[RESENHA] HISTÓRIA DE UM GRANDE AMOR (TRILOGIA BEVELSTOKE #1) – JULIA QUINN

segunda-feira, 3 de agosto de 2020





TÍTULO ORIGINAL: THE SECRET DIARIES OF MISS MIRANDA CHEEVER
TRADUÇÃO: THAÍS PAIVA
FORMATO: 16 X 23 CM
NÚMERO DE PÁGINAS: 288
PESO: 0.40 KG
ACABAMENTO: BROCHURA
ISBN: 9788530601089
EAN: 9788530601089

LINK: https://amzn.to/2dcqqxp


SINOPSE: PRIMEIRO VOLUME DA TRILOGIA BEVELSTOKE.

Julia Quinn já vendeu mais 1 milhão de livros pela Editora Arqueiro.               

“O timing perfeito de Julia Quinn para o humor permanece intacto. Este romance bem-escrito, divertido e delicado é diversão garantida.” – Publishers Weekly

 

Aos 10 anos, Miranda Cheever já dava sinais claros de que não seria nenhuma bela dama. E já nessa idade, aprendeu a aceitar o destino de solteirona que a sociedade lhe reservava.

Até que, numa tarde qualquer, Nigel Bevelstoke, o belo e atraente visconde de Turner, beijou solenemente sua mãozinha e lhe prometeu que, quando ela crescesse, seria tão bonita quanto já era inteligente. Nesse momento, Miranda não só se apaixonou, como teve certeza de que amaria aquele homem para sempre.

Os anos que se seguiram foram implacáveis com Nigel e generosos com Miranda. Ela se tornou a mulher linda e interessante que o visconde previu naquela tarde memorável, enquanto ele virou um homem solitário e amargo, como consequência de um acontecimento devastador.

Mas Miranda nunca esqueceu a verdade que anotou em seu diário tantos anos antes. E agora ela fará de tudo para salvar Nigel da pessoa que ele se tornou e impedir que seu grande amor lhe escape por entre os dedos.




O livro História de um Grande Amor é meu “amorzinho” literário. Foi o primeiro livro que li da autora Julia Quinn ainda em formato de banca, lá por volta de 2009 com uma capa sofrível (veja no final da resenha na parte de Curiosidades). E parafraseando a protagonista do livro, “Eu me apaixonei” pela história e seus personagens. De tempos em tempos eu ainda o relia, então com certeza não tive problema algum de relê-lo nessa linda edição da Editora Arqueiro e reencontrar esses personagens encantadores.


O primeiro livro da trilogia Bevelstoke traz como protagonista, a espirituosa e inteligente Miranda Cheever, nos autos dos seus 10 anos conheceu o jovem Nigel Bevelstoke, irmão da sua melhor amiga, Olívia. Depois de ser humilhada por uma outra criança, Nigel a encantou mostrando que ela era e podia ser muito mais, além de tratá-la como uma quase adulta. E neste dia ele a aconselhou a começar a escrever um diário para depois rir do episódio que no momento a magoava. Mas toda a gentileza dele roubou o coração de Miranda que a partir desse encontro se apaixonou por Nigel.

Nigel, Visconde de Turner, conheceu Miranda aos 19 anos, com quase 30 anos muita coisa mudou, hoje está mais amargo e rude devido um casamento fracassado e cheio de problemas, e mesmo viúvo recentemente todos os anos difíceis da vida conjugal deixou muitas sequelas, e agora livre novamente ele queria aproveitar o tempo perdido, mas...


Nigel sempre viu em Miranda quase irmã, já que ela vivia na sua casa, pois com a morte da mãe e um pai desligado, priorizando os livros do que a filha, Miranda era muita sozinha, e a família de Turner era praticamente sua segunda casa. Porém esses sentimentos fraternos irão mudar depois de conhecer a jovem Miranda, realmente ela cresceu e apareceu...


Miranda não era bonita, mas tinha uma mente sagaz e uma língua incontrolável, uma personalidade diferenciada, e uma maturidade já vista desde os 10 anos, aos 19 anos ela amadureceu. E essa mistura de características começaram a despertar em Nigel sensações nada fraternais.

 

E realmente não era brincadeira ou paixonite de infância, até hoje Miranda é apaixonada por Turner, apesar da viuvez dele, ela não via que isso poderia ser uma oportunidade para conquistá-lo, já que o jovem cativante de outrora, deu lugar um homem frio e distante, e algumas vezes até perverso. Porém Miranda queria dar uma oportunidade de viver esse grande amor.

