[RESENHA] QUEBRA DE CONFIANÇA (SÉRIE MYRON BOLITAR #1) – HARLAN COBEN

segunda-feira, 30 de maio de 2022

TÍTULO ORIGINAL: Deal Breaker

TRADUÇÃO: Alves Calado
FORMATO: 16 x 23 cm
NÚMERO DE PÁGINAS: 272

SINOPSE: RELANÇAMENTO COM NOVA IDENTIDADE VISUAL PARA CELEBRAR OS DEZ ANOS DE HARLAN COBEN NA ARQUEIRO.

No primeiro caso de Myron Bolitar, Harlan Coben nos faz mergulhar na indústria do sexo e nos negócios escusos por trás da contratação de grandes atletas.

 Myron Bolitar está em um momento muito importante da carreira. Depois de agenciar alguns atletas pouco conhecidos, ele agora é o empresário de Christian Steele, a maior promessa de todos os tempos do futebol americano. Talentoso, bonito, centrado e carismático, tudo indica que o rapaz também movimentará milhões em contratos de publicidade.

 Ao mesmo tempo que vive o auge profissional, porém, Christian enfrenta um drama pessoal. Há um ano e meio, sua noiva, Kathy Culver, desapareceu subitamente e, exceto pelos fortes indícios de que tenha sofrido uma agressão sexual, a polícia não conseguiu descobrir nada sobre sua última noite no campus da Universidade Reston.

 Agora, prestes a ser contratado em uma negociação que pode ser a maior já realizada em sua categoria, Christian vê, em uma revista, a foto de Kathy em um anúncio de disque sexo. Além disso, o caso acaba de ganhar mais um contorno de horror: Adam Culver, pai dela, é morto em um assalto bastante suspeito.

Enquanto negocia com dirigentes gananciosos, empresários mal-intencionados e criminosos violentos, Myron contará com a ajuda de Win, seu melhor amigo, para descobrir a verdade por trás das duas tragédias – doa a quem doer.

 

RESENHA...

Sou a mais nova fã do autor Harlan Coben, e estava tentando escapar da série Myron Bolitar, porém depois de ler WIN, que traz como protagonista o melhor amigo do Myron, ficou impossível resistir a leitura.
Então li QUEBRA DE CONFIANÇA, o primeiro livro da série de 11 livros do autor, e fiquei tão encantada pelos personagens e envolvida pela narrativa, que antes era uma possibilidade, agora é uma realidade, e irei resenhar o resto da série para o Guardiã da Meia-Noite.

Myron Bolitar teve uma promissora, mas infelizmente curta carreira como jogador profissional de basquete, e devido uma lesão teve que abandonar as quadras, porém depois por uma passagem no FBI, e ter se formado em Direito na Harvard, decidiu voltar ao mundo dos esportes a frente de uma agência de representações esportivas que conta com a ajuda da grande amiga e ex-lutadora de luta livre Esperanza. Além claro, do seu braço direito, Win, que funciona como um assessor para assuntos extra esportivos.  

Ao mesmo que agencia atletas, ele as vezes utilizada seus conhecimentos investigativos para resolver alguns casos, e neste livro ele tentará descobrir o desparecimento de uma estudante, Kathy Culver, devido a ligação com seu novo agenciado, Christian Steele, talvez o primeiro cliente de peso de Myron, uma promessa do futebol americano que está em vias de concluir um contrato milionário com um clube profissional.

Kathy Culver era namorada de Christian quando misteriosamente desapareceu no campus alguns meses, porém Christian recebeu uma revista pornô onde tem uma foto de Kathy num anúncio de telesexo, imediatamente Christian aciona Bolitar.
Além disso, Kathy também tem outro tipo de ligação com Myron, já que ela é irmã da sua antiga namorada, Jessica, uma grande paixão e que o deixou de coração partido quando ela foi embora.

E no meio de tudo isso, tem a morte misteriosa do pai de Kathy, alguns meses depois da morte da filha. Todos esses elementos fazem a investigação bastante pessoal para Bolitar.

Mas pelo jeito, Myron adora uma confusão, além da investigação que ele está começando, terá que lidar com um problema, um chefão do crime, colocou a cabeça do Myron a prêmio, devido um problema no passado.

Tudo isso e muito mais integram a trama do livro, que é levado com muito humor e várias reviravoltas.

Outra característica do livro e praticamente sempre presente nas obras do Harlan, e a carga emocional e psicológica dos personagens, não são personagens perfeitos, pelo contrário, com muito mais defeitos do que qualidades, mas ao mesmo tempo tem uma virtuosidade em Myron.

E o antagonismo é o Win, fiel apenas a Myron, ele funciona como uma “quebra ossos” elegante. Win é um membro da alta sociedade que conheceu Myron na faculdade e não se separaram mais. Ele não tem remorso nenhum das atitudes violentas que executa, até curte bastante. Mas no meu caso, li WIN antes, minha percepção dele é outra. Porém apenas vou me limitar a impressão dele nesse livro.

Impossível não se apaixonar pela narrativa, e ficar grudada no livro até o final. E o autor não perde a mania de direcionar o leitor ao desfecho errado e só revelar o mistério nas últimas páginas do livro.

Quebra de confiança, um livro instigante que não poupa o leitor de situações desconcertantes, além de diálogos espirituosos e um humor que dá leveza e fluidez a  leitura.

CAPA ANTERIOR: 





0 comentários

Postar um comentário

Deixe seu Comentário!