[Resenha] Teoricamente Princesa - Alyssa Cole - Selo Essência

sexta-feira, 25 de setembro de 2020

 

Teoricamente Princesa
Autora: Alyssa Cole
Editora: Essência
Páginas: 390


Da aclamada autora Alyssa Cole, a história de uma Cinderela da cidade grande e seu príncipe encantado disfarçado de plebeu

"Alyssa Cole é a rainha recém-coroada do romance de realeza contemporâneo! Teoricamente princesa é uma diversão deliciosa... Uma heroína inteligente e engraçada, um príncipe doce e sexy, um romance de tirar o fôlego, e um épico feliz para sempre. Vida longa à rainha!" – MEG CABOT, AUTORA DE O DIÁRIO DA PRINCESA

Dividida entre a pós-graduação e os vários empregos, Naledi Smith não tem tempo para contos de fadas... Ou paciência para os e-mails constantes alegando que ela está noiva de um príncipe africano. Certo. Ok. Excluir! Filha adotiva, ela aprendeu que as únicas coisas em que pode confiar são ela mesma e o método científico, e um e-mail idiota não a convencerá do contrário. O príncipe Thabiso é o único herdeiro do trono de Thesolo, concentrando as expectativas de seus pais e seu povo. Seu casamento está no topo da lista de prioridades do reino. Sempre obediente, ele localiza sua noiva desaparecida. Quando Naledi confunde o príncipe com um plebeu qualquer, Thabiso não resiste à chance de experimentar a vida – e o amor – sem o peso de sua coroa.
A química entre eles é instantânea e irresistível, e a amizade sedutora rapidamente se transforma em noites apaixonadas.
Mas quando a verdade é revelada, uma suposta princesa pode se tornar uma princesa para sempre?

"No mundo de Cole, realeza e romance andam de mãos dadas com compaixão e inteligência, além de olhos abertos para a dinâmica do mundo real. Teoricamente princesa é um conto de fadas, sim, mas consistentemente fundamentado na realidade, o que torna o feliz para sempre mais gratificante." – ENTERTAINMENT WEEKLY


Oi gente, tudo bem? Sextamos e dica hoje é este livro delicioso, onde encontramos uma Cinderela urbana muito forte, guerreira e batalhadora e seu príncipe encantado, nobre corajoso, de bom coração, mas um pouco à deriva na vida e realmente muito fora da realidade.

Naledi é uma aluna esforçada e uma cientista aplicada. Perdeu os pais muito cedo, e sempre teve que lutar um dia de cada vez para tomar posse de seu futuro e garantir uma vida melhor, mesmo com todas as desvantagens cotidianas.
E aqui é onde o livro dá uma verdadeira aula de virtude e realidade para todos os leitores, visto que por mais que a autora tenha tecido um romance doce, ela também temperou a trama com a realidade vivida por uma mulher negra, de classe pobre e sua luta diária contra o machismo, o preconceito, mas principalmente a condescendência que subestima a capacidade e o brilhantismo, simplesmente porque os privilegiados já tendem a rotular de cara as pessoas fora de sua bolha de privilégios como inferiores.

Ao mesmo tempo encontramos Tabhiso, o privilegiado príncipe herdeiro africano, desbravando NY em busca de sua noiva perdida e encontrando muito mais do que uma mulher incrível e inesperada, também encontra um choque de realidade e a consciência do que realmente significa que "com um grande poder, vem uma grande responsabilidade".

Embora o livro tenha me lembrado em diversos momentos os filme Um Príncipe em NY com o Eddie Murphy, principalmente por conta da assistente de Tabhiso que em diversos momentos me lembra o Semi, só que mais ácida, estilosa e divertida, Teoricamente Princesa é uma fábula atual, que misturada com bom humor e um romance fofo e sensual, também trata temas importantes e merece ser lido por todos.
Leitura rápida, divertida, tocante e mais do que recomendada!


0 comentários

Postar um comentário

Deixe seu Comentário!