[Resenha] Cinquenta e Seis - Seven Rue - The Giftbox Editora

segunda-feira, 25 de julho de 2022

 

Cinquenta e Seis
Autora: Seven Rue
Editora: The Giftbox
Páginas: 235


Sinopse: Garotos da minha idade não sabem me tratar direito.
Garotas da minha idade nunca entenderiam o quão poderosa uma mulher pode se sentir ao ser adorada por um homem mais velho.
E homens com duas, até mesmo três vezes a minha idade nunca podiam dizer não à mim.
Nem mesmo Riggs.
Com trinta e oito anos a mais e melhor amigo do meu pai. Um homem duro, de pavio curto, e um macho alfa.
Eu gostava de estar no controle em todas as situações, mas com ele era difícil. Ele me desafiava enquanto eu o provocava, querendo testar não apenas os seus limites, mas os meus também.
E quando algo inesperado aconteceu, Riggs me mostrou o quanto ele odiava os meus joguinhos. 


Essa autora nunca decepciona!!


Preparem o ventilador. Aumentem o ar condicionado. Seven Rue está de volta com um livro simplesmente incendiário!!! 

Amei ler Echo e seus três homens barbudos mais velhos,  mas Cinquenta e Seis eleva a categoria de hot à um outro nível!

Valley é uma menina rica, bem nascida e bem criada. Frequenta uma faculdade de elite e transita nos círculos mais exclusivos de sua cidade. Mas por baixo da faixada de boa moça, ela testa seus limites e desafia toda e qualquer convenção social dando asas à sua imaginação e participando do imaginário masculino através de uma webcam na internet.

Definitivamente Seven Rue não é para puritanas(os)! Mais uma vez a autora nos traz um livro hot incrível e recheado de diferentes tabus e experiências bem gráficas que muitas vezes apenas ouvimos falar e com certeza nos colocamos a julgar à quem vivencia, fala ou lê sobre o assunto.

Embora o livro tenha como pano de fundo um relacionamento explosivo com age gap (muita diferença de idade) que se transforma numa paixão avassaladora, o livro na verdade é sobre Valley e sua desinibição sexual.
Uma garota de 18 anos madura para a idade, mas especificamente curiosa em relação ao sexo. Sem preconceito e sem amarras, Valley tem sua vida em sua mãos. Faz o que quer, quando quer e como quer.

Gosto muito de sua independência, mas principalmente o quanto ela se afasta das convenções e mergulha em sua própria personalidade experimentando tudo o que possa lhe dar prazer.

Riggs é o personagem alfa padrão, mas junto com Valley temos um casal complexo e aventureiro. Seus jogos demonstrando serem até um pouco pesados para alguns leitores, mas demonstrando que tudo o que for consensual pode ser apreciado, assim como a narrativa dinâmica e excitante da autora!

A The Giftbox mais uma vez está de parabéns por ter a coragem de trazer um livro tão bom, mas que com certeza vai gerar burburinhos entre a galera que tem sempre uma opinião formada sobre tudo! O trabalho gráfico está incrível e a tradução e revisão como sempre estão perfeitas!

Para quem curte um bom hot e não se apega ao preconceito quanto aos tabus, Cinquenta e Seis é uma leitura maravilhosa, divertida e arrebatadora!

0 comentários

Postar um comentário

Deixe seu Comentário!