[RESENHA] NÃO HÁ SEGUNDA CHANCE – HARLAN COBEN

segunda-feira, 19 de abril de 2021

 


TÍTULO ORIGINAL: NO SECOND CHANCE

TRADUÇÃO: BEATRIZ MEDINA
FORMATO: 16 X 23 CM
NÚMERO DE PÁGINAS: 336
PESO: 0.45 KG
ACABAMENTO: BROCHURA
ISBN: 9788530600921
EAN: 9788530600921

 

RESENHA...

Sou uma leitora que curto diversos gêneros literários, e um deles é o romance policial, porém li poucos livros do Harlan Coben, tanto que a série famosa dele, nunca li nenhum, a maioria dos que li foram os individuais.

Acho o estilo de escrita do autor diferenciada, apesar de ter um plano de fundo policial, porém contextualmente é bastante humanizado. E isso me instigou começar a ler o autor, os personagens principais estão envolvidos no contexto criminal, mas não somente isso, existe uma descrição de sentimentos envolvidos que muitas vezes me sinto no lugar do próprio personagem. E aos poucos Harlan Coben me conquistou...

A nova reedição NÃO HÁ SEGUNDA CHANCE com essa capa visualmente diferente e vibrante me surpreendeu positivamente, já a sinopse te instiga a leitura e te induz a errar suas conclusões ao surpreendente final do livro.

O livro inicia com o protagonista Dr. Marc Seidman acordando de um coma, após ser baleado durante uma invasão na sua casa, e ainda pior, descobre que sua esposa foi assassinada e sua filha está desaparecida. Apavorado com os acontecimentos e frustrado por ainda estar impossibilidade fisicamente para tentar recuperar sua filha, principalmente depois de saber de alguns acontecimentos.

Além de não se lembrar de absolutamente nada da noite que tudo aconteceu, mas o pior está por vir, o sogro recebe um pedido de recompensa pela filha, porém que poderia ser algo simples vira um enorme pesadelo e ainda por cima a investigação começa a desconfiar das intenções do Marc.

Os investigadores do caso Tickner e Regan começam a imputar o crime a ele, já que a tentativa da entrega do dinheiro foi frustrada, sem ter provas para acusa-lo o caso se estende por 18 meses, deixando Dr. Seidman cada dia mais frustrado e sem esperança de rever sua filha.

Porém após esse período ocorre uma nova tentativa de contato, e não querendo errar mais, pede ajuda de uma antiga namorada, uma ex-agente do FBI, Rachel. Eles se deparam com organizações criminosas relacionadas a contrabando infantil, podendo sua filha ser uma das vítimas e podendo ser a última esperança de reaver sua filha. E encontrar a verdade que está por trás de tudo que aconteceu naquela fatídica noite.

Por outro lado, Rachel também está passando por dificuldades na sua vida pessoal e principalmente profissional, e a parceria entre os dois levantará ainda mais suspeitas dos investigadores do caso em relação Marc.

O livro NÃO HÁ SEGUNDA CHANCE, se refere não apenas ao resgate da filha de Marc, mas também uma nova tentativa da relação com Rachel, pois terminaram por uma besteira, e ele acabou tendo um casamento frustrado com a falecida esposa.

O suspense do livro começa a pegar o leitor, mais para metade do final, antes o autor desenvolve mais a estrutura e relação entre os personagens, achei um pouco exagerada a descrição dos lugares, porém quando inicia a parte de desvendar todo o esquema, com toda certeza o leitor não irá conseguir largar a leitura.

E Harlan é mestre de enredar o leitor, apesar de já desconfiar dos motivos que levaram a tudo que aconteceu naquela noite, porém impossível concluir tudo, até algumas pessoas envolvidas que nunca imaginaria e nem durante o decorrer do livro teria uma associação com os fatos daquele dia.

Novamente o autor Harlan Coben nos surpreende com um livro humano, instigante, abordando assuntos importantes e novamente uma trama policial impactante.

0 comentários

Postar um comentário

Deixe seu Comentário!