[Crítica] O Palestrante

terça-feira, 2 de agosto de 2022


Data de estreia: 04/08

Sinopse: Em O Palestrante, Guilherme (Fábio Porchat), um contador sem perspectivas que acaba de ser demitido e abandonado pela noiva, viaja para o Rio de Janeiro com o objetivo de resolver pendências da empresa que o demitiu. Sem encontrar um rumo na vida, ele é confundido com um famoso palestrante motivacional. Em um impulso de quem não tem nada a perder, assume o lugar do tal Marcelo, sem saber que se trata de um palestrante motivacional contratado para animar os funcionários da empresa de Denise (Dani Calabresa). Guilherme tem que colocar todos pra cima, mas talvez ele também precise desse novo Marcelo para mudar de vida, e ao tomar seu lugar, ele vai tentar achar uma razão própria para viver.

Elenco: Fábio Porchat, Dani Calabresa, Letícia Lima


Muito divertido!

Uma das estreias desta semana nos cinemas de todo o Brasil é O Palestrante! Uma comédia nacional com Fábio Porchat, Dani Calabresa e grande elenco cômico que nos arrancam muitas risadas enquanto acompanhamos as agruras de Guilherme (Porchat) tentando abraçar o "Carpe Diem"!

Gostaríamos de agradecer ao pessoal da EspaçoZ Marketing, Downtown Filmes e GNC Cinemas do Shopping Moinho que nos convidaram para conferir antecipadamente e rir muito com essa comédia da vida corporativa.

Guilherme é um pobre funcionário infeliz. Levando uma vida medíocre, com um trabalho e um relacionamento mais medíocres ainda. E agora, corno e desempregado, ele se aproveita de uma inesperada reviravolta para tentar se valer da máxima que "até um ponta pé na bunda, te impulsiona pra frente!" e "Carpe Diem"!

Embarcando de cabeça no lugar de um palestrante motivacional contratado para elevar a moral dos funcionários de uma empresa que além de descontentes com a organização, ainda odeiam sua chefe, ele se vê tentando aprender sobre motivação e tentando encontrar dinâmicas que ajudem a galera e não estraguem o seu disfarce.

O Palestrante é uma comédia caricata que pega os principais bordões corporativos e de atividades motivacionais e destrincha sob o olhar das pessoas comuns, desmotivadas e de saco cheio que muitas vezes tem que os engolir goela abaixo. Mesclando com as ciladas, temos um roteiro muito feliz com as palhaçadas do cotidiano, arrancando muitas risadas dos expectadores.

Adoro comédias que satirizam a vida cotidiana, e Porchat está muito bem explorando as facetas dos ditos "coaches motivacionais". O filme ainda nos traz historinhas paralelas divertidas e embora o romance seja previsível e meio insosso, ajuda a dar aquela alinhavada na trama que a gente tanto curte.

O final deixa algumas coisas em aberto, o que pode ser um bom gancho para uma sequência se for o caso. No geral, é um filme bem leve e divertido que vai agradar a galera que busca um momento relax e de descompressão nos cinemas!

Assista ao trailer e Carpe Diem! hehehehehehe

0 comentários

Postar um comentário

Deixe seu Comentário!