[RESENHA] UMA FORTUNA PERIGOSA - KEN FOLLETT

quarta-feira, 8 de janeiro de 2020



TÍTULO ORIGINAL: A DANGEROUS FORTUNE
TRADUÇÃO: A.B. PINHEIRO DE LEMOS

FORMATO: 16 X 23 CM

NÚMERO DE PÁGINAS: 480

PESO: 0.48 KG
ACABAMENTO: BROCHURA
ISBN: 9788530600136
EAN: 9788530600136

LEIA UM TRECHO: https://bit.ly/2fpbqbi
MARCADOR DE PÁGINA: https://bit.ly/2N6DuFc

SINOPSE: KEN FOLLETT JÁ VENDEU MAIS DE 160 MILHÕES DE LIVROS NO MUNDO.

Traídos pela luxúria, unidos por um legado em comum.

“Um thriller de tirar o fôlego, com intrigas políticas e amorosas, assassinato a sangue-frio e crises financeiras.” – San Francisco Chronicle

“Follett constrói o clímax dramático com a mesma maestria que o guiou em O buraco da agulha e Os pilares da Terra.” – Playboy

Um acidente trágico, uma rivalidade feroz, um segredo fatal
   
Em 1866, numa exclusiva escola inglesa, um jovem aluno se afoga em circunstâncias misteriosas. As repercussões de sua morte se estenderão por muitas décadas, em uma saga de traição, ganância, vingança e paixão.

Presentes no dia fatídico estão Hugh Pilaster e seu primo mais velho Edward, herdeiros de uma poderosa dinastia de banqueiros com conexões que se estendem de Londres até as colônias distantes, e Micky Miranda, filho de um violento latifundiário sul-americano.

Anos mais tarde, quando os dois primos se veem envolvidos em uma competição brutal pela posição mais alta no banco, a verdade chocante sobre seus dias de escola vem à tona, ameaçando destruir não só a fachada respeitável da família, mas também a própria economia britânica.

Em meio a clubes masculinos privados e bordéis que realizam todos os desejos da classe alta londrina, passando pelos salões de festas dos grandes detentores de riqueza do mundo, Ken Follett constrói uma trama de mistério que retrata com realismo o esplendor e a decadência da Inglaterra Vitoriana. 


Todo mundo elogiava o autor Ken Follet, mas sempre protelei a leitura dos seus livros, inicialmente o tamanho deles me assustava, já que eu tinha uma pilha de leitura e iria levar um tempo lendo os livros do autor, e por outro lado se gostasse do autor seria outra da minha longa lista de leitura, mas o meu gênero favorito de época falou mais alto e sendo ambientado na era vitoriana, obviamente foi um bom pretexto para me dedicar a leitura e infelizmente ou felizmente aumentar a minha lista de autores preferidos, pois fiquei encantada com a escrita do autor, e a pergunta que me faço: “Por que levei tanto tempo para ler os livros de Ken Follet???”
Para quem gosta de uma trama intricada, bem escrita e com desenvolvimento tanto da narrativa quanto caracterização de personagens de tirar o fôlego e o sono, já digo de início, leia Uma Fortuna Perigosa de Ken Follet.

O livro inicia no ano de 1866 e narra dois fatos que irá conduzir a história da narrativa e marcar os membros da família de banqueiros bem-sucedidos, os Pilaster e suas associações.

O primeiro acontecimento ocorre na Escola Windfield, onde estudam Edward e Hugh Pilaster, herdeiros da família, respectivamente filho de Joseph e Tobias Pilaster. Durante uma escapulida dos estudantes dos seus quartos para nadar, porém ocasiona de forma misteriosa a morte de um dos estudantes, Peter Middleton. Mesmo Hugh, Tonio Silva, Albert Cammel, além de Edward e MickyMiranda estarem presentes, estes foram os últimos ver Peter vivo.

Ao mesmo tempo, a esperta Augusta Pilaster, casada com Joseph e mãe de Edward não foi convencida pela história dos meninos, obrigando Mike Miranda a lhe contar a verdade, porém Mike era um menino de origem latina, criado por um pai bastante violento e sem princípios, e preferia ficar no colégio do que voltar para casa, porém Micky já com pouca idade tinha um caráter dúbio, então barganhou a suposta verdade, e começou a passar as férias com a família Pilaster, fortalecendo ainda mais sua amizade com o fraco e manipulável, Edward.

Outro fato que ocorreu foi a falência e o suicídio de Tobias Pilaster, pai de Hugh, o único irmão que não seguiu trabalhando no banco da família, e construiu um empreendimento próprio. Com a morte do pai, Hugh foi obrigado a sair do colégio.  E no mesmo dia outra família foi atingida pela queda de Tobias, os Robinson, o pai de Maisie perdeu o emprego e a família já estava passando necessidade, agora praticando ficaram na miséria, levando Maisie e o irmão Danny fugirem de casa para não darem mais despesas aos pais, principalmente a mãe que estava terrivelmente doente.

Anos se passaram, e praticamente nada mudou, a família de banqueiros Pilaster continua ainda mais rica, e algumas relações se tornaram mais profundas, Micky Miranda, o personagem mais intrigante do livro se tornou íntimo da famíia Pilaster, e há uma certa tensão sexual entre ele e Augusta Pilaster, enquanto Edward continua o mesmo inútil e sem perspectivas de sempre, mesmo que a mãe tenha planos grandiosos para ele, mas o filho não tem capacidade de consegui-los, e para isso iria precisar de uma interferência externa, a ardilosa, ambiciosa e obstinada Augusta irá passar por cima de quem for para atingir os objetivos que tem para ela e a família.

E ela conquistou com o passar dos anos um aliado tanto quanto ambiciosa e vil quanto ela, Micky Miranda. Que apesar de mostrar uma certa devoção e adoração sexual por Augusta, também a usa para conseguir suas próprias conquistas, e ambos têm isso em comum.

Por outro lado, o sobrinho Hugh Pilaster que passou a viver de favor depois do declínio do pai, se mostra muito mais capaz de conquistar tudo que Augusta quer para filho, porém por meios próprios. Hugh nasceu para o negócio bancário, apesar de ter um cargo bastante modesto para um Pilaster no banco, porém é inteligente, sagaz e começa a ganhar respeito no banco da família pelo sua capacidade em relação aos negócios bancário familiares, deixando Augusta irada e o tornando um inimigo a ser abatido por ela.

Quase todos os infortúnios de Hugh devem-se a interferência maquiavélica de Augusta, até mesmo sua relação com Maisie, que depois de rusgas iniciais, já que ela culpava o pai de Hugh por ela ter sido obrigada a sair de casa e passado enormes dificuldades.

Mas com o passar do tempo ela enxerga em Hugh um homem com princípios diferente do que ela imaginava, e acabam se aproximando, mas algo os separa.
Após 6 anos Hugh está de volta a Inglaterra, com reconhecimento de ter sido bem-sucedido nos empreendimentos da família em Boston, para a consternação de certas pessoas, além do fato de se confrontar com certas magoas do passado, o inimigo dele se torna mais poderoso e atuante, até porque agora o irmão de Peter, David Middleton, um advogado não se conforma com o fatos narrados no passado, e começa novamente a investigar a morte do irmão em busca da verdade, colocando vários personagens em suspeição.

Com todos esses aspectos os personagens que diretamente ou indiretamente envolvidos na morte de Peter começam a se movimentar para se proteger ou até mesmo descobrir o que realmente aconteceu, e se antes as tramas e as traições eram constantes, agora com fatos graves elas se tornam mais vis, até deixando algumas mortes pelo caminho.

Para mim Augusta e Micky são personagens mais intrigantes, ardilosos e maléficos do livro, sempre quando tramam algo para favorecê-los pessoas são atingidas inesperadamente, sendo que elas irão descobrir a ação dos dois ou de um deles, tempo depois... foi o que aconteceu com Hugh Pilaster.

Edward não mudou nada, continua um inútil manipulado tanto pela mãe quanto pelo amigo, e os dois tem uma relação que vai além da amizade, é praticamente uma devoção que Edward sente por Micky, e dividem tudo, inclusive a devassidão da noite londrina.

A ambientação tem como pano de fundo o período pré-revolução industrial e a grande depressão de 1873, com descrições impecáveis da sociedade inglesa da época, não somente em questões culturais e de comportamento, mas também sobre questões políticas, economias e estruturais da sociedade naquele século.


Mesmo o foco da narrativa ser os Pilasters , mas o livro acaba sendo focado em 5 personagens:  Augusta Pilaster, Micky Miranda, Edward Pilaster (mesmo sendo sempre secundário dos dois personagens citados anteriormente), Hugh Pilastes e Maisie Robinson, estes que carregam a narrativa e todos os acontecimentos passam por eles.

Uma Fortuna Perigosa do autor Ken Follett, foi não somente uma maravilhosa surpresa, um thriller de tirar o sono, carregada de suspense, mistérios e intrigas políticas e amorosas provocadas pela luxúria e ambição, e onde os segredos verdadeiramente serão revelados nas últimas páginas do livro. E partiu procurar outras obras do autor para ler...


0 comentários

Postar um comentário

Deixe seu Comentário!