[NETFLIX] Entre Bruxos, Vampiros e Psicopatas, o que esperar dos lançamentos de Dezembro?

segunda-feira, 30 de dezembro de 2019

Oi gente, tudo certinho?

Bom, dezembro como sempre é um mês super corrido! Muitas confraternizações no trabalho, encerramento do semestre da Facul ou Escola, e ainda temos as festas em família para ajudar a organizar.

Mas por mais que este mês tenha sido uma loucura para nós também, ainda deu um tempinho de conferir as estreias mais aguardadas na Netflix para Dezembro.


Bom gente, vou começar falando das séries ou filmes que assisti em Dezembro pela Netflix na ordem em que eu consegui vê-los.

Umas das séries que eu passei praticamente o ano todo na expectativa foi V-Wars ou como podemos ver na versão dublada: Apocalipse V ...hahahahahaha
Sou muito fã do Ian Somerhalder e desde que acabou TVD meu coraçãozinho estava meio saudoso! Então eu caçava tudo sobre ele e a nova produção para a Netflix e sem dúvidas fiquei muito animada quando saiu o trailer oficial!

Mas infelizmente acho que minhas expectativas estavam muito altas quanto a V - Wars, pois acabei me decepcionando muito.
A trama conta a história de amizade entre o Dr. Luther (Ian) e Michael Fayne (Adrian Holmes) que juntos embarcam em uma expedição e se deparam com um vírus por assim dizer que desencadeia uma mutação, gerando assim um surto de evolução que separa nossa raça entre humanos e vampiros.

Achei a trama muito promissora, mas com certeza foi muito mal desenvolvia. O elenco estava muito fraco, com atuações amadoras. Os episódios ao meu ver foram muito mal formulados, perdendo oportunidades de suspense muito boas, o que deixou tudo muito previsível e mais do mesmo.

E gente, não sei quem tem a atuação mais cretina, se é o Ian tentando dar um tom de drama ou a Nikki Reed que até agora eu não descobri o que tá fazendo lá, com um papel insosso e uma atuação mais insossa ainda! Gente, não é porque ela é mulher do "HOMI" que deveria estar na série, pois ela é uma péssima atriz!

Mas a decepção final pra terminar de enterrar a série foi o último episódio...literalmente eu não sabia se ria do ridículo ou chorava de desgosto com aquele final canastrão! Não tem como dar uma nota maior do que 2 para esta série...infelizmente eu lamento.


Outra série super aguardada foi The Witcher com o nosso mozão Henry Cavil. E eu ainda continuo magoada de não ter conseguido ver o "HOMI" durante a CCXP em SP no início do mês, mas fazer o que? Era o meu primeiro evento e eu não tava ligada nos paranauês pra conseguir entrar nos painéis, mas em 2020 me aguardem!

The Witcher é uma série de drama com fantasia criada por Lauren Schmidt Hissrich para a Netflix. É baseado na série de livros de mesmo nome de Andrzej Sapkowski e conta os feitos heroicos de Gerald da Rivia e sua luta contra as criaturas do mal, que nem sempre são os monstros que ele costuma caçar.

Tirando "mozão" Henry Cavil, o elenco até que é bem desconhecido da maioria do público. Porém, a narrativa é excelente, contando com cenas épicas de muitas lutas e batalhas, magia e seres mitológicos surpreendentes.

Adorei o entrosamento do elenco, e a forma como o roteiro trabalhou três linhas temporais distintas mas que convergiram fantasticamente no final da temporada.
A ambientação medieval, figurino e caracterizações estão muito boas, tornando The Witcher uma super produção épica que irá conquistar tanto os leitores dos livros, quanto aos jogadores do Game.


A série conseguiu aliar muito bem os momentos tensos e dramáticos com uma pitada de comédia, dando assim um pouco de leveza às aventuras de Gerald.

Adorei me aventurar por lugares sombrios, conhecendo um mundo totalmente novo e fantástico onde o caos é a magia que nos cerca.
Se você ainda não conferiu, vale muito apena assistir The Witcher e não apenas pelo visual taciturno e marrento de Geral "MOZÃO" Cavil da Rivia! hehehehe - Nota 9 para essa série!


Outra lançamento que estávamos sedentos para assistir em dezembro é a Segunda Temporada de YOU
Nosso psicopata galante favorito Joe Goldberg está de volta completamente repaginado, em uma cidade diferente e é claro... em busca de seu par perfeito.

Estava um pouco apreensiva para ver o que esta nova temporada teria a oferecer, mas mais uma vez Penn Badgley nos surpreende ao encarnar o novamente o psicopata Joe que agora assume uma nova identidade em Los Angeles.
Gostei muito de como a trama está mais densa, nos revelando facetas do passado de Joe, assim como muitas faces de relacionamentos tóxicos sejam amorosos ou familiares.

A trama também nos dá um vislumbre destes transtornos psico afetivos em diferentes escalas e acaba por humanizar um pouco mais o nosso malvado favorito.

Tentando não repetir os erros do passado, vamos acompanhar a luta de Joe para superar seus impulsos e tentar ser sua melhor versão para Love a mulher que para ele deverá ser a única.
Foi muito interessante ver Joe tentar ser a voz da razão ou o cara certo a agir corretamente em situações insanas das quais nem ele acredita que conseguiu se meter. 

Outro ponto alto desta segunda temporada é a família completamente disfuncional de Love que vai gerar momentos de apreensão tanto para Joe, quanto para nós como expectadores.
Adorei como amarraram toda a trama e tornaram o final da temporada completamente chocante e imprevisível. Muito bom mesmo! Essa segunda temporada com certeza merece uma nota 9,5.

Era isso gente, espero que tenham gostado dos comentários. Bora correr que ainda dá tempo de maratonar pelo menos 1 ou 2 destas séries.

0 comentários

Postar um comentário

Deixe seu Comentário!