 

Mas nada parecia que iria dar um final feliz, por ser receoso em viver um novo relacionamento, e como medo de amor novamente, mesmo que seja com a adorável e intransigente Miranda que o conquistava a cada dia, Nigel não dá o devido valor ao amor dela. Porém algo inesperado acontece que os obriga a encarar o relacionamento.

 

Entre idas e vinda e muitas brigas e discussões, acima de tudo hilárias. Julia Quinn conduz um romance que intercala momentos de emoções com altas gargalhadas. Os diálogos dos personagens são o ponto alto do livro.

 

Miranda do seu jeito consegue quebrar um pouco a barreira de Nigel, e relevando um personagem bastante sarcástico e provocante tanto no momento de sedução quanto em simplesmente implicar com Miranda a deixando fora de si. E esses momentos preparem-se, evite aglomerações (hoje nem dá, né??) pois irá passar vergonha rindo sozinha.


História de Um Grande Amor é um dos excelentes livros escritos por Julia Quinn, no qual conseguiu equilibrar todos os elementos de um bom romance de época. Humor, personagens encantadores com diálogos engraçados e inteligentes, um pouco de sensualidade, emoção e no final com certeza irá sair apaixonada pela leitura.


Na realidade toda a trilogia é maravilhosa, tanto o segundo que traz como protagonista, a Olívia (irmã de Nigel e amiga da Miranda), quanto o terceiro que traz um personagem encantador que aparece no segundo livro. Em breve resenha dos outros dois livros da trilogia. 

 

 

  • O livro foi publicado no Brasil em 2008 pela editora Nova Cultural especializada em livros de banca e com uma capa sofrível (imagem a cima). Os livros de banca por serem mais baratos, a editora muitas vezes cortava ou resumia excessivamente alguns trechos para ter menos páginas. Porém com esse livro especificamente (li em conjunto o livro atual e o de banca) não ocorreu nenhum corte.


  • HISTÓRIA DE UM GRANDE AMOR  alcançou todas as principais listas de best-sellers: # 2 na Publishers Weekly , # 3 no New York Times , # 4 na lista de best-sellers do USA Today.

  • HISTÓRIA DE UM GRANDE AMOR foi nomeado Melhor Romance de Regência do ano no RITA Awards de 2007. Os RITAs são premiados por Romance Writers of America e são a maior honra na escrita de romances. JQ alcançou uma rara vitória consecutiva com esta honra; ela venceu no ano anterior por A Caminho do Altar (Série Bridgertons #8).

  • A versão 1.0 de  HISTÓRIA DE UM GRANDE AMOR) foi escrita em 1994, logo após a compra de Splendid (meu primeiro romance) para publicação. Por várias razões, nunca chegou à programação de publicação, mas sempre achei que era o melhor dos meus primeiros livros, então fiquei esperando o momento certo para finalmente publicá-lo. Com a série Bridgerton completa, 2007 parecia o momento perfeito. Planejei passar 2-3 semanas limpando-o, mas rapidamente percebi que precisaria de 2-3 meses. Achei o processo extremamente empolgante e enriquecedor - foi a primeira vez em anos que fiquei livre para escrever, sem ter que me preocupar com o que aconteceria a seguir.

  • Resisti à tentação de incluir um Bridgerton na história, mas mantive a menção ao duque de Ashbourne, que era o herói de Splendid (ainda não publicado no Brasil) . Eu o incluí de volta na primeira versão e não vi motivo para mudá-lo.

  • A maior parte do livro é uma mistura do que foi escrito em 1994 e 2006, mas alguns grandes pedaços e cenas vêm de apenas uma versão. O prólogo é quase inteiramente de 1994, enquanto o capítulo um é completamente novo. A cena na livraria também é quase inteiramente da versão inicial.

  • Miranda mora no Lake District, na vila de Ambleside, que no século 19 estava no condado de Cumberland. Em 1974, no entanto, o Reino Unido promulgou a Lei do Governo Local de 1972, que reorganizou muitos municípios administrativos. Cumberland foi absorvido em Cumbria (junto com Westmorland e partes de Lancashire e West Riding of Yorkshire) e foi varrido do mapa administrativo. O nome ainda existe como um termo geográfico e cultural, no entanto. Mas é um aviso para escritores de romance histórico em todos os lugares - verifique os mapas do período em que você está escrevendo! Teria sido terrível se eu tivesse Miranda morando em Cumbria.

  • Cena excluída de HISTÓRIA DE UM GRANDE AMOR.

Esta entrada do diário não chegou ao manuscrito final. Isso partiu meu coração, porque eu amei. No entanto, se você ler o livro com cuidado, encontrará partes dele usadas em outros lugares.

Hoje os estudos eram latinos e botânicos. Olivia se declarou entediada com grama exótica e virou-se para mim.

Olivia entedia facilmente.

Mas ela declarou que meu rosto não aparece mais por tanto tempo. Então ela decidiu que eu seria uma grande beleza, afinal.

Olivia às vezes vê o mundo como ela deseja, e não como realmente é.

Então ela anunciou (depois que eu indiquei que não precisava da Grande Beleza; pretendo encontrar um marido entre seus pretendentes frustrados) que isso não importava. Eu me casarei com o irmão dela.

Não consegui falar. Como ela sabia?

Então eu percebi que ela queria dizer Winston.


BOOK TRAILER





Em breve resenhas dos próximos da trilogia...


TÍTULO ORIGINAL: WHAT HAPPENS IN LONDON
TRADUÇÃO: THAÍS PAIVA
FORMATO: 16 X 23 CM
NÚMERO DE PÁGINAS: 288

LINK: https://amzn.to/2BUAyJf


SINOPSE: SEGUNDO VOLUME DA TRILOGIA BEVELSTOKE.

Julia Quinn já vendeu mais 1 milhão de livros pela Editora Arqueiro.

 Quando Olivia Bevelstoke ouve o boato de que Harry Valentine, seu novo vizinho, matou a própria noiva, não acredita nisso nem por um segundo.

Ainda assim, só por via das dúvidas, decide espioná-lo. Arruma um lugar perto da janela do quarto, se esconde atrás da cortina e passa a observá-lo. Logo descobre um homem muito intrigante, que definitivamente está tramando algo.

Sir Harry Valentine trabalha para o gabinete mais sem graça do Departamento de Guerra inglês, traduzindo documentos vitais para a segurança nacional. Apesar de não atuar como espião, passou por todo o treinamento para ser um. Por isso, percebe imediatamente que sua linda vizinha está seguindo seus passos pela janela.

Assim que chega à conclusão de que ela é apenas uma debutante bisbilhoteira, Harry descobre que a jovem está sendo cortejada por um príncipe estrangeiro suspeito de conspirar contra a Inglaterra.

Agora ele precisa espioná-la oficialmente, e logo fica claro que a maior risco que Olivia representa é fazê-lo se apaixonar...

 

  

TÍTULO ORIGINAL: TEN THINGS I LOVE ABOUT YOU

TRADUÇÃO: BRUNO FIUZA E ROBERTA CLAPP

FORMATO: 16 X 23 CM
NÚMERO DE PÁGINAS: 288

LINK: https://amzn.to/3fm2nb3

 

SINOPSE: ÚLTIMO VOLUME DA TRILOGIA BEVELSTOKE.

Julia Quinn já vendeu mais de 1 milhão de livros pela Editora Arqueiro.

   Annabel Winslow está em uma grande enrascada. Ela acabou de chegar a Londres para participar de sua primeira temporada e já chamou a atenção do conde de Newbury, que está atrás de uma mulher que lhe garanta um herdeiro.

Com seus quadris largos, Annabel parece especialmente fértil, o que faz dela a candidata ideal. O problema é que o conde tem no mínimo 75 anos e ainda por cima é um grosseirão inveterado.

Certamente ela não tem nenhuma vontade de se casar com ele, mas sente que não tem escolha. Seu pai morreu há pouco tempo e deixou a família inteira, incluindo os sete irmãos e a mãe de Annabel, praticamente na miséria.

Então, durante uma festa, ela conhece Sebastian Grey, o charmoso sobrinho do conde. E de repente se vê cortejada não apenas pelo velho assanhado, mas também pelo irresistível e misterioso jovem. 

Agora ela precisa decidir entre se casar com um homem que acha repugnante, e com isso garantir o futuro de sua família, e seguir o próprio coração, dando a si mesma a chance de um final feliz. 




0 comentários

Postar um comentário

Deixe seu Comentário!