando Stephen descobre que ela fugiu e foi para casa de uma certa pessoa, o que poderia ter alguma chance de perdão, Stephen se fecha completamente, e pior do que foi com a primeira decepção. Não quer mais nem ouvir o nome da Sheridan para ele foi caso superado, apesar de não ter sido...

Tanto Sheridan e Stephen estão sofrendo com a distância por motivos distintos... a primeira depois de descobrir a verdade, acredita que ele somente estava com ela por pena e sente medo de reencontrá-lo. E o segundo por achar que ela mentiu desde do início para ele, sente raiva e mágoa.


Depois de algum tempo eles se encontram... Stephen cada vez mais cético e frio. E Sheridan magoada e assustada trabalhando como dama de companhia. Mesmo ambos tendo consciência que os sentimentos não foram esquecidos, porém a falta de diálogo e de confiança entre eles coloca em risco uma possível reconciliação.

Judith McNaught continua nos deixando nocauteadas com tantas reviravoltas, mesmo em Até Você Chegar elas são menos intensas do que em Whitney, entre outros livros. A autora faz os leitores a todo momento amar os personagens e odiarem na mesma proporção. Não li nenhum livro, principalmente de época, que o leitor não sinta essa dualidade de sentimentos.

Outra particularidade de Até Você Chegar está nos personagens secundários, entre eles estão os personagens da próxima trilogia que será publicada pela editora, Trilogia Sequels (capa e sinopse abaixo), o casal de protagonistas estão presentes neste livro, apesar da história desse casais terem acontecido, não necessário ler Sequels antes de Westmoreland, já que os casais aparecem apenas com amigos da família e não tem nenhuma referência da relação deles nos outros livros que possam ser relevantes para leitura.


Judith McNaught é uma autora diferenciada, apesar de suas publicações terem mais de 30 anos, e várias autoras se inspirarem em seus personagens e em suas tramas, porém nenhuma chegou perto da maestria de sua escrita e conseguir provocar sentimentos tão antagônicos dos seus leitores. 


PRÓXIMOS LANÇAMENTOS: TRILOGIA SEQUELS

1. AGORA E SEMPRE
  
Sinopse: O premiado romance histórico da autora best-seller Judith McNaught com orelha assinada por Carina Rissi.

Após perder os pais em um trágico acidente, Victoria Elizabeth Seaton é enviada para a Inglaterra, onde se espera que reivindique seu lugar de direito na sociedade inglesa. Assim que chega à suntuosa propriedade de Jason Fielding, ela é vista por seu tio Charles como a mulher perfeita para o sobrinho. Assustada com a má fama do marquês de Wakefield, Tory jamais pensaria que sob a frieza e a amargura de Jason haveria lembranças de um passado doloroso a atormentá-lo. Ele, por sua vez, acredita ser incapaz de amar de verdade, quem quer que seja. Juntos, Victoria e Jason descobrirão até que ponto se pode conter um coração que quer se entregar e todos os obstáculos que só um amor verdadeiro é capaz de vencer.


2. ALGO MARAVILHOSO 

Sinopse: O mais aguardado romance de Judith McNaught com orelha assinada por Carina Rissi. 

Alex sabe que é diferente das outras garotas. Após a morte do pai, viu a situação financeira da família caminhar perigosamente rumo ao abismo, e coube a ela se tornar “o homem da casa”. Apesar das dificuldades, Alex ainda crê que alguma coisa extraordinária possa acontecer. No entanto, salvar a vida do belo Jordan Townsende, duque de Hawthorne e um famoso libertino, não estava em seus planos, assim como casar com a jovem que o livrara de uma bala no peito não estava nos de Jordan. O duque tem uma dívida com a srta. Lawrence... E ele nunca deixa de quitar seus débitos. Estabelecê-la em uma de suas propriedades, no interior, e, então, retornar a Londres e à cama de suas amantes parece ser o arranjo perfeito. Sua rotina não precisa ser abalada. Exceto que o espírito livre de Alex cativa Jordan, profunda e rapidamente. Um pouco tarde demais, o duque percebe que seu coração de pedra não é tão duro quanto imaginou, e sua esposa pode ser um perigo muito maior que aquela bala.


3. ALGUÉM PARA AMAR (SEM PREVISÃO DE LANÇAMENTO)

0 comentários

Postar um comentário

Deixe seu Comentário